O ANTIGO EGIPTO

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

By: robsongouveia5 (10 month(s) ago)

gostaria de receber c�pia dessa apresenta��o - robsongouveia@gmail.com

By: adrianosoares (26 month(s) ago)

Poderia enviar para adrianos759@gmail.com

By: luizelene (26 month(s) ago)

Ol� adorei a apresenta��o poderia me enviar por e-mail irei manter a autoria. e-mail luizelene@gmail.com

By: mdcds (33 month(s) ago)

Acho fant�stico. Meus alunos iam adorar.Poderia enviar-me carmoescola@hotmailcom

By: artursergio (33 month(s) ago)

Cumprimentos A sua apresentação está excelente, sou professor de História e gostaria de utilizá-la pois facilitaria muito a aprendizagem, se fosse possivel enviá-la para o meu email: ferreirartur@yahoo.co.uk agradecia muito. parabens pelo excelente trabalho.

See all

Presentation Transcript

O ANTIGO EGIPTO: 

O ANTIGO EGIPTO HISTÓRIA_2007

Localização geográfica: 

Localização geográfica A civilização do Antigo Egipto apareceu cerca do 4.º milénio a.C., no nordeste de África e é atravessada pelo rio Nilo.

A economia: 

A economia “O Egipto é um dom do Nilo”! (Heródoto)

A economia: 

A economia . Enxada A Agricultura Os instrumentos: . Foice . Arado . Shaduf

Slide6: 

A economia A Agricultura Os produtos: . Árvores de fruto (tamareiras) . Cereais (trigo, milho, centeio e cevada) . Vinha . Papiro

A economia: 

A economia A Agricultura

Slide8: 

A economia A criação de animais . Bovino . Caprino . Ovino . Aves

Slide9: 

A economia O Artesanato . Cerâmica . Metalurgia . Ourivesaria . Tecelagem do linho

A economia: 

A economia O comércio . Interno . Externo

A sociedade: 

A sociedade A sociedade egípcia era marcada por fortes desigualdades. A população estava dividida em estratos sociais, segundo uma hierarquia que obedecia a critérios de nascimento, de riqueza e de funções ou cargos exercidos. ESTRATIFICADA E HIERARQUIZADA

A sociedade: 

A sociedade O faraó No topo da pirâmide social encontrava-se o faraó, senhor de todos os poderes: . Governava o Egipto . Comandava o exército . Chefiava os sacerdotes . Aplicava a justiça PODER ABSOLUTO

Slide13: 

A sociedade O faraó No topo da pirâmide social encontrava-se o faraó. PODER SACRALIZADO Era considerado pelos seus súbditos o deus vivo, filho de Rá, deus do sol. O seu poder era incontestado e considerado de origem divina MONARQUIA TEOCRÁTICA

Slide14: 

A sociedade O faraó Serpente sagrada, protectora do faraó. Barba postiça, sinal de força do faraó. Chicote, símbolo da justiça. Ceptro, símbolo da condução do povo egípcio

A sociedade: 

A sociedade Nobres Altos Funcionários Sacerdotes Minoria rica e poderosa, constituída pelos familiares do faraó e por todos aqueles que, devido às funções religiosas e administrativas que exerciam, recebiam do Estado grandes benefícios como, por exemplo, terras.

A sociedade: 

A sociedade Os Escribas Eram os únicos que dominavam o complexo sistema de escrita egípcio e, por esta razão, exerciam cargos administrativos e de confiança, como os dos magistrados, contabilistas e inspectores.

A Sociedade: 

A Sociedade Os Guerreiros Pertenciam a um escalão social intermédio. Por vezes, o faraó doava-lhes terras.

A Sociedade: 

A Sociedade Os Comerciantes Artesãos Negociavam, por conta do faraó ou dos nobres, os excedentes agrícolas ou os produtos artesanais, que eram transformados nas oficinas reais ou dos templos. Só muito raramente exerciam a sua profissão por conta própria.

A Sociedade: 

A Sociedade Os Camponeses Constituíam quase 90% da população egípcia. Cultivavam as terras do faraó, dos templo e dos nobres, a quem entregavam a quase totalidade das colheitas. Pagavam pesados impostos e estavam obrigados à prestação de serviços. Levavam uma vida dura e miserável.

