Grecia Antiga

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

By: claudeteliraesil (46 month(s) ago)

Ol�, gostei muito do seu trabalho. Se possivel enviar para o meu e-mail clau.coim@hotmail.com

By: marciodantas3 (51 month(s) ago)

Olá! Gostei muito do seu trabalho. Gostaria de usa-lo em aula. Pode me enviar? marcio_rio@hotmail.com obrigado!

By: adrianosoares (63 month(s) ago)

Poderia enviar para adrianos759@gmail.com

By: COPINI (73 month(s) ago)

OLÁ!! Amei a apresentação sobre a Grécia no século V a.c. Gostaria de poder usá-la com meus alunos. Meu email é mericecm@gmail.com Obrigado

By: tvilela45 (78 month(s) ago)

Olá novamente, reparei que enviei mal o meu email e como professora de História adoro os seus powerpoints, gostava que me desse acesso ao da Grécia e ao de Roma. Desde já obrigada o meu email é: teresamachadovilela@gmail.com Obrigado pelo excelente trabalho. Teresa

See all

Presentation Transcript

Slide1: 

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA A Grécia localiza-se no Sul da Europa, no Mediterrâneo Oriental.

Slide2: 

O MUNDO GREGO NO SÉC. V a. C Grécia continental Parte da Grécia que se localiza na Península Balcânica Grécia insular Parte da Grécia constituída por ilhas espalhadas pelo mar Egeu Grécia asiática Parte da Grécia que se localiza na Ásia Menor

Slide3: 

Localiza-se na Península Balcânica A Grécia: As suas costas são muito recortadas e banhadas: a Oriente pelo mar Egeu Mais de 80% do seu território é formado por montanhas. As planícies são poucas e de pequenas dimensões. O solo é pobre, por isso a agricultura é pouco produtiva a Ocidente pelo mar Jónico O clima é Mediterrânico com verões quentes e secos e Invernos amenos e pouco chuvosos.

Slide4: 

O aparecimento das cidades–estados ou pólis O relevo montanhoso da Grécia, a dispersão do território por diversas ilhas e a dificuldade das comunicações levaram ao isolamento das populações. Esta situação levou os gregos a organizarem-se política e administrativamente em cidades-estados. Cidade-estado: É uma cidade com um território rural envolvente e que é política e economicamente independente das outras cidades. Da cidade-estado fazem parte:

Slide5: 

as cidades–estados ou pólis gregas Na Grécia existiam centenas de cidades-estado. Cada uma das cidades-estado tinha governo próprio, possuía um exército e produzia tudo o que necessitava sendo, por isso, independente economicamente das outras cidades-estados. O espaço territorial de cada cidade-estado era reduzido. Quando a população aumentou, os alimentos eram escassos e os conflitos surgiram, por isso, os gregos tiveram que emigrar ocupando outras regiões nas margens do Mediterrâneo.

Slide6: 

Cidade – estado de atenas Embora tivesse havido muitas cidades-estado na Grécia Antiga, apenas estudaremos a cidade-estado de Atenas. Localização da cidade-estado de Atenas

Slide7: 

Recursos económicos de atenas Atenas era uma das cidades-estado mais ricas da Grécia. A agricultura era uma actividade de grande importância para a sua economia. Muitos habitantes da cidade, tal como a gente do campo trabalhavam na terra.  Principais produtos cultivados: - cereais - vinha - Árvores de fruto: oliveira, figueira e amendoeira  Faziam também a criação de gado: ovelhas e cabras.  Exploravam as riquezas do subsolo: prata e mármore Nas actividades artesanais destacam-se: - A cerâmica, - a construção naval - A metalurgia - A joalharia

Slide8: 

Para facilitar as transacções utilizavam moeda – o dracma -. Faziam um comércio muito intenso com as suas colónias espalhadas pelas margens do Mar Mediterrânico e do Mar Negro. Recursos económicos de atenas O mar foi também uma importante fonte de rendimento para os atenienses. Praticavam a pesca. O peixe era um alimento muito apreciado pelos gregos. No entanto, era o comércio que lhes proporcionava mais lucros e lhes permitia adquirir produtos que não possuíam na sua cidade-estado. Exportavam vinho, azeite e produtos artesanais. Importavam cereais, madeira e metais. O comércio era vital para Atenas. Os barcos largavam do porto do Pireu carregados de azeite, prata e produtos artesanais e navegavam por todo o Mediterrâneo. Voltavam carregados de trigo, cobre, ferro, madeira e escravos. Ânforas com azeite e com vinho

Slide9: 

A sociedade ateniense No século V a. C., na cidade-estado de Atenas, a sociedade estava organizada em função do direito de cidadania. cidadãos A sociedade era constituída por três grupos: CIDADÃOS METECOS ESCRAVOS 12% constituíam o grupo social mais importante, independentemente da fortuna que possuíam. Quem era considerado cidadão? Todos os homens, independentemente da fortuna que possuíam, com mais de 18 anos, habitantes de Atenas e filhos de pai e mãe atenienses. Os Por que razão os cidadãos eram o grupo social mais importante? Os cidadãos eram os únicos que tinham o direito de participar no governo da didade-estado – direitos políticos. Podiam possuir propriedades rurais.

