Império romano

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

By: kizombapatanegra (22 month(s) ago)

desculpe por acaso pode me enviar o power point ose mo quiser enviar o meu mail é f.ffrancisco_p87@hotmail.com

By: adrianosoares (29 month(s) ago)

Poderia enviar para adrianos759@gmail.com

By: aldosilverio (31 month(s) ago)

otimo. me envie se puder aldosilverio@hotmail.com

By: ncampinho (32 month(s) ago)

muito fixe

By: cristianemurilo (37 month(s) ago)

Gostei muito da apresentação do slide, gostaria que vc enviasse para meu email. ( cristianehis@gmail.com) minha aulas ficaram show com sua ajuda. Obrigada.

See all

Presentation Transcript

Slide1: 

O IMPÉRIO ROMANO História – 2008

Slide2: 

O espaço… Durante o primeiro milénio a.C. a Península Itálica foi habitada por povos, como os Sabinos e os Latinos, que se dedicavam sobretudo à agricultura e à pastorícia. Um desses povos, os LATINOS, fundou, junto ao rio Tibre, ROMA, que começou por ser uma pequena aldeia. Afirmando-se como um povo forte e combativo, os Romanos entregaram-se a um desejo de expansão territorial, que daria origem ao IMPÉRIO ROMANO.

Slide3: 

A Lenda…

Slide4: 

Movidos por uma necessidade imediata de defesa contra os ataques dos povos vizinhos, os Romanos deram início ao processo de conquista da península Itálica. O desejo de defesa dos Romanos transformou-se rapidamente no desejo de conquista de poder económico e prestígio militar No período compreendido entre 264 a.C. e 117 d. C., os Romanos edificaram um grandioso império. Os seus limites eram de tal forma vastos, que possibilitaram ao povo romano o controlo da totalidade das margens do Mar Mediterrâneo, que apelidavam de MARE NOSTRUM. O IMPÉRIO ROMANO

Slide5: 

Motivos da Expansão Romana . Procura de segurança . Interesses económicos . Necessidade de mão-de-obra . Desejo de obter prestígio

Slide6: 

O Império Romano apresentava uma extensa área e uma variedade de povos e cultura, que não reagiram da mesma forma à sua presença. O domínio dos povos conquistados só foi possível através da acção de um EXÉRCITO que, ao permanecer nas regiões, assegurava o domínio e a manutenção d paz e da ordem. A PAX ROMANA, era assim uma paz armada, com o exército controlando qualquer tentativa de revolta

Slide7: 

A INTEGRAÇÃO DOS POVOS DOMINADOS NO IMPÉRIO . As legiões e os funcionários administrativos, que, nas terras conquistadas, representavam o poder de Roma, ao mesmo tempo que estabeleciam laços com as populações locais.

Slide8: 

A INTEGRAÇÃO DOS POVOS DOMINADOS NO IMPÉRIO . A REDE DE ESTRADAS, - estas construções tinham objectivos económicos, militares e políticos, uma vez que garantiam a rápida circulação de produtos, mas também dos soldados e cobradores de impostos. “Todos os caminhos vão dar a Roma!”

Slide10: 

A INTEGRAÇÃO DOS POVOS DOMINADOS NO IMPÉRIO . A LINGUA – Para que houvesse um melhor entendimento entre os habitantes do Império, o latim foi instituído como língua oficial. Todos os habitantes necessitavam de a dominar, em especial nos actos administrativos. . O DIREITO ROMANO – conjunto de leis pelas quais os romanos regiam as suas vidas. As leis romanas eram aplicadas em todo o Império. O Direito romano esteve na base dos primeiros Códigos Civis, elaborados a partir do século XIX, na Europa.

Slide11: 

A INTEGRAÇÃO DOS POVOS DOMINADOS NO IMPÉRIO . A ADMINISTRAÇÃO LOCAL – as cidades mais importantes passaram à categoria de MUNICIPIOS, levando os habitantes locais a acreditar que estavam mais autónomos relativamente a Roma – o que na realidade não acontecia. Para reforçar a unidade do Império, Caracala, em 212 d. C., estendeu o direito de cidadania a todos os habitantes livres do Império.

Slide13: 

A ECONOMIA ROMANA COMERCIAL MONETÁRIA ESCLAVAGISTA URBANA

Slide14: 

IMPERADOR A SOCIEDADE ROMANA

Slide15: 

ORDEM SENATORIAL Constituída por um grupo reduzido (cerca de 600 membros). A acesso a esta ordem era muito limitado e os seus membros tinham de possuir mais de 1 milhão de sestércios. Estes cidadãos desempenhavam importantes cargos na administração estatal e detinham grandes fortunas pessoais em propriedades rurais – latifúndios.

Slide16: 

ORDEM EQUESTRE Constituída por cidadãos que se dedicavam a actividades como a administração do Império e o comércio. Para ingressar nesta ordem bastava o êxito pessoal e possuir uma fortuna superior a 400 mil sestércios. Geralmente era deste grupo de ricos comerciantes que saíam os cavaleiros, homens que o Imperador nomeava para seus colaboradores directos.

Slide17: 

PLEBE (URBANA E RURAL) Constituída por cidadãos que se dedicavam à mais variadas actividades, desde rendeiros a pequenos proprietários, artesãos, comerciantes e empreiteiros. A subsistência da plebe era também assegurada pelo sistema de clientela, através da qual estes indivíduos ficavam na dependência das famílias mais ricas.

Slide18: 

LIBERTOS Indivíduos que tinham chegado a Roma na condição de escravos e que, por testamento ou através da compra da sua liberdade, conseguiam alcançar o estatuto de libertos. Os libertos dedicavam-se a actividades comerciais e agrícolas, eram pequenos rendeiro e exerciam profissões nas áreas do ensino, medicina e administração.

Slide19: 

ESCRAVOS Provenientes das conquistas romanas e que, apesar de constituírem o grupo mais numeroso, não tinham quaisquer direitos. Considerados como animais ou objectos, exerciam as tarefas mais pesadas. A sociedade romana era, por isso, esclavagista.

Slide20: 

SOCIEDADE ROMANA

Slide21: 

O PODER POLÍTICO . MONARQUIA . REPÚBLICA CIDADÃOS COMÍCIOS MAGISTRADOS: . Cônsules . Pretores . Questores . Edis SENADO 300 membros vitalícios . Policiamento . Abastecimento . Cobrança de impostos . Chefia do exército . Aconselha e ajuda s Magistrados . Dirige a política externa . Controla as actividades dos Magistrados . Votam as leis . Controlam as actividades dos magistrados

Slide22: 

O IMPÉRIO