COMUNIDADES_RECOLECTORAS_E_AGRO-PASTORIS_int

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1:

COMUNIDADES RECOLECTORAS E AGRO-PASTORIS E POVOS MEDITERRÂNICOS NA PENÍNSULA IBÉRICA

Slide 2:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 3:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 4:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Estes povos viviam totalmente dependentes da Natureza. Para se alimentarem, caçavam animais selvagens, pescavam ou colhiam o que a Natureza, esponta- neamente produzia: frutos, sementes, raízes, folhas. ERAM CAÇADORES E RECOLECTORES

Slide 5:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 6:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 7:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 8:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 9:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Como não sabiam cultivar os campos, estes homens primitivos eram obrigados a deslocar-se à procura de alimentos ERAM POVOS NÓMADAS

Slide 10:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 11:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Abrigavam-se em grutas e cavernas, ou em tendas ou dormiam ao ar livre. Vestiam-se com folhas de árvores e peles de animais que coziam com agu- lhas de osso.

Slide 12:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 13:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 14:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Com a ajuda da mão e da sua inteligência, os primeiros homens foram inven- tando e fabricando instrumentos de pedra, madeira e osso: bifaces, raspado- res, setas, agulhas, lanças.

Slide 15:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 16:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 17:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 18:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 19:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 20:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS O homem primitivo também inventou o fogo que lhe permitiu cozinhar os ali- mentos, iluminar e aquecer os abrigos, afugentar os animais ferozes.

Slide 21:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 22:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 23:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 24:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS Também os homens primitivos gravavam e pintavam figuras nas paredes das grutas ou ao ar livre. Normalmente, representavam cenas de caça. A estas pin- turas e gravuras dá-se o nome de arte rupestre .

Slide 25:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 26:

AS PRIMEIRAS COMUNIDADES RECOLECTORAS

Slide 27:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS

Slide 28:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Há cerca de 3.000 anos houve profundas mudanças climáti-cas: os solos tornaram-se mais férteis e surgiram novos tipos de plantas. Foi nesta época que se desco-briu a AGRICULTURA e se aprendeu a domesticar os ani-mais ( PASTORÍCIA ).

Slide 29:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS

Slide 30:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Descoberta a agricultura e a pastorícia, estas comunidades tornaram-se… SEDENTÁRIAS …isto é, fixaram-se na terra para a cultivar e pastorear… tornam-se PRODUTORES – AGRICULTORES E PASTORES. Viviam em COMUNIDA- DES AGRO – PASTORIS.

Slide 31:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS Ao mesmo tempo surgiram NOVOS INSTRUMENTOS . MÓ MANUAL FOICE MACHADO

Slide 32:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS

Slide 33:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS CERÂMICA

Slide 34:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS TECELAGEM

Slide 35:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS CESTARIA

Slide 36:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS RODA

Slide 37:

AS COMUNIDADES AGRO - PASTORIS PREOCUPAÇÕES RELIGIOSAS Estas comunidades já tinham preocupações religiosas. Adoravam as forças da natureza: sol, lua, chuva… Prestavam culto à natureza… Prestavam culto aos mortos…

Slide 38:

IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Aparecem as primeiras aldeias com habitações de madeira, barro e pedra, muitas vezes situadas em locais altos para melhor defesa dos seus ha- bitantes.

Slide 39:

O estanho , o cobre e o ferro eram minerais em que o sub- solo da Península Ibérica era rico Com estes metais fabricavam objectos, principalmente espadas, foices, ta- ças e machados – inventou-se a METALURGIA. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA

Slide 40:

IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Nesta época, a Península Ibérica era povoada por diferentes povos, orga- nizados em comunidades (tribos) unidas em torno de um chefe. Os povos mais importantes eram os CELTAS e os IBEROS .

Slide 41:

IBEROS CELTAS Os IBEROS, provavelmente originários do norte de África, fixaram-se no su-deste da Península Ibérica. Traziam já a técnica do fa-brico de objectos em cobre e bronze. Os CELTAS, originários do centro da Europa, fixaram-se no noroeste da Penín-sula Ibérica. Traziam já a técnica do fabrico de objectos em ferro. IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA

Slide 42:

IBEROS E CELTAS NA PENÍNSULA IBÉRICA Celtas e Iberos misturaram-se e deram origem a um único povo – CELTIBEROS. Os LUSITANOS eram uma dessas tribos de Celtiberos que vivia na região entre o Douro e o Tejo, numa região conhecida por LUSITÂNIA. LUSITÂNIA

Slide 43:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO FENÍCIA GRÉCIA CARTAGO

Slide 44:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO BARCO FENÍCIO

Slide 45:

BARCO GREGO CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

Slide 46:

BARCO CARTAGINÊS CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

Slide 47:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO Entre os séculos X e III a.C., os FENÍCIOS, os GREGOS e os CARTAGINESES contactaram com os povos peninsulares, sobretudo com os Iberos. Estes povos utilizavam o Mar Mediterrânico, aperfeiçoando os seus barcos, desenvolvendo as suas produções artesanais e dedicando-se ao COMÉRCIO .

Slide 48:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO O que trouxe estes povos à Península Ibérica? A exploração dos minérios ( ferro, cobre, ouro e estanho ), do vinho , do azei- te , dos cavalos . Vinham também vender os seus produtos ( artigos de cerâmica e vidro, ob- jectos de adorno, tecidos, perfumes, marfins ).

Slide 49:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

Slide 50:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO

Slide 51:

CONTACTOS COM OS POVOS DO MEDITERRÂNEO VESTÍGIOS DEIXADOS NA PENÍNSULA POR ESTES POVOS: ÂNFORA FENÍCIA MOEDA FENÍCIA MOEDA GREGA VASO GREGO

authorStream Live Help