Fundamentos de Segurança Informática - 2 Segurança na Internet

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Web grafia:

Juliano Silva Março de 2018 Segurança na Internet

Web grafia:

Índice Introdução Quais os riscos da Internet Vírus de computador. Sites maliciosos. Mensagens maliciosas Como usar o computador de forma segura ao navegar na Internet E-mail e Messenger. Encontros de risco: sites sociais. Mensagens mal intencionadas Diagnosticando sites inseguros Internet Banking Download de ficheiros Códigos maliciosos e Cockies Páginas Fake (falsas )

Web grafia:

Introdução A Internet permite a comunicação entre pessoas de todo o mundo.

Web grafia:

Introdução Atividades na Internet Jogar Estudar

Web grafia:

Quais os riscos da Internet Visionamento de material impróprio ( ex : pornografia) Incitamento à violência e ao ódio Violação da privacidade Violação da lei Encontros “online” com pessoas menos recomendáveis Drogas

Web grafia:

Vírus de computador Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores, utilizando-se de diversos meios. A maioria das contaminações ocorre pela ação do usuário, executando o arquivo infetado recebido como um anexo de um e-mail. A contaminação também pode ocorrer por meio de arquivos infetados em pen drives, CDs e outros. A segunda causa de contaminação é por Sistema Operacional desatualizado, sem correções de segurança, que poderiam corrigir vulnerabilidades conhecidas dos sistemas operacionais ou aplicativos, que poderiam causar o recebimento e execução do vírus inadvertidamente. Ainda existem alguns tipos de vírus que permanecem ocultos em determinadas horas, entrando em execução em horas especificas. Também pode-se ser infetado por um vírus através de sites contaminados.

Web grafia:

Sites maliciosos Na era da informação que são os dias de hoje, a Internet constitui um meio para uma quantidade infinita de informações e de conecção com o resto do mundo, enquanto que, ao mesmo tempo, abre uma porta para perigos em potencial, se não for usada adequadamente. Os sites maliciosos são, geralmente, páginas da rede, criadas para distribuir malware ou roubar informações pessoais, que podem ser usadas para a realização de atividades ilegais. Um site mal-intencionado também pode conter links para outras fontes online, que podem infetar o sistema de computador de um usuário, sem que ele tenha conhecimento, com spywares , malwares , vírus e trojans prejudiciais e até mesmo, em alguns casos, com aplicativos anti-spyware nocivos. Os criminosos cibernéticos, também criam sites mal-intencionados, para injetar códigos maliciosos nos computadores dos visitantes. Além disso, eles criam páginas da rede que imitam sites legítimos para roubar informações, o que é chamado de phishing. O bloqueio de um site malicioso vai ajudar a prevenir infeções ou o roubo de dados pessoais, quando você navegar na rede.

Web grafia:

Mensagens maliciosas Ao utilizar um programa de mensagens instantâneas (IM), como o Windows Live Messenger (anteriormente MSN Messenger), O Windows Messenger, o AOL Instant Messenger, o Yahoo Messenger, ou outros, os utilizadores podem escrever mensagens uns para os outros e ver as mensagens quase imediatamente. Uma vez que o IM é tão popular, os autores de vírus podem utilizá-lo para espalhar programas maliciosos.

Web grafia:

Compreender os vírus das mensagens instantâneas Assim como os vírus de correio eletrónico , os vírus de mensagens instantâneas são programas maliciosos que são concebidos para se propagar através do IM. Estes vírus disseminam-se, na maior parte dos casos, quando alguém clica num link ou abre um ficheiro infetado que foi enviado numa mensagem que parecia ser proveniente de um amigo. Quando abrir um destes ficheiros, o seu computador pode ficar infetado com um vírus. Devido ao vírus, o seu computador pode ficar mais lento ou parar de responder ou pode mesmo não notar qualquer alteração. Contudo , o vírus poderá ter instalado um programa oculto no seu computador, que pode danificar o software, o hardware ou ficheiros importantes, e que pode conter spyware, que pode monitorizar informações introduzidas no computador. Um computador infetado por um vírus pode continuar a disseminar a infeção através do envio de cópias do vírus para todas as pessoas da sua lista de contactos do IM, isto é, o conjunto de nomes que pode armazenar no seu programa de IM.