Slide10: 

CIDADÃOS FAMÍLIAS DOS CIDADÃOS 33% Mulheres e jovens com menos de 18 anos A sociedade ateniense Na Antiga Grécia, a mulher não tinha direito de cidadania, estava excluída da vida política, ou seja, não podia votar ou ser eleita para o exercício de cargos políticos. Não participava no governo da cidade-estado. As mulheres também eram impedidas de participar na vida intelectual e artística da cidade. A mulher estava sempre na dependência do pai, do marido, do irmão ou do parente masculino mais próximo. Existia nas casas gregas uma dependência destinada às mulheres – o gineceu – aí passavam a maior parte do tempo, aí cuidavam dos filhos, bordavam ou teciam.

Slide11: 

A sociedade ateniense METECOS 13% Estrangeiros Provenientes de outras cidades-estado ou de outras regiões fora da Grécia. Os estrangeiros eram livres mas não tinham direito de cidadania, não podiam participar no governo da cidade nem podiam possuir terras. Dedicavam-se principalmente ao comércio Eram obrigados a pagar impostos e a prestar serviço militar. e ao artesanato

Slide12: 

ESCRAVOS A sociedade ateniense Os escravos eram normalmente prisioneiros de guerra: os vencidos eram vendidos como escravos. Podiam também tornar-se escravos em virtude de uma dívida não saldada, de uma venda (o pobre podia vender-se a si próprio ou aos seus filhos), ou ainda em resultado do nascimento (o filho de um escravo conservava o estatuto do pai). 42% Cerca de um quarto da população de Atenas. Não possuíam direitos, não tinham bens de espécie alguma. Eram propriedade de um dono como qualquer instrumento de trabalho, este podia vendê-los, trocá-los ou castigá-los e não podiam constituir família. Os escravos faziam todo o tipo de serviços:  Os mais cultos podiam tornar-se “professor” dos filhos do seu dono;  Na generalidade faziam trabalhos mais pesados – serviço doméstico, trabalho agrícola, actividades artesanais e trabalho nas minas.

Slide13: 

CIDADÃOS METECOS ESCRAVOS RESUMINDO: A organização social, em Atenas, fazia-se com base no direito de cidadania. Havia igualdade de direitos entre os cidadãos, independentemente da fortuna que cada um possuía. A sociedade ateniense Era uma sociedade esclavagista, tinha na base um grupo de escravos. A sociedade era constituída por três grupos. Os únicos que tinham direito de cidadania Livres Não livres

Slide14: 

O governo na cidade-estado de atenas Ao longo do tempo, a cidade-estado de Atenas teve diferentes formas de governo. No século V a. C. foi instaurada a democracia. Esta forma de governo foi aperfeiçoada por Péricles, um importante político da época. Democracia significa poder do povo. Demos + Kratos = = Povo Poder PODER DO POVO = DEMOCRACIA O governo da cidade-estado pertencia, assim, ao povo, ou seja, ao conjunto de todos os cidadãos. Homens, livres, com mais de dezoito anos, filhos de pai e mãe atenienses e com o serviço militar cumprido.

Slide15: 

O governo na cidade-estado de atenas Sobre esta nova forma de governo, a democracia, Péricles A nossa organização política chama-se democracia. Porque o poder não está nas mãos de uma minoria, mas de todo o povo. Todos são iguais perante a lei. dizia:

Slide16: 

O governo na cidade-estado de atenas Isto significa que todos os cidadãos atenienses, em conjunto, governavam a cidade-estado Todos exerciam um cargo político, eram membros de uma assembleia chamada ECLÉSIA. Nesta assembleia, os cidadãos faziam as leis e tomavam decisões importantes. Porque todos participavam directamente, diz-se que era uma democracia directa. Eclésia – Assembleia dos cidadãos

Slide17: 

Educação – a formação do cidadão em atenas Os gregos preocupavam-se com a formação dos jovens. No entanto, raparigas e rapazes tinham educação diferente. Os rapazes, até aos 7 anos, eram educados pela mãe no gineceu. A partir dos 7 anos, frequentavam a escola. Aprendiam a ler, a escrever e a recitar os poemas dos poetas. A partir dos 12 anos, aprendiam cálculo, música e oratória e praticavam ginástica.