A Sociedade: 

A Sociedade Os Escravos Ocupavam o estrato mais baixo da sociedade egípcia. A eles estavam reservados os trabalhos mais difíceis e pesados, como a exploração de minas e pedreiras. Alguns faziam serviços domésticos e trabalhavam nos campos. Em geral eram prisioneiros de guerra.

A Sociedade: 

A Sociedade

A Religião: 

A Religião Os egípcios eram POLITEÍSTAS, isto é, acreditavam na existência de vários deuses a quem prestavam culto.

A Religião: 

A Religião Amon-Rá O deus-Sol Osíris O soberano do reino dos mortos. Deus do Nilo Isis Mulher de Osíris e deusa da terra do Egipto Hórus Filho de Osíris e Isis. Deus protector do faraó.

A Religião: 

A Religião seth Irmão de Osíris e deus das desordens e tempestades Thot O deus da sabedoria Hathor Deusa do amor e da fertilidade Anúbis O deus da morte e dos moribundos. Também do submundo

A Religião: 

A Religião Tauret Deusa dos nascimentos, das mães e crianças Os Deuses egípcios podiam ser representados sob diversas formas: Humana Animal Híbrida

A Religião: 

A Religião Os egípcios acreditavam na imortalidade da alma e na reencarnação. No entanto, só tinha direito à vida eterna o defunto que demonstrasse, no Tribunal de Osíris, ter tido em vida uma conduta boa e honesta.

A Religião: 

A Religião O Tribunal de Osíris

A Religião: 

A Religião “Quando o morto é levado até aos embalsamadores (…), estes começam por mostrar aos familiares vários modelos de sarcófago. Depois de escolhido o modelo, acordado o preço (…), os embalsamadores, com a ajuda de um ferro recurvado passado pelas narinas, extraem uma parte do cérebro, enquanto a outra é dissolvida por meio de substâncias que infiltram.

Slide29: 

A Religião Em seguida fazem uma incisão lateral e retiram do ventre os intestinos; limpam e purificam o corpo com vinho de palma, perfumes em pó e enchem-no com canela e todas as espécies de perfumes, cosendo a pele. Feito isto, secam o corpo num banho de carbonato de sódio e deixam-no aí mergulhado durante setenta dias.

Slide30: 

A Religião Passado esse tempo, lavam de novo o corpo e envolvem-no e tiras de linho muito finas molhadas em resina. Então, o morto é entregue aos seus parentes que mandam fazer um caixão de madeira, com forma humana, onde o introduzem.”

A Arte: 

A Arte A arte egípcia reflecte a profunda religiosidade deste povo. Quer se trate de arquitectura, de pintura ou de escultura, toda a arte se destinava a glorificar os deuses e o faraó.

Slide32: 

A Arte Os monumentos arquitectónicos construídos pelos egípcios evidenciam duas características importantes: grandiosidade e durabilidade. Todas as construções eram realizadas a uma escala monumental, mais adequada á proporção dos deuses que à dos homens. TÚMULOS ESCULTURA PINTURA TEMPLOS

A Arte: Os Templos: 

A Arte: Os Templos

Slide34: 

A Arte: Os Templos

A Arte: Monumentos Funerários: 

A Arte: Monumentos Funerários As mastabas

Slide36: 

A Arte: Monumentos Funerários

Slide37: 

A Arte: Monumentos Funerários As pirámides

Slide38: 

A Arte: Monumentos Funerários As pirámides

Slide39: 

A Arte: Monumentos Funerários Os hipogeus

Slide40: 

A Arte: Monumentos Funerários Os hipogeus

A Arte: A Pintura: 

A Arte: A Pintura

A Arte: A Pintura: 

A Arte: A Pintura A pintura egípcia está associada aos túmulos, templos e palácios. A maioria das pinturas encontradas pelos arqueólogos nas paredes dos túmulos retratam a vida justa do defunto e ilustram cenas religiosas e do quotidiano.

Slide43: 

A Arte: A Pintura A pintura obedecia à lei da frontalidade A representação dos seres humanos é feita com a cabeça e os pés de perfil e o tronco e o olho de frente.

Slide44: 

A Arte: A Pintura Outra das particularidades da pintura é o imobilismo das personagens, cuja escala (tamanho) está relacionada com a importância social da figura representada.

A Arte: A Escultura: 

A Arte: A Escultura As esculturas são geralmente colossais e rígidas, sem perderem expressividade.

Slide46: 

HISTÓRIA – 2007