O_ADVENTO..

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

ROSANA nº17 1ºtc2

ZOOTROPO : 

ZOOTROPO

ZOOTROPO : 

ZOOTROPO Também chamado de zootroscópio, o zootropo é mais um dos brinquedos ópticos que nos permite visionar um movimento contínuo.O seu princípio de funcionamento é, basicamente, o do fenacistiscópio, a sua vantagem consiste na sua versatilidade como um só aparelho, podendo, depois, construir quantas bandas quisermos.A sua substituição é rápida e de fácil execução.Para se realizar este aparelho, primeiramente, numa tira de papel, desenham-se, em cada ranhura, ou com breves espaços entre desenhos, vários motivos mas em tira.Dependendo do aparelho, a tira poderá ter várias dimensões, ficando sempre adequada ao perímetro do cilindro.Concluída a tira desenhada e pintada, poderá ser também colada em cartolina preta e inserida no “tambor” do zootropo. Através das ranhuras, poderemos ver a ilusão do movimento dada pelo andamento do zootropo, sendo a sua construção relativamente simples e executável e em vários materiais. Os desenhos do zootropo devem ser animados em ciclo.

Slide 4: 

http://www.youtube.com/watch?v=dKEM5sYnOjE&feature=related

CALEIDOSCÓPIO : 

CALEIDOSCÓPIO

CALEIDOSCÔPIO : 

CALEIDOSCÔPIO Um caleidoscópio ou calidoscópio é um aparelho óptico formado por um pequeno tubo de cartão ou de metal, com pequenos fragmentos de vidro colorido, que, através do reflexo da luz exterior em pequenos espelhos inclinados, apresentam, a cada movimento, combinações variadas e agradáveis de efeito visual. O nome "caleidoscópio" deriva das palavras gregas καλός (kalos), "belo, bonito", είδος (eidos), "imagem, figura", e σκοπέω (scopeο), "olhar (para), observar".

Slide 7: 

http://www.youtube.com/watch?v=1RWVyNaFQrY

PRAXINOSCÓPIO : 

PRAXINOSCÓPIO

Slide 9: 

O Praxinoscópio é um aparelho que projecta na tela imagens desenhadas sobre fitas transparentes, inventado pelo francês Émile Reynaud (1877). A princípio uma máquina primitiva, composta por uma caixa de biscoitos e um único espelho, o praxinoscópio é aperfeiçoado com um sistema complexo de espelhos que permite efeitos de relevo. A multiplicação das figuras desenhadas e a adaptação de uma lanterna de projecção possibilitam a realização de truques que dão a ilusão de movimento. Derivado do Zootropo, no local das fendas eram colocados espelhos que impossibilitavam a visualização directa e dando uma impressão cintilante nos desenhos. Através de um complicado sistema de lentes e espelhos a animação era projectada em uma tela. Centenas de desenhos eram feitos para gerar 15 minutos de um espectáculo ótico aberto ao público, o primeiro denominado “Pantominus Lumineuses” (algo como enganar com luzes na tradução) foi feito pelo próprio Émile Reynaud. A apresentações eram coloridas, com trilhas sonoras condizentes com o enredo ( musicado por Gaston Paulin), cenários da sala de apresentação bem elaborados e personagens rigorosamente adaptados geraram aproximadamente 1300 apresentações em Paris. O invento funcionou até 5 anos após a invenção do cinema.

Slide 10: 

http://www.youtube.com/watch?v=YyaDfzIC100&feature=related

TAUMOTRÓPIO : 

TAUMOTRÓPIO

Slide 12: 

Um disco de papelão com uma imagem em cada lado é preso a dois pedaços de barbante. Quando as cordas são torcidas rapidamente entre os dedos as imagens dos dois lados parecem se combinar em uma graças aos princípios da persistência da visão. Por exemplo, se for desenhado num lado do disco uma gaiola e no outro um passarinho, ao rodar o fio esticado as duas imagens fundem-se dando a impressão de que o pássaro está dentro da gaiola.

Slide 13: 

http://www.youtube.com/watch?v=lTWxjWvaPSE&feature=fvw

CÂMARA ESCURA : 

CÂMARA ESCURA

CAMARA ESCURA : 

CAMARA ESCURA A história da fotografia tem início em 1727, com a descoberta do elemento fotoquímico sal de prata – ainda utilizado na realização da fotografia. A primeira tentativa de registo fotográfico foi de Thomaz Wedgood, ao sensibilizar o papel exposto com sal de prata pouco antes de 1800.O físico francês Joseph Nicéphore Niépce foi pioneiro ao obter uma verdadeira foto. A experiência foi o primeiro passo prático para a fotografia em toda a Europa, possibilitando combinar a chapa fotossensível (filme) e a câmara escura (máquina fotográfica).Por essa câmara a visão dá-se por meio de um único olho, correspondente a um único ponto de fuga. Diferente da nossa percepção tridimensional de dois olhos que vêem partes diferentes dos objectos, permitindo-nos enxergar volume e profundidade.Em princípio, a fotografia é o resultado da união de dois fenómenos: um de ordem física, a câmara escura, e outro de ordem química, a característica fotossensível dos sais de prata, mas a utilização da mesma variou desde a sua descoberta.

authorStream Live Help