Espécies em via de extinção

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1:

Espécies em perigo de Extinção Espécies em Perigo 2010/2011

Slide 2:

O Dragão de Komodo O Dragão de Komodo é a maior espécie de lagartos existente. Reside em várias das ilhas menores da Indonésia, sendo a principal a de Komodo.

Slide 3:

O Dragão de Komodo Chegam a pesar 150 quilos, e podem chegar aos 4 metros de comprimento. Alimentam-se principalmente de mamíferos de grande porte como búfalos, cabras, cavalos, javalis e macacos.

Slide 4:

O Dragão de Komodo Os dragões de Komodo foram primeiramente descobertos em 1920 pela administração colonial holandesa na indonésia. O réptil foi de imediato alvo de grande interesse e estudos científicos. No entanto um coronel apercebeu-se imediatamente do reduzido número de espécimes e proibiu por completo a sua caça.

Slide 5:

O Dragão de Komodo Os dragões de Komodo são extremamente venenosos devido a bactérias tóxicas presentes na sua saliva. Existem actualmente menos de 4 mil dragões de Komodo, e apenas 350 fêmeas capazes de se reproduzir.

Slide 6:

O Leopardo das Neves O Leopardo das neves sobrevive nas grandes altitudes das montanhas da Ásia Central. É admirado pela sua bela pelagem branca e cinza, que usa para se camuflar nas geladas montanhas.

Slide 7:

O Leopardo das Neves Pesam até 55 kg, e cada leopardo possui um vasto território onde vagueia em busca de comida. Alimentam-se de diversos pequenos mamíferos como lebres e marmotas, mas também podem chegar a caçar yaks e carneiros selvagens.

Slide 8:

O Leopardo das Neves Os habitantes das aldeias da Ásia Central acreditavam que estes animais apenas sugavam o sangue das presas e não comiam a carne. Tudo isto devido às marcas de caninos nas carcaças das presas. O Leopardo das Neves é ameaçado pelo tráfico das suas peles e dos seus órgãos que são usados para a concepção de remédios na medicina oriental.

Slide 9:

O Urso Polar O Urso Polar, habitante da região do Árctico, é uma das espécies de ursos mais ameaçadas, e também um dos maiores carnívoros existentes. Distinto pela sua pelagem branca, diferindo dos outros ursos, estes mamíferos pesam cerca de 400 quilos atingindo até 700, e podem medir 3 metros de comprimento.

Slide 10:

O Urso Polar O Urso Polar tem uma série de adaptações que favorecem o seu hidrodinamismo, contando 5 dedos nas patas dianteiras e um pescoço mais comprido e crânio arredondado.

Slide 11:

O Urso Polar O urso Polar está actualmente em perigo de extinção devido ao aquecimento global, as grandes placas de gelo flutuantes estão a derreter, à sua caça por parte do povo esquimó pela sua pele e gordura, e por caçadores por desporto no Canadá.

Slide 12:

O Urso Polar Já foram encontrados ursos polares a nadar à deriva a centenas de quilómetros de terra, procurando uma placa de gelo onde se pudessem apoiar, e pelo menos 4 corpos de ursos polares foram vistos a flutuar sem vida a 260 km da costa.

Slide 13:

O Lince Ibérico O Lince Ibérico situado somente em zonas remotas de Portugal e Espanha, é dos felinos mais ameaçados do mundo, existindo apenas 150 indivíduos desta espécie.

Slide 14:

O Lince Ibérico Alimenta-se de perdizes, veados, patos, mas essencialmente de coelhos. Usa mato denso como refúgio mas prefere caçar em pastagens abertas .

Slide 15:

O Lince Ibérico O uso de armadilhas por parte de caçadores, a caça ilegal deste animal e os atropelamentos que se sucedem regularmente são também factores que ameaçam o futuro desta espécie.

Slide 16:

O Lince Ibérico Este felino encontra-se ameaçado criticamente. A principal causa é a queda demográfica que as populações de coelhos sofreram devido à mixomatose.

Slide 17:

Conclusão Com isto, concluímos que estas espécies têm uma elevada necessidade de protecção e, cada uma à sua maneira, precisa de ser respeitada e preservada. O trabalho poderia evoluir se as intervenções dos humanos no habitat destes animais fosse mais aprofundada.

authorStream Live Help