Web grafia:

Como usar o computador de forma segura ao navegar na Internet Utilização segura da Internet Proteger o PC Compras seguras na Internet Fornecimento de dados pessoais Recomendações gerais sobre passwords

Web grafia:

Utilização segura da Internet De um modo geral, devemos ter cuidado quando navegamos na Internet, porque há pessoas mal intencionadas que a usam para fins fraudulentos ou criminosos. Esta recomendação aplica-se tanto a dados pessoais, como a e-mails de terceiros ou a downloads de páginas desconhecidas: Se adotarmos uma atitude crítica, ficaremos mais protegidos contra fraudes e armadilhas.

Web grafia:

Proteger o PC Proteger o PC contra vírus e outros perigos. Seguir as três recomendações mais importantes para a proteção do PC : Usar uma firewall para proteger o PC de diversas ameaças provenientes da Internet. Certificar de que está sempre ativada e atualiza-a regularmente. Atualizar o sistema operativo para manter a fiabilidade e a segurança do PC. As atualizações cobrem lacunas de segurança no sistema e garantem maior proteção. Instalar programas antivírus e antispyware para proteger o PC contra vírus e cavalos de Troia. Certificar de que são atualizados regularmente.

Web grafia:

Compras seguras na Internet Podemos fazer compras na Internet de várias formas. Antes de efetuar qualquer compra, seja em lojas online, portais de compras ou plataformas de leilões, devemos sempre informar sobre os seguintes pontos: Vendedor Produto Método de pagamento Forma de envio do produto Não enviar dados confidenciais (tais como os dados do cartão de crédito) por e-mail.

Web grafia:

Fornecimento de dados pessoais Ser prudente quando fornecer dados pessoais. Só devemos fornecê-los se for rigorosamente necessário. Se assinarmos livros de visitas ou participarmos em fóruns de discussão, devemos utilizar um endereço de e-mail que não permita qualquer tipo de acesso aos dados pessoais. Quando registarmo-nos em redes sociais, certificar de que os dados pessoais ficam acessíveis apenas a determinadas pessoas.

Web grafia:

Recomendações gerais sobre passwords Uma password segura protege contra o roubo de dados. Algumas recomendações para a criação de uma password segura: Quanto mais longa, mais segura é a password. Utilizar maiúsculas e minúsculas, algarismos, carateres especiais e sinais de pontuação. Evita palavras retiradas do dicionário e dados diretamente relacionados contigo (data de nascimento, nome, etc.). Alterar as passwords com regularidade. Nunca gravar a password no computador.

Web grafia:

E-mail e Messenger Encontros de risco: sites sociais Mensagens mal intencionadas

Web grafia:

E-mail e Messenger Não abra anexos de email que lhe foram enviados em sessões de chat. É muito comum que sistemas sejam infetadas por vírus ou Trojans enviados por email ou diretamente através da aplicação de chat. Não use o seu nome verdadeiro. Não use o seu nome real como identificação de login numa sala de chat ou instant messenger . Não deverá, inclusivamente, utilizar algo que seja intuitivamente identificador da sua pessoa – como uma alcunha – ou algo que se assemelha com a sua identidade real. Nunca divulgue informação pessoal. Tenha extremo cuidado quando falar com alguém que não conhece. Não revele onde vive, a sua idade, o seu nome, a escola que frequenta, o seu telefone, o seu local de trabalho, ou algo que identifique a sua família. Eduque e vigie os seus filhos no que respeita a atividades nestes ambientes on-line. Por muito simpático que alguém “do outro lado” possa parecer, lembre-se sempre que, na realidade, não faz ideia de quem essa pessoa é. Registe as sessões de chat. A maior parte destas aplicações permite algum nível de “ logging ”. Registar estas conversas pode ser muito útil se as coisas se complicarem. Há casos em que tais informações foram importantes para o decurso de investigações às atividades de predadores on-line. Os pais devem sempre certificar-se que as conversas dos seus filhos ficam registadas. Nunca combine encontros. Todos conhecemos histórias de pessoas que se encontraram após contacto on-line. Enquanto alguns casos podem correr bem, entenda que, ao fazê-lo, está a correr um risco para a sua segurança pessoal. Em quase todas as circunstâncias, não é boa ideia conhecer alguém em pessoa. Se, apesar disto, o fizer, tenha o máximo de precaução. Combine o encontro num local público e faça-se acompanhar de alguém. Lembre-se que a pessoa pode não ser aquilo que lhe fez crer on-line .

