Aplicações dos radiofármacos (Pronto)

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Aplicações dos radiofármacos:

Aplicações dos radiofármacos Tecnologia em Radiologia - 5º período

Definição:

Definição Substâncias emissoras de radiação; São obtidos a partir de radioisótopos produzidos em reatores nucleares ou em aceleradores de partículas; Esses radioisótopos são, em geral, associados a substâncias químicas (fármacos) que se associam a órgãos ou tecidos específicos do corpo humano.

Radiofármaco:

Radiofármaco Substância capaz de demonstrar a fisiologia ou a fisiopatologia de um órgão em estudo; São injetados no paciente, concentrando-se no local a ser examinado; Via de administração (venosa, oral, inalação, etc ); Não alterar a função do órgão a ser administrado; Emite uma radiação que possa ser detectada;

PowerPoint Presentation:

Frasco do radiofármaco Blindagem para transporte do radiofármaco Caixa para transporte do radiofármaco

Radiofármaco:

Radiofármaco A grande aplicação dos radiofármacos está em Medicina Nuclear diagnóstica, representando cerca de 95% dos procedimentos em Medicina Nuclear. Nos últimos anos, entretanto, tem crescido consideravelmente a aplicação dos radiofármacos em procedimentos terapêuticos. Os radiofármacos para terapia são utilizados para promover uma alteração em uma estrutura alvo ou um processo de doença, apresentando aplicação mais freqüente na terapia do câncer.

PowerPoint Presentation:

O tecnécio-99m é um dos principais elementos radioativos empregados na elaboração de radiofármacos , sendo utilizado na maior parte dos procedimentos diagnósticos de Medicina Nuclear.

PowerPoint Presentation:

Outros radiofármacos foram desenvolvidos, produzidos e distribuídos pelo IPEN, como o cloreto de 201 Tl , para estudo da viabilidade cardíaca, o citrato de gálio-67 para diagnóstico de tumores específicos e pesquisa de focos de inflamação e infecção, a Metaiodobenzilguanidina marcada com iodo-131 e iodo-123, utilizada, respectivamente, na terapia e diagnóstico de feocromocitomas e neuroblastomas , além do 153Sm, que na forma de EDTMP-153Sm, age como paliativo das dores provenientes de metástases ósseas de câncer de próstata e mama, entre outros.

Tipos:

Tipos Tecnécio 99 metaestável; Citrato de Gálio; Cloreto de Tálio; O tecnécio-99m é um radionuclídeo que apresenta características físicas ideais para utilização em Medicina Nuclear Diagnóstica: é mono-emissor gama de baixa energia (140 keV), possui tempo de meia-vida físico relativamente curto (6,02 h, ou seja, a cada intervalo de 6,02 h a atividade de uma amostra de tecnécio- 99m decai pela metade), e não emite radiação do tipo particulada (α ou β – ). Essas características físicas, em conjunto, possibilitam a aquisição de imagens cintilográficas com excelente resolução, utilizando-se os equipamentos de detecção de radiação atualmente disponíveis, sem comprometimento dosimétrico para o paciente. Assim, a grande maioria dos radiofármacos utilizados atualmente são preparados a partir desse radionuclídeo .

Finalidades do radiofármacos:

Finalidades do radiofármacos IDENTIFICAR: Com o radiofámaco é possível ao médico identificar/diagnosticar novas doenças, novos tumores ou mal funcionamento do organismo com rapidez qualquer foco de tumor, onde quer que esteja e por menor que seja. TRATAR: Em extensões menores podem ser utilizados na terapia de doenças, particularmente no tratamento de tumores raiosensíveis .

Aplicações:

Aplicações Braquiterapia ;

Aplicações:

Aplicações Tomografia; Cintilografia ;

Antes de usar:

Antes de usar Informar o seu médico, enfermeiro e farmacêutico se: É alérgico a algum medicamento; Se estiver grávida; Está amamentando; Estiver usando qualquer outro medicamento de prescrição ou não; Tem algum outro problema médico.

Antes de usar:

Antes de usar Antes de alguns testes deve-se jejuar por várias horas, ou os resultados da análise podem ser afetados. Para uma análise mais aprofundada deve beber muitos líquidos.

Cuidados:

Cuidados Normalmente, não são necessárias precauções especiais para os radiofármacos, quando utilizado em pequenas quantidades para o diagnóstico. Alguns radiofármacos podem se acumular na bexiga. Portanto, para aumentar o fluxo de urina e reduzir a quantidade de radiação , o médico poderá dizer ao paciente que tome muito líquido e urinar bem depois de algumas análises.

Malefícios:

Malefícios Efeitos colaterais: Calafrios (raros), dificuldade para respirar, dormir (grave), desmaio, batimento cardíaco rápido, febre, rubor ou vermelhidão da pele, dor de cabeça (grave), náuseas ou vômitos, erupções cutâneas, urticária ou prurido, dor de estômago inchaço da garganta, mãos ou pés. Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verificar com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Referência:

Referência CENEN: Disponível em: < http://www.cnen.gov.br/noticias/noticia.asp?id=96 >. BIODÍSEL BR. Disponível em: < http://www.biodieselbr.com/energia/nuclear/energia-nuclear-saude.htm >. ARAÚJO, Elaine Bortoleti ; LAVINAS, Tatiana; COLTURATO, Maria Tereza; MENGATTI, Jair. “ Garantia da qualidade aplicada à produção de radiofármacos”. São Paulo Jan./Mar. 2008. Disponível em: < http://qnesc.sbq.org.br/online/cadernos/06/a08.pdf >. DICAS DE SAÚDE: “ Radiofármacos (Diagnóstico)”. Disponível em: < http://www.saudedicas.com.br/medicamentos/radiofarmacos-diagnostico-042479 >.

authorStream Live Help