Apresentacao da disciplina

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 2:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 3:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 4:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 5:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 6:

Equipe de Elaboração Professores Paula Baltar Bellemain Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutores Fabiana Faria Gutemberg Cavalcanti

Slide 7:

Equipe que atuará em cada Pólo Pólos Garanhuns, Jaboatão e Recife Professor Paula Baltar Bellemain Walquíria Castelo Branco Lins Tutor da disciplina Gutemberg Cavalcanti Tutores do pólo Pólos Surubim, PARFOR, Tabira Professor Verônica Gitirana Walquíria Castelo Branco Lins Tutor da disciplina Fabiana Faria Tutores do pólo

Slide 8:

Disciplina que compõe o corpo das 800 horas/aula de Prática de Ensino exigida pela LDB para as licenciaturas. Carga horária: 90 horas/aula 60 h/a teórico-práticas 30 h/a práticas

Slide 9:

Metodologia do Ensino da Matemática I Metodologia do Ensino da Matemática II Metodologia do Ensino da Matemática III Metodologia do Ensino da Matemática IV

Slide 10:

EMENTA Discussão das concepções da matemática como Ciência e como disciplina escolar. Discussão da Educação Matemática como campo do saber. Análise da Matemática no Sistema Educacional brasileiro. Estudo dos Fundamentos Teóricos que dão suporte à prática docente de ensino e aprendizagem da Matemática.

Slide 11:

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Concepções de Matemática; Tendências da Educação Matemática; Currículos de Matemática para a Educação Básica; Fundamentos Teóricos das práticas de ensino e aprendizagem da Matemática Teoria dos Campos Conceituais para aprendizagem da matemática; Obstáculos Didáticos; Representações semióticas e o ensino da matemática. Avaliação em Educação Matemática Avaliação da aprendizagem da Matemática na Educação Básica; Erros e Obstáculos na aprendizagem da Matemática; Avaliação de sistemas educativos e seus instrumentos.

Slide 12:

METODOLOGIA DE ENSINO Cada tópico (ou subtópico será trabalhado em um módulo que durará de uma a duas semanas); A cada semana teremos atividades que perfazem um total de 4 a 6 horas-aula que serão indicados no módulo. Será explicitado também a partir de que se contará a participação do aluno. Esta informação estará disponível ao final da caixa do módulo.

Slide 13:

METODOLOGIA DE ENSINO Apenas os módulos do período ficarão disponíveis. Os materiais bibliográficos serão deixados na caixa de indicação bibliográfica ao final da página da disciplina. A partir do dia 13 de abril iniciaremos um módulo que caminhará paralelo às atividades que é o de construção de um Portal. As atividades seguirão diferentes dinâmicas, como analisar filmes, assistir a mesas redondas, ler e discutir textos, jogos, analisar livros didáticos, dentre outros. Privilégio da interação assíncrona durante os módulos.

Slide 14:

METODOLOGIA DE ENSINO CONSTRUÇÃO DE UM PORTAL Uma das atividades da disciplina será o desenvolvimento de um portal, em grupo de até 5 alunos, de informações sobre um tema a ser distribuído. A orientação tecnológica desse desenvolvimento será realizada pela Profa . Walquíria para todos os polos. Ao final, o portal contará como um dos instrumentos de avaliação.

Slide 15:

PERÍODOS Cada módulo da disciplina funcionará de quarta a domingo, sendo fechado na segunda pela manhã e um novo módulo será postado na quarta ao meio dia, excetuando aqueles com mais de uma semana.

Slide 16:

INTERAÇÃO COM PROFESSORES E TUTORES Interação será realizada por meio dos fóruns e mensagens do site da disciplina; Cada professor e tutor acessará ao menos duas vezes em cada módulo. Os horários de acesso estarão disponíveis na página de cada polo.

Slide 17:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Instrumentos e datas

Slide 18:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Critérios de avaliação Capacidade do licenciando de : correlacionar as concepções de Matemática como campo do conhecimento científico e suas consequências sobre a abordagem do ensino e aprendizagem da Matemática. refletir sobre as finalidades do ensino de Matemática na Educação Básica. Entender e tomar decisões curriculares quanto à Matemática na Educação Básica.

Slide 19:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Critérios de avaliação Capacidade do licenciando de : Analisar as diretrizes curriculares relativas à Matemática nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, quanto às finalidades do ensino de Matemática expressas nos textos oficiais, quanto à concepção de Matemática subjacente às propostas curriculares; Conhecer as grandes tendências da Educação Matemática como campo do conhecimento científico.

Slide 20:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Critérios de avaliação Capacidade do licenciando de : Refletir sobre o processo de aprendizagem em Matemática, tomando por subsídios teóricos a produção acadêmica das várias tendências da Educação Matemática e focando entre outros aspectos a interpretação da produção dos alunos (incluindo os erros cometidos) e o papel das representações semióticas na aprendizagem da Matemática.

Slide 21:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Critérios de avaliação Capacidade do licenciando de : Analisar as produções dos alunos à luz das pesquisas em construção dos conceitos matemáticos, dos significados, significantes e representações que dão suporte à construção dos conceitos, e da teoria dos obstáculos didáticos. Discutir a problemática da avaliação de sistemas educativos e da avaliação da aprendizagem em Matemática.

Slide 22:

AVALIAÇÃO DO ENSINO E APRENDIZAGEM Critérios de avaliação Capacidade do licenciando de : Diferenciar e construir diferentes instrumentos de avaliação da aprendizagem da matemática, em consonância com os objetivos de ensino e critérios de avaliação. Compreender a relação entre retorno de uma avaliação e seu papel formativo.

Slide 23:

INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS BICUDO, M. A. V. Pesquisa em Educação Matemática: Concepções e Perspectivas . Ed. UNESP, São Paulo, 1999. CHEVALLARD, Y. BOSCH, M., GASCÓN, J. Estudar matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001. FONSECA, M. C. F. R. Letramento no Brasil: habilidades matemáticas: reflexões a partir do INAF 2002 . São Paulo: Global: Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação : Instituto Paulo Montenegro, 2004. GITIRANA, V. Planejamento e Avaliação em Matemática. In: Da SILVA, J.F.; HOFFMANN, J. ESTEBAN, M.T. Práticas Avaliativas e Aprendizagens Significativas. Porto Alegre, Editora Mediação, 4 a Edição, 2006. pp.57-65. PARRA, C. & SAIZ, I. (Orgs.). Didática da Matemática - reflexões psicopedagógicas . Porto Alegre: Artes Médicas. 1996. PINTO, N.B. O erro como estratégia didática . Campinas, Papirus, 2000. PIRES, C.M.C. Currículos de Matemática: Da organização linear à idéia de rede. São Paulo: FTD, 2000. SADOVSKY, P. O ensino de matemática hoje: enfoques, sentidos e desafios . São Paulo: Ática, 2007. VALENTE, W. R. (org.) Euclides Roxo e a modernização do ensino de Matemática no Brasil. São Paulo: SBEM. 2003.

Slide 24:

INDICAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS Vídeos Textos Filmes Sites Mesas Redondas Documentários Hipertextos Softwares

authorStream Live Help