2º i Jovem Recicla setor leste terminado 97-2003

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1: 

Projeto desenvolvido pela turma 2º ‘’i ‘’

Slide 2: 

O objetivo Queremos em geral a melhoria de vida, minimização do impactos ambientais, diminuir os gastos na escola como contas de água, criando maneiras para ajudar a melhoria da escola, elaborando um projeto de reaproveitamento da água, fazer um grupo de pesquisa para ver quanto precisa, do que se precisa, onde será utilizado, enfim, um projeto concreto apresentável. Retirar o entulho encontrado na escola, e reciclar o material possível, criar um galpão para guardar o lixo separado até uma data especifica para uma cooperativa recolher o lixo reciclado, melhorar a quadra da escola, verificar as tubulações da escola, canos, desperdício de água para uma escola melhor.

Slide 3: 

A geração de grandes quantidades de resíduos sólidos é um dos principais problemas nas áreas urbanas. O crescimento populacional, desenvolvimento econômico e utilização de tecnologias inadequadas têm contribuído para que esta quantidade aumente cada vez mais. O descarte clandestino destes resíduos tem provocado graves impactos ambientais, sociais e econômicos. Destacam-se alagamentos, deslizamento de encostas, proliferação de vetores e poluição, contribuindo para reduzir a qualidade de vida da população, aumentando os custos sociais e comprometendo o meio ambiente.  Na escola há as construções civis, o chamado entulho, que foi jogado em uma área em que poderia ser utilizada para fazer: Separar o entulho ver o que é reutilizado e o que não é, como: Grupo I - materiais compostos de cimento, cal, areia e brita: concretos, argamassa, blocos de concreto. Grupo II - materiais cerâmicos: telhas, manilhas, tijolos, azulejos. Grupo III - materiais não-recicláveis: solo, gesso, metal, madeira, papel, plástico, matéria orgânica, vidro e isopor. Um galpão para poder jogar o lixo produzido na escola, porém, devidamente separado ecologicamente, Após separado contatarmos uma cooperativa que recolhe o lixo reciclado e vender o alumínio, como os das latinhas produzido pelos próprios alunos, isso ajudaria muito na sustentabilidade da escola. Entulho:

Slide 4: 

Reaproveitamento de água: Pouco difundido entre profissionais da construção civil e pela população em geral, os sistemas de coleta de água da chuva vêm se tornando uma realidade e uma exigência para as construções. Além de possibilitar o uso de recursos naturais evitando a escassez de água, o sistema de coleta de água da chuva também ajuda a minimizar o problema de enchentes na cidade já que a água da chuva será reservada e reutilizada. Então, como dimensionar um sistema de coleta de água da chuva? 1) Deverá ser identificado o índice pluviométrico da escola em questão.2) Definir qual será a área de coleta. Geralmente é indicado que se faça nas coberturas ou telhados, mas, a coleta de água das pavimentações também é utilizada, apesar de ser uma água mais suja.3) Calcular o volume de chuva coletado, por cada mês do ano.4) Identificar qual será o volume de água reaproveitada. A água, após tratada, poderá ser utilizada na irrigação ou nas bacias sanitárias. Nunca poderá ser utilizada para fins potáveis.5) A cisterna será dimensionada a partir do cruzamento de duas condicionantes: volume de água coletada X reuso. Somente será coletado o que for utilizado. Deve ser feito um estudo de mês a mês para identificar o período seco e prever o abastecimento da cisterna para esses meses. Por exemplo, em meses em que a chuva não atende a demanda de reuso necessária é primordial prever um acúmulo de água na cisterna nos meses anteriores para poder abastecer o prédio nesses meses de estiagem. Vale lembrar que o mais caro do sistema é a cisterna e, portanto, é essencial o correto dimensionamento da mesma. Existem métodos que podem ser utilizados para fazer o cálculo de dimensionamento das cisternas, as planilhas do método de Rippl.

Slide 5: 

Da captação até a reutilização Depois de dimensionado o tamanho da cisterna devemos nos preocupar com o sistema de coleta e desinfecção.Devemos ter consciência de que telhados são sujos por fezes e animais mortos e de que a chuva, em determinadas regiões, é poluída.  Mas, geralmente,  um sistema de desinfecção por cloro já seria suficiente. Qual o caminho da água até a reutilização? 1) Após coletada a água pela superfície do telhado, ela deverá passar por um equipamento que fará a eliminação da água dos primeiros 15 minutos de chuva. Essa água é considerada muito suja, pois será a água que lavará o telhado. Então, o ideal é eliminá-la.2) Após passar pelo sistema de eliminação dos primeiros minutos de água, ela deverá passar por um filtro removedor de partículas. Um ótimo equipamento é o filtro de descida Vortex, da Wisy.3) Após passar pelo filtro, a água passará por um clorador.4) Por fim, essa água chegará à cisterna. É importante que haja um freio no fim da tubulação de descida para que não ocorram turbulências no interior da cisterna.5) Essa cisterna deverá ter um extravaso e um ponto de abastecimento com água potável da rede, controlado por um sistema de bóias. Esse sistema assegurará que a cisterna esteja abastecida mesmo em condições extremas de estiagem.6) Através de uma bomba submersa essa água se transferirá para um reservatório de reuso. Indica-se que sejam utilizadas bombas de pressão e não de sucção, pois exigem menos manutenção.

Slide 6: 

Cuidados a serem tomados:   Nunca cruzar a tubulação para água de reuso com tubulações de água potável.Sempre identificar, com sinais, onde existe água de reuso e assinalar que essa água não é potável.

Slide 7: 

Conclusão Pelo exposto neste trabalho, percebe-se que, para que um programa de educação ambiental aconteça de forma coesa é necessário que o maior número de segmentos da sociedade participem como um todo, em favor de objetivos em comum, cada um com suas possibilidades próprias de auxílio à proposta, sendo de suma importância a participação efetiva de todos os integrantes da instituição de ensino. Pouco se faz, assim, professores, alunos e comunidades escolares devem engajar-se nos esforços do desenvolvimento de ações em educação ambiental, no desejo de contagiar, envolvendo a todos, para uma boa produção, um bom resultado, promovendo discussões e construção de conceitos de forma coletiva, visto que muitos fatores ambientais, econômicos e sociais, estão envolvidos e são responsáveis pela degradação do meio ambiente. Para isso, é necessário conhecer os problemas e tentar solucioná-los de forma conjunta, inspirando a consciência de que preservar é preciso. Pôde-se concluir que o desenvolvimento deste trabalho formou cidadãos, mesmo num pequeno grupo, sensíveis, conscientes e multiplicadores, embora se saiba que para haver uma mudança de hábitos e de comportamentos, um projeto como este requer muito mais tempo para ser desenvolvido, além de se considerar fundamental, a formação de parcerias para um melhor incentivo à comunidade e obtenção de melhores resultados, com um alcance de maior amplitude.

authorStream Live Help