Web grafia:

Encontros de risco: sites sociais As Redes Sociais são uma das formas de representação de relacionamentos afetivos ou profissionais dos seres humanos entre si ou entre grupos com os mesmos interesses. O perfil de um utilizador é uma página pessoal onde a pessoa tem informações pessoais, fotos entre outros. Devemos ter cuidado para não sermos vitimas de cyberbulling nem de roubos de identidade, não devendo possuir fotos de corpo inteiro nem de crianças pois existe a possibilidade de editar e transferir imagens das redes sociais. O perfil aberto permite a todas as pessoas que o queiram visitar que o possam fazer sem ser teus amigos e sem tu teres conhecimento . O perfil fechado não permite que as pessoas desconhecidas acedam ao teu perfil nem aos teus dados pessoais sem tu as adicionares. Nunca deves combinar encontros com pessoas que não conheces, nomeadamente amigos virtuais de jogos, de redes sociais, entre outras aplicações online. Nunca combines encontros a sós com os teus “amigos virtuais ”.

Web grafia:

Mensagens mal intencionadas Esquemas fraudulentos O que são? Com o grande aumento da utilização do correio eletrónico, o número de casos de pessoas maliciosas que tentam utilizar esse meio para realizar fraudes aumentou proporcionalmente. Os utilizadores que visitam os sítios de instituições financeiras são o grande alvo desses indivíduos. As pessoas mal intencionadas recorrem, assim, a listas de endereços de correio eletrónico para envio de SPAM em grande escala, com ficheiros executáveis anexados às mensagens e serviços de “ hosting ” gratuitos que não necessitam de identificação legítima. Como funcionam? Os utilizadores mal intencionados enviam mensagens de correio eletrónico, fazendo-se passar por bancos e outras instituições financeiras, solicitando dados pessoais, números de conta corrente, cartões bancários e palavra-passe dos clientes. Muitos dos visados, sem se aperceberem da real situação, enviam esses mesmos dados, pensando tratar-se de um pedido dessas instituições, tornando-se, desta forma, vítimas de um esquema fraudulento .

Web grafia:

Como me posso proteger desses esquemas fraudulentos ? A melhor estratégia para prevenir fraudes ao utilizar o correio eletrónico é procurar o máximo de informações possível sobre a origem das mensagens e desconfiar sempre de qualquer indício que possa levantar suspeita. Mensagens de correio eletrónico enviadas por pessoas ou empresas desconhecidas encontram-se no topo dessa lista, sendo que deverá ter especial atenção com este tipo de mensagens, pois poderão vir a instalar programas maliciosos. É, aliás, possível que consigam capturar dados armazenados no computador ou dados que foram introduzidos através do teclado, tornando assim fácil a obtenção de informações dos utilizadores . Como saber se uma mensagem de correio eletrónico é fraudulenta? Eis algumas frases às quais deverá prestar especial atenção sempre que suspeitar que uma mensagem de correio eletrónico se trata de um esquema fraudulento. "Consulte a sua conta." As empresas não solicitam o envio de palavras-passe, número de bilhete de identidade ou outras informações pessoais através de correio eletrónico. Se receber uma mensagem a pedir-lhe que atualize as suas informações relativas ao cartão de crédito não responda: trata-se de um esquema fraudulento. "Se não responder no prazo de 48 horas, a sua conta será encerrada." Este tipo de mensagens transmite um caráter de urgência para que responda imediatamente, sem pensar. As mensagens poderão inclusivamente alegar que esta resposta é necessária visto que a sua conta estará, de alguma forma, comprometida. "Estimado cliente." É habitual que este género de mensagens seja enviado em grandes quantidades, não contendo, muitas vezes, o seu nome próprio ou apelido. “ Clique na ligação abaixo para aceder à sua conta." As mensagens com formatação HTML podem conter ligações ou formulários que poderá preencher, tal como faria num sítio eletrónico. As ligações nas quais lhe pedem para clicar poderão até conter o nome completo ou parcial de uma empresa verdadeira, embora se tratem, normalmente, de ligações "mascaradas", o que significa que não o conduzem para o endereço em questão, mas sim para um outro sítio, frequentemente fictício.