Slide18: 

Educação – a formação do cidadão em atenas Os jovens também frequentavam a Ágora (praça pública) onde conversavam com os filósofos sobre assuntos variados. A partir dos 15 anos estudavam ciências e leis. Aos 18 anos iniciavam a sua formação militar e tornavam-se cidadãos. Desta forma, os gregos preparavam os jovens para o exercício da cidadania. Procuravam dar-lhes uma formação eclética, isto é, completa em todos os aspectos: moral, intelectual, física e cívica. As raparigas eram educadas, em casa, pelas mães que as preparavam para serem esposas dedicadas e boas administradoras da sua casa. As mais ricas aprendiam a ler, escrever e música.

Slide19: 

Afrodite.jpg Os deuses e o culto Os gregos eram politeístas, prestavam culto a mitos deuses. Os gregos acreditavam que os deuses eram semelhantes aos homens, podiam mesmo andar entre eles, tinham defeitos e virtudes. Eram antropomórficos (forma humana) Os deuses distinguiam-se dos humanos porque tinham poderes sobrenaturais: - Podiam assumir a forma que desejassem (metamorfoseavam-se) - Eram imortais Ao conjunto de lendas sobre a vida e os feitos dos deuses chama-se mitologia. Prestava-se culto a todos os deuses existindo vários santuários. A deusa protectora de Atenas era a deusa Atena, por isso faziam, em sua honra, grandes festividades, as Pan-Ateneias. As festividades religiosas incluíam jogos desportivos, festivais de teatro, procissões, sacrifício de animais, entre outras actividades.

Slide20: 

CARACTERÍSTICAS FUNDAMENTAIS: A arte A arte grega, no século V a. C atingiu o seu maior esplendor

Slide21: 

A arte: Arquitectura Deusa Atena, protectora da cidade-estado de Atenas Entrada Templo das Cariátides Partenon

Slide22: 

A arte: Arquitectura As construções mais importantes estavam relacionadas com o culto religioso Templos, como o Partenon na acrópole de Atenas

Slide23: 

A arte: Arquitectura Espaços onde se representavam peças de teatro. Anfiteatros Os atenienses assistiam a estes espectáculos no teatro de Dioniso.

Slide24: 

A arte: Arquitectura Estádios Espaços onde eram disputadas provas desportivas, feitas por ocasião das festividades em honra dos deuses. Bancada

Slide25: 

A arte: Arquitectura  Horizontalidade de linhas; Capitel simples, sem decorações – ordem dórica Fuste Capitel Arquitrave Friso Características principais da arquitectura da Grécia Antiga:  Existência de colunas, dóricas, jónicas ou coríntias, encimadas por uma arquitrave à qual se sobrepõe o friso.  Sem grande monumentalidade (as construções não são muito grandes.  Frontão triangular decorado com alto-relevos

Slide26: 

A arte: Arquitectura Pequeno templo dedicado a Atena Niké(Acrópole de Atenas) Volutas – elementos decorativos dos capitéis característicos da ordem jónica. O fuste assenta sobre uma base Ordem Jónica

Slide27: 

A arte: Arquitectura Na ordem coríntia, os capiteis das colunas são decorados com folhas de acanto. Folhas de acanto Ordem Coríntia

Slide28: 

A arte: escultura Partindo do princípio de que até as coisas úteis deviam ser belas, os gregos procuraram atingir essa beleza ideal em todas as suas manifestações artísticas. Deuses, heróis, atletas eram os temas das esculturas e altos relevos que decoravam os templos e outros edifícios. Alto-relevo (friso do Partenon) Estátua de Afrodite (deusa do amor) As figuras representavam principalmente a figura humana

Slide29: 

A arte: escultura Principais características da escultura grega: a) Ideia de movimento (dada pela posição das figuras, pregueado da roupa) – as esculturas em tamanho natural pareciam ter vida. A representação rigorosa da contracção dos músculos conforme o esforço, dão ideia de movimento. A posição da figura e o pregueado da roupa sugerem movimento e naturalidade Discóbolo (Míron) – atleta lançando o disco Niké apertando a sandália

Slide30: 

b) Naturalismo – naturalidade na posição e expressão das figuras; c) Proporcionalidade dos elementos que constituem cada figura; A arte: escultura Pormenor do alto-relevo do friso do Partenon Doríforo

Slide31: 

A arte: escultura Ártemis, deusa da caça  Expressão serena nos rostos.

Slide32: 

A arte: pintura Os testemunhos da notável pintura grega chega-nos quase exclusivamente através da cerâmica Figuras pintadas a amarelo ou vermelho destacavam-se sobre um fundo negro. Os motivos da pintura eram inspirados em cenas mitológicas e da vida quotidiana.

authorStream Live Help