GERAÇÃO TRANSIÇÃO

Views:
 
     
 

Presentation Description

PARA AVANÇAR TELA, CLIQUE NA SETA, NA BARRA ABAIXO DO VÍDEO.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1:

GERAÇÃO TRANSIÇÃO Com som Enter para avançar

Slide 2:

Quais são as fronteiras entre uma geração e outra? Como se identifica uma geração?

Slide 3:

Os principais divisores costumam ser os acontecimentos históricos e as transformações culturais. A Sociologia e o Marketing classificam gerações nascidas a partir dos anos 40 como X, Y e baby bommers .

Slide 4:

Hoje, de todas as gerações em idade produtiva, a mais experiente e com maior folha de serviços é a chamada baby boomer (1). É a turma dos cinquentões e sessentões. 1 ) Nascidos entre 1946 e 1964, quando houve uma “explosão de bebês” no EUA. Coincidiu com a volta dos soldados, após a Segunda Guerra.

Slide 5:

Se você pertence a essa turma, parabéns! A conversa é com você mesmo.

Slide 6:

Tá legal... Agradecemos aos sociólogos por nos chamarem de “baby”... OK, agradecemos aos sociólogos pelo ‘ baby ’. Mas...

Slide 7:

Será que somos só isso? Somos só um rótulo bobinho?

Slide 8:

Vocês são muito mais que isso, é claro... Afinal, foram muitos os seus papéis nessas últimas décadas...

Slide 9:

Pense um pouco: você curtiu as inovações musicais.

Slide 10:

Vibrou com os festivais.

Slide 11:

Viveu momentos marcantes do cinema...

Slide 12:

Aplaudiu a arrancada da indústria automotiva...

Slide 13:

...E viveu cada emoção de seus avanços.

Slide 14:

Lembra-se como o carro era um grande sonho? Até o Gordini fazia sucesso, com seus “40 hp de emoção” .

Slide 15:

No topo da lista, havia Dodge V8 e o poderoso Galaxie. No lançamento, em 1966, o Galaxie custava mais de R$ 150.000,00, em valores de hoje. Os 27 milhões citados no anúncio de 1970 correspondem a R$ 116.000,00 (atualizados pelo IGP-DI até set/2011) .

Slide 16:

A grande maioria das pessoas que vêm dos anos 40 ou 50 viveu tudo isso. Mas não foi só diversão. Ralaram muito .

Slide 17:

Acontece que não era comum ter tudo de mão beijada. É verdade que foi mais difícil para seus pais e avós. Mas você passou por períodos complicados.

Slide 18:

Rescaldo da Guerra, guerra fria, crises econômicas, inflação galopante, mudanças de moeda, períodos de restrição à liberdade, emboscada da Aids ...

Slide 19:

Você sobreviveu! E conseguiu a volta da democracia plena.

Slide 20:

Por tudo isso, quem vem dessa época é gente versátil, simples, personalidade robusta. Como carrões e carrinhos dos velhos tempos.

Slide 21:

Há que ser forjado em ligas nobres para fazer: > ponte entre a cultura de um século e outro; > filtro entre a era das chaminés e a tecnologia da informação; > fronteira entre o operário dedicado e o nerd compenetrado.

Slide 22:

O tempo passou... Você ganhou experiência, filhos, netos e uma forte aliada: uma onda!

Slide 23:

A terceira onda! (Movimento descrito por Alvin Toffler , que se traduz na REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA).

Slide 24:

Quer um exemplo bem simples?

Slide 25:

A evolução dos automóveis! Pela metade do preço de lançamento do saudoso Galaxie, temos carros mais seguros, ágeis e econômicos. Não ficam muito atrás no quesito conforto e têm itens que seriam ficção científica naquela época.

Slide 26:

Quer mais? Sua geração saiu da época do telefone difícil, que custava fortunas, para o smartphone e coisas do gênero. Muitos estão prontos para outros avanços...