Web grafia:

Roubo de identidade Todos os dias, ladrões de identidade percorrem a Internet em busca de pessoas que possam enganar. Existem casos reportados de roubo de identidade cujo contacto inicial foi feito através de salas de chat. Estes indivíduos têm uma forma própria de atuar: geralmente, não solicitam, de imediato, dados confidenciais ao utilizador, mas investem algum tempo para ganhar a sua confiança. Uma vez que o utilizador se sinta à vontade, passarão ao “ataque”. No entanto, quer o ataque seja efetuado por este meio - denominado de “engenharia social” - quer através de um meio tecnológico mais sofisticado, a verdade é que o resultado imediato se traduz na fuga de dados sensíveis ou até confidenciais, o que poderá ter consequências desastrosas para a vítima. Onde se correm os principais riscos? As mensagens instantâneas, Internet Relay Chats e outras formas de conversação online são ferramentas úteis e divertidas, utilizadas, inclusivamente, para efeitos de trabalho, sobretudo se este exigir a cooperação entre vários elementos, em tempo real. Muitos indivíduos alegam mesmo que este tipo de ferramentas permite aumentar a produtividade. Estamos, aliás, a falar de algo que não irá desaparecer; que chegou para ficar. No entanto, e como qualquer meio de comunicação online, está sujeito a inúmeros perigos que deverão ser do conhecimento dos utilizadores, para que estes possam prevenir fraudes, explorações, utilizações abusivas de recursos e/ou outra formas de aproveitamento ilícito. Uma das preocupações recorrentes entre os pais, hoje em dia, é, aliás, assegurar que os filhos não se envolvem em riscos para a sua segurança pessoal, decorrentes do contacto online com criminosos. Também o aproveitamento de informação relacionada com contas bancárias ou outros dados financeiros é uma preocupação constante. De notar, no entanto, que nem sempre é necessário conhecer uma palavra-passe para que um sistema de homebanking seja comprometido. Muitas das vezes, informação pessoal sobre um titular de conta e alguma criatividade e habilidade são tudo o que um criminoso necessita para se apoderar de uma conta.

Web grafia:

Quais os métodos utilizados? É muito comum a distribuição de vírus em salas de chat. Alguns indivíduos tentam, inicialmente, conquistar a confiança de outros utilizadores, sendo que depois lhes enviam ficheiros que infetam o respetivo sistema, com recurso a um vírus ou Trojans (cavalo de Troia). Este tipo de contágio também é possível ao nível do correio eletrónico, pelo que é fundamental que seja sempre cauteloso ao abrir ficheiros ou endereços enviados por pessoas que não são de absoluta confiança, ou por meios sujeitos a interferência de terceiros. Este tipo de ataque deixará as suas informações pessoais e confidenciais vulneráveis e disponíveis a criminosos. De referir ainda que, a qualquer momento, e por toda a Internet, se encontram milhares de computadores infetados, salientando-se a existência de redes ( botnets ) sob o controlo de criminosos. Estas redes são depois utilizadas com os intuitos mais maliciosos. Quais as possíveis consequências? Não são apenas os ladrões de identidade que vagueiam pelas salas de chat na Internet. No entanto, sabe-se que todo o tipo de predadores inicia contacto com as suas vítimas através desses meios. Todos os utilizadores devem estar cientes de que estão sujeitos a contactos com indivíduos que poderão tentar roubar a sua identidade, o seu dinheiro ou provocar-lhes danos físicos e/ou emocionais. A perda de privacidade no que diz respeito à informação pessoal é um fator que poderá acarretar graves consequências, uma vez que os criminosos ficam na posse de dados que facilitam drasticamente a sua atividade.

Web grafia:

O que posso fazer para me proteger? Proteja o seu computador e mantenha-o atualizado Esta medida é, sem dúvida, transversal a todas as questões de segurança e evitará o sucesso da esmagadora maioria dos ataques a que os computadores individuais estão sujeitos. As estatísticas confirmam que a larga maioria dos computadores infetados foi comprometida numa altura em que já era conhecida uma solução para o problema. Considerando estes aspetos, é importante consultar regularmente os serviços de atualização online disponibilizados pelo fabricante do hardware, sistema operativo e outro software instalado no seu computador. Para além disso, tenha também uma firewall bem configurada e um antivírus atualizado. Não use o seu nome verdadeiro Não utilize o seu nome real como identificação de login numa sala de chat ou programas de mensagens instantâneas. Não deverá, inclusivamente, recorrer a algo que seja intuitivamente identificador da sua pessoa, como uma alcunha, ou a algo que se assemelhe com a sua identidade real. Utilize salas com moderador Esta questão não se aplica aos programas de mensagens instantâneas, mas, e no caso de se encontrar num chat, utilize, sempre que possível, salas moderadas. Estas salas oferecem algum nível de proteção, visto que são monitorizadas por moderadores online. Tipicamente, o comportamento nestas salas é mais controlado do que em salas não moderadas.

