O conceito de Mediação e o Mediador - ME

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

O conceito de Mediação e o Mediador:

O conceito de Mediação e o Mediador Conceito de Mediação O Mediador Diferenciação de Resoluções Marcelo Akyama Florêncio

Slide 2:

Definição de Mediação A Mediação é um processo que busca a resolução de situações de conflito, através do qual uma terceira pessoa neutra - o Mediador - auxilia as pessoas envolvidas a resgatarem o diálogo e construírem uma solução. É um processo voluntário, no qual as decisões negociadas são de autoria das partes , sendo o Mediador um facilitador .

Slide 3:

Visa devolver as partes a responsabilidade pelos seus conflitos. O Mediador munido de técnicas adequadas, ouve as partes e, conhecendo o cerne da discussão, oferece diferentes abordagens e novos enfoques para o problema, aproximando as partes, facilitando um acordo que atenda ambos os litigantes. A negociação e a decisão cabe apenas às partes, jamais ao Mediador. Caráter informal. Características da mediação

Características e vantagens da Mediação:

Características e vantagens da Mediação É voluntária; É rápida; Informal; Econômica; Consensual; Sigilosa; Evita a manutenção do conflito (reduz a conflitualidade e facilita a comunicação); Gera alternativas criativas; Resgata a responsabilidade das partes; Gera acordos mais duradouros;

O Mediador é alguém::

O Mediador é alguém: Comprometido em facilitar o diálogo; Eqüidistante; Controla o processo, deixando o conteúdo para os sujeitos; Não aceita definição unilateral do conflito/problema; Auxilia o desenvolvimento de opções para resolver o conflito;

Competências do Mediador:

Competências do Mediador HABILIDADES (fazer fazer - prática) saber escutar criar harmonia avaliar interesses e necessidades oferecer opções manejar a raiva saber re-enfocar

Competências do Mediador:

Competências do Mediador HABILIDADES (cont.) planejar estratégias equilibrar o poder compreender e saber aplicar as etapas do processo

Competências do Mediador:

Competências do Mediador ATITUDES (querer fazer - valores) trajetória ética sensibilidade assertividade - facilidade de comunicação credibilidade

Diferenciação:

Diferenciação Conciliação Judicial: o Conciliador, imparcial, dirige o processo na direção de um acordo capaz de satisfazer ambas as partes, opinando e propondo soluções a partir de seus conhecimentos. Arbitragem: as partes de comum acordo, optam que a controvérsia seja decidida por uma pessoa neutra, imparcial (Arbitro), escolhida de comum acordo, e conhecedora da matéria a ser decidida, através de um processo jurídico não-estatal e sigiloso, cuja decisão final possui força executiva judicial (regulada pela Lei nº 9307/96). Em ambas alternativas a relação estabelecida com as partes é de poder (subordinação).

Slide 10:

MEDIAÇÃO ARBITRAGEM Princípios gerais de Direito Lei 9307/96 Mediador/Orientador Árbitro Não Interfere na decisão Decide Orientação Julgamento Reuniões entre partes separadas ou conjuntas Procedimento Arbitral Resultado: Acordo ou Declaração de Impasse Decisão pode ser revista Resultado: Sentença Arbitral Decisão não pode ser revista Grande grau de pacificação Relativo grau de pacificação Decisão é das partes Decisão é de um terceiro escolhido pelas partes

Slide 11:

Judiciário Mediação Arbitragem Método Misto* As partes se enfrentam As partes trabalham juntas cooperando uma com a outra Procedimento ditado por um terceiro As partes controlam o procedimento Um terceiro decide A decisão é tomada pelas partes Tudo ou nada Ganha ou perde Todos se beneficiam com a decisão Decisão baseada na Lei/Jurisprudência Decisão baseada nos interesses A decisão põe fim ao conflito As partes resolvem a controvérsia

Bibliografia:

Bibliografia SITE: WWW.JUSTICA.SP.GOV.BR