Slide 27:

Bem ou mal, você fez uma acrobática transição entre a máquina Remington e o computador!

Slide 28:

D escobriu o mundo no monitor de alta definição e internet banda larga. Em quatro décadas, libertou-se da programação da TV com dois ou três canais preto/branco para a TV por assinatura em HD.

Slide 29:

Aliás, que outra geração teria passado por transições tão privilegiadas e absurdas? Quem mais faria a conexão entre o mata-borrão e a tela touch screen? Quem migraria do rádio de válvulas para o Notebook com bluetooth?

Slide 30:

Quem, além de vocês, teria um coração capaz de amar o vrum da Hayabusa sem jamais esquecer o tuc-tuc da Lambreta e o perfume do óleo queimado da velha Jawa?

Slide 31:

Alguma outra geração poderia chorar Janis Joplin e festejar Joss Stone? Aplaudir Ella e babar sobre Krall? Ou apreciar o encanto de curvilíneas beldades de tempos distantes sem rejeitar o esquelético padrão das lindinhas de hoje?

Slide 32:

Quais homens e mulheres chegariam à era dos hormônios bioidênticos ainda trazendo na boca o gosto cruel do óleo de fígado de bacalhau?

Slide 33:

Entretanto, essa comparação do ONTEM com o HOJE mostra algo ainda melhor.

Slide 34:

Mostra que essa época trouxe benefícios que vão além do mundo das máquinas e do bem-estar material.

Slide 35:

Tem ideia de como era a medicina no tempo dos seus avós?

Slide 36:

Com os avanços, ficou muito fácil controlar o colesterol que enfartava, a pressão que matava e o declínio sexual que angustiava.

Slide 37:

O legado tecnológico da 2ª Guerra e os avanços da medicina alcançaram sua geração ainda na juventude, ampliando a expectativa de vida. Será uma preciosa “garantia estendida”.

Slide 38:

Foram também os grandes favorecidos pelo salto nos serviços urbanos. A gente reclama da fila do Detran , mas houve um tempo em que tudo dependia de fila e paciência: água, luz, telefone, talão de cheque, carnês e atestados de toda espécie...

Slide 39:

Quem não se lembra dos tempos em que o “ delivery ” não ia muito além do botijão de gás? E o transporte público? Hoje tem falhas , mas era muito pior (e só existia nas cidades grandes). Só mais essa: quem pensa que o mapa de rodovias sempre foi essa malha bonitinha, toda asfaltada, não é da geração que comeu poeira pelo Brasil.

Slide 40:

Mas, se essa geração é a mais experiente, é também a que tem mais tempo de estrada. Isso significa ficar diante de outra transição.

Slide 41:

DESCANSAR A CHUTEIRA... Muitos penduraram sem se arrepender. Outros esperam pelo melhor momento. E alguns nem pensam nisso...

Slide 42:

Enfim, você é de uma geração que construiu uma história de transições, lutas e vitórias.

Slide 43:

Tem motivos para se orgulhar do passado, desfrutar o presente e ficar em paz com o que a vida lhe traz. Por isso, amigo, comemore! Resgate e conserve o sentimento de realiza ç ão e vit ó ria.

Slide 44:

Comemore como o mais feliz dos sessentões, que pode celebrar os benefícios da longevidade, exibindo aos 60 a vitalidade que tinha o quarentão dos anos dourados.

Slide 45:

Preserve os sentimentos de realização e vitória, cuide da autoestima e seja muito feliz!! Lembre-se: atividade física regularmente e hábitos saudáveis para uma vida longa e feliz.

Slide 46:

“ As pessoas felizes lembram o passado com gratidão, alegram-se com o presente e encaram o futuro sem medo.“ (Epicuro)

Slide 47:

Redação Formatação Ricardo Zani Edição: Assistente: Leidiane de Oliveira Músicas: Garota de Ipanema Ray Coniff Por isso corro demais Roberto Carlos Corcovado Daniela Mercury out/2011

authorStream Live Help