Web grafia:

Nunca divulgue informação pessoal Tenha muito cuidado quando falar com alguém que não conhece. Não revele o local onde vive, a sua idade, o seu nome, a escola que frequenta, o seu telefone, o seu local de trabalho ou algum outro elemento que identifique a sua família. Eduque e vigie os seus filhos no que diz respeito a atividades desenvolvidas nestes ambientes online. Por muito simpático que alguém “do outro lado” possa parecer, lembre-se sempre que, na realidade, não faz ideia de quem será essa pessoa. Registe as sessões de chat A maior parte destas aplicações permite algum nível de “ logging ”. Registar as conversas poderá ser muito útil se a situação se complicar. Verificaram-se, aliás, casos em que tais informações foram fundamentais para o decurso de investigações às atividades realizadas por predadores online. Os pais devem sempre certificar-se de que as conversas dos seus filhos ficam, de facto, registadas. Nunca combine encontros Todos conhecemos histórias de pessoas que se encontraram após contacto online. Embora alguns casos possam até correr bem, não se esqueça que, ao fazê-lo, está a correr riscos no que toca à sua segurança pessoal. Em quase todas as circunstâncias, não é boa ideia conhecer alguém pessoalmente. Se, no entanto, o fizer, tenha o máximo de precaução: combine o encontro num local público e faça-se acompanhar de outra pessoa. Lembre-se que o indivíduo com quem falou na Internet pode não ser aquilo que lhe fez crer online. Não abra anexos de correio eletrónico de desconhecidos ou que lhe tenham sido enviados em sessões de chat É muito comum que os sistemas sejam infetados por vírus ou Trojans enviados por correio eletrónico ou diretamente através da aplicação de chat. Seja cauteloso e, no mínimo, utilize um antivírus atualizado e analise tudo o que lhe for enviado. Quem contactar em caso de abuso? Os casos de roubo de identidade devem ser imediatamente denunciados às autoridades, bem como outro tipo de abusos ou violência. A Polícia Judiciária tem competência para investigar crimes relacionados com utilizações abusivas de redes informáticas.

Web grafia:

Diagnosticando sites inseguros Para verificar se a conexão é segura, ou seja, criptografada, existem pelo menos dois itens que podem ser visualizados na própria janela do seu navegador, demonstrando que as informações transmitidas entre o browser e o site visitado estão sendo criptografadas. O primeiro pode ser visualizado no local onde o endereço do site é digitado. O endereço deve começar com https:// (diferente do http:// nas conexões normais), onde o “s” antes do sinal de dois-pontos indica que o endereço em questão é de um site com conexão segura e, portanto, os dados serão criptografados antes de serem enviados.

Web grafia:

Internet Banking O Homebanking, ou Banco online, designa um conjunto de serviços como transações, pagamentos e outras operações financeiras efetuadas, via Internet, nos sítios eletrónicos das entidades bancárias. Este serviço permite que as operações sejam efetuadas independentemente dos horários de funcionamento dos bancos e sem a deslocação física aos balcões. Quais os principais problemas deste tipo de serviço? O problema mais comum associado à utilização do Homebanking diz respeito à apropriação de informação confidencial por parte de pessoas mal intencionadas que, deste modo, utilizam a informação como se fossem os utilizadores genuínos. Apesar das medidas de segurança dos bancos não serem 100% seguras, a grande maioria de fraudes deve-se à má utilização do serviço por parte dos clientes. Tenha em atenção se está a ser vítima de phishing. Utilize browsers que possuem filtros de phishing; Em caso de suspeita de utilização indevida contacte de imediato a sua entidade bancária.

