Unidade 4

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Unidade 4:

Unidade 4 Marx E As Relações Sociais De Produção

1- Introdução:

1- Introdução Conte relação ordem e progresso. Durkheim compreender as regras e normas sociais. Weber e as ações sociais. Marx produziu obras de economia, política, filosofia e sociologia. Pretendia apresentar um conjunto de análises que pudesse promover a conscientização política da sociedade.

2- Karl Marx (1818-1883):

2- Karl Marx (1818-1883) Nasceu na cidade de Treves, na Alemanha. 1836 matriculo-se na Universidade de Berlim. Foi redator de uma gazeta liberal em Colônia. 1842 Mudou-se para Paris, onde conheceu Friedrich Engels.

2- Karl Marx (1818-1883):

2- Karl Marx (1818-1883) 1845 Expulso da França. 1848 escreveu com Engels O manifesto do Partido Comunista. 1848 mudou-se para Londres. 1864 Fundador da associação Internacional dos Operários. Morreu em 1883.

3- O objeto de estudo:

3- O objeto de estudo Relações sociais de produção. Indivíduo transforma a natureza. Transformação da natureza pressupõe o relacionamento do homem com o meio natural em que ele está inserido e com os demais indivíduos. Produção é a raiz de toda sociedade. Base instrumental para se compreender toda e qualquer sociedade.

4- Alienação:

4- Alienação Conceito de alienação. Trabalhador alienado dos meios de produção e do fruto de seu trabalho. Politicamente o homem também foi alienado. Séc. XVIII o liberalismo político. Estado representa os interesses da classe dominante. Alienação só pode ser superada com a crítica radical do estado da economia e da filosofia. Perspectiva de uma ação política consciente e transformadora. Modelo de ação política.

5- A sociedade de classes:

5- A sociedade de classes Idéias liberais homens por natureza, iguais política e juridicamente. Liberdade e justiça direitos inalienáveis. Marx inexistência de tal igualdade natural. Desigualdades sociais fruto das relações de produção do capitalista.

5- A sociedade de classes:

5- A sociedade de classes Homens divididos em proprietários e não-proprietários dos meios de produção. Desigualdades base da formação das classes sociais. Relações de oposição, antagonismo, exploração e complementaridade. Exploração dos proprietários sobre os trabalhadores. Interesses de classe são inconciliáveis. Uma classe só existe em relação à outra. História do homem é a história da luta de classes.

6- A origem histórica do capitalismo:

6- A origem histórica do capitalismo Riquezas se concentra nas mãos de uns poucos indivíduos. Objetivo acumulação de lucros cada vez maiores. Acumulação de riquezas pirataria e mercantilismo. Transição do feudalismo para o capitalismo. Idade Média e Renascimento, o trabalhador mantinha os meios de produção.

6- A origem histórica do capitalismo:

6- A origem histórica do capitalismo Revolução Industrial meios de produção acessíveis somente aos mais ricos. Multiplicou-se o número de operários expropriados.

7- O salário:

7- O salário No capitalismo, a força de trabalho se torna uma mercadoria. O salário é o valor da força de trabalho. Força de trabalho é uma capacidade. O salário deve garantir a reprodução das condições de subsistência do trabalhador e sua família. O salário depende da natureza do trabalho da destreza e da habilidade do trabalhador. Salário de um operário qualificado deve-se computar o tempo que ele gastou com educação.

8- Do trabalho ao lucro:

8- Do trabalho ao lucro Séc. XVIII trabalho fonte de riqueza. Marx-trabalho é mercadoria com capacidade de gerar valor. Toda mercadoria traz consigo uma quantidade de trabalho morto. Liberalismo tempo de trabalho gasto na produção. Marx tempo de trabalho socialmente necessário.

8- Do trabalho ao lucro:

8- Do trabalho ao lucro Produção de um par lhe custe 100 Reais de matéria-pri­ma, mais R$20,00 com o desgaste dos instrumentos, mais R$30,00 de salário diário. Soma R$150,00-investimento. Como obter o lucro? Mais-valia.

9- Mais-valia:

9- Mais-valia Lucro com o trabalho não pago ao operário. Ocorre no ambiente da relação capital-trabalho. Mais-valia. Mais-valia absoluta. Mais-valia relativa. Operário mero “apêndice da máquina”.

authorStream Live Help