Web grafia:

Como posso precaver-me? Evite utilizar computadores públicos para aceder ao seu serviço online; Certifique-se que não está a ser observado por terceiros quando acede ao Homebanking, nomeadamente através de sistemas de videovigilância; Assegure-se de que o seu computador não está infetado por mecanismos de registo de atividades (por exemplo: keyloggers ). Assegure-se que tem instalado software antivírus e software anti spyware; Altere frequentemente as suas credenciais de acesso ao serviço; Tenha cuidado redobrado quando imprimir documentos ou informação relativa à sua conta em impressoras públicas. Não deixe os documentos na impressora e destrua todos os documentos de que já não necessita; Não divulgue os seus dados pessoais a terceiros. A maioria das empresas verdadeiras nunca solicita informação confidencial através de correio eletrónico ou telefone; Tenha cuidado na escolha das credenciais de acesso ao serviço, por exemplo, não escolha credenciais que lhe possam ser associadas: número de telefone, data de nascimento, nome próprio; Verifique regularmente as suas contas, prestando especial atenção a transações que não tenha efetuado e à data/hora do último acesso à conta; Termine sempre as sessões de Homebanking. Caso contrário, há a possibilidade de alguém mal intencionado poder utilizar a sessão ainda aberta; Limpe a cache do seu computador e os ficheiros temporários; Não armazene informação sobre as suas contas no computador; Tenha em atenção se está a ser vítima de phishing. Utilize browsers que possuem filtros de phishing; Em caso de suspeita de utilização indevida contacte de imediato a sua entidade bancária

Web grafia:

Download de ficheiros Baixar arquivos da Internet (Download ) tornou-se muito fácil e comum nos últimos tempos. Mas com o aumento do número de downloads, teve também o aumento do número de riscos que se acumulam quando realizamos esse simples processo. A lguns cuidados que deveremos ter: 1 - Devemos evitar downloads de anexos de e-mails desconhecidos. É uma pratica muito comum dos hackers enviar e-mail tentadores ou assustadores para os usuários, e mandam em anexo alguns arquivos que são vírus e que prejudicarão o desempenho da máquina. Evite abrir/baixar e-mail de estranhos, e sempre que puder, pergunte para o remetente, caso conheça, se o mesmo o enviou um e-mail. 2 - Cracks de Programas. Apesar de ser ilegal, muitos usuários utilizam desse meio alternativo para conseguir alguns programas. Acontece que os locais onde fornecem esses produtos são verdadeiras fontes de pragas, e o download de um Crack/ keygen pode conter vários arquivos do tipo malware. 3 - Cuidado com as músicas que baixamos pelos programas de compartilhamento. É sempre bom verificar o formato do arquivo que estamos a tentar baixar por esse programa (emule, limeware , ares e outros). Sempre que baixar algum arquivo, lembre-se de fazer o scanner do mesmo.

Web grafia:

Códigos maliciosos e Cookies Código malicioso ou Malware ( Malicious Software) é um termo genérico que abrange todos os tipos de programa especificamente desenvolvidos para executar ações maliciosas em um computador. Na literatura de segurança o termo malware também é conhecido por "software malicioso".  Alguns exemplos de malware são : - vírus;  - worms e bots ;  - backdoors ;  - cavalos de tróia ;  - keyloggers e outros programas spyware;  - rootkits .

Web grafia:

Cookies são pequenos arquivos que são gravados no seu computador quando entramos em  sites na Internet e que são reenviados a estes mesmos sites quando novamente visitados. São usados para manter informações sobre nós, como carrinho de compras, lista de produtos e preferências de navegação. Um cookie pode ser temporário (de sessão), quando é apagado no momento em que o navegador Web ou programa leitor de e-mail é fechado, ou permanente (persistente), quando fica gravado no computador até expirar ou ser apagado. Também pode ser primário ( first-party ), quando definido pelo domínio do site visitado, ou de terceiros ( third-party ), quando pertencente a outro domínio (geralmente relacionado a anúncios ou imagens incorporados à página que está sendo visitada ).

Web grafia:

Alguns dos riscos relacionados ao uso de cookies são : Compartilhamento de informações: as informações coletadas pelos cookies podem ser indevidamente compartilhadas com outros sites e afetar a sua privacidade. Não é incomum, por exemplo, aceder pela primeira vez um site de música e observar que as ofertas de CD’s para o seu gênero musical preferido já estão disponíveis, sem que você tenha feito qualquer tipo de escolha . Exploração de vulnerabilidades: quando acedemos a uma página Web, o navegador disponibiliza uma série de informações sobre o seu computador, como hardware, sistema operacional e programas instalados. Os cookies podem ser utilizados para manter referências contendo estas informações e usá-las para explorar possíveis vulnerabilidades em seu computador . Autenticação automática: ao usar opções como "Lembre-se de mim" e "Continuar conectado" nos sites visitados, informações sobre a sua conta de usuário são gravadas em cookies  e usadas em autenticações futuras. Esta prática pode ser arriscada quando usada em computadores infetados ou de terceiros, pois os cookies podem ser coletados e permitirem que outras pessoas se autentiquem como você . Recolha de informações pessoais: dados preenchidos por nós em formulários Web também podem ser gravados em cookies, coletados por atacantes ou códigos maliciosos e indevidamente acedidos, caso não estejam criptografados . Recolha de hábitos de navegação: quando acedemos a diferentes sites onde são usados cookies de terceiros, pertencentes a uma mesma empresa de publicidade, é possível a esta empresa determinar seus hábitos de navegação e, assim, comprometer a sua privacidade.

Web grafia:

Prevenção : Não é indicado bloquear totalmente o recebimento de cookies, pois isto pode impedir o uso adequado ou até mesmo o acesso a determinados sites e serviços. Para se prevenir dos riscos, mas sem comprometer a sua navegação, há algumas dicas que você deve seguir, como: ao usar um navegador Web baseado em níveis de permissão, como o Internet Explorer, procure não selecionar níveis de permissão inferiores a "médio"; em outros navegadores ou programas leitores de e-mail, configure para que, por padrão, os sites não possam definir cookies e crie listas de exceções, cadastrando  sites considerados confiáveis e onde o uso de cookies é realmente necessário, como Webmails e de Internet Banking e comércio eletrônico; caso você, mesmo ciente dos riscos, decida permitir que por padrão os sites possam definir cookies, procure criar uma lista de exceções e nela cadastre os sites que deseja bloquear; configure para que os cookies sejam apagados assim que o navegador for fechado; configure para não aceitar cookies de terceiros (ao fazer isto, a sua navegação não deverá ser prejudicada, pois apenas conteúdos relacionados a publicidade serão bloqueados); utilize opções de navegar anonimamente, quando usar computadores de terceiros (ao fazer isto, informações sobre a sua navegação, incluindo cookies, não serão gravadas). Veja que, quando você altera uma configuração de privacidade ela é aplicada aos novos cookies, mas não aos que já estão gravados em seu computador. Assim, ao fazer isto, é importante que você remova os cookies já gravados para garantir que a nova configuração seja aplicada a todos.

Web grafia:

Páginas Fake (falsas) A página fake ou Phishing tem como objetivo capturar dados sensíveis como senhas de cartões de créditos, Emails dentre outros através de páginas falsa, sendo elas paginas de cartões de créditos e outros. Como funciona. Uma vez logada numa página fake , o seu criador tem todos os seu dados sensíveis, que são mandados por Email logo após quer a pessoa logou e assim ele tem o poder total de sua conta. Exemplo ( orkut ) : Se alguém mandar você logar em um página falando entra aí nessa comunidade e a sua página do orkut sair, não exatamente o sua página do orkut saiu mas sim a dele que entrou. Normalmente esse tipo de página é hospedada em muitos servidores gratuitos para mudar o link, são eles o mais conhecidos os seguintes: ~> vai.la ~> br30.com No fim dos links recebe o nome do seu servidor * Exemplo: orkut2008.vai.la orkut2008.br30.com Esses servidores não são feitos apenas para hospedar paginas fakes mas sim qualquer tipo de página mudando então o seu Link. Fique esperto por que esse tipo de ação é muito comum em páginas de relacionamentos e de prestadores de serviço .

Web grafia:

Web grafia http:// www.prof2000.pt/users/lbastos/os%20perigos%20da%20internet.htm http :// pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADrus_de_computador http://www.enigmasoftware.com/pt/como-bloquear-sites-maliciosos / https://www.paysafecard.com/pt-pt/seguranca/seguranca-na-internet / https:// www.cert.pt/index.php/recomendacoes/1235-cuidados-a-ter-com-conversas-em-instant-messengers-ircs-e-chat-on-line http:// pt.slideshare.net/escolaribeirabrava/savedfiles?s_title=os-perigos-das-redes-sociais-7374284&user_login=institutoduartelemos http:// linhaalerta.internetsegura.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=61&Itemid=63&lang=pt http:// studiopegasus.blogspot.pt/2013/05/seguranca-na-internet-dicas-unidade-4.html https:// duvidas.terra.com.br/duvidas/560/o-que-sao-os-codigos-maliciosos-malware http :// www.gostodeler.com.br/materia/10368/os_downloads_e_seus_riscos.html http ://cartilha.cert.br/riscos /

authorStream Live Help