REGIÃO NORDESTE

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

REGIÃO NORDESTE

Comments

By: Ramon77 (41 month(s) ago)

Really fantastic!

By: rgf2010 (49 month(s) ago)

muito bom

By: Ihenrry (49 month(s) ago)

Muito bom !!

By: kaik_sexy (55 month(s) ago)

muito bom essa topico de mias Clima A região Nordeste do Brasil, apresenta temperaturas elevadas cuja média anual varia de 20° a 28°C. Nas áreas situadas acima de 200 metros e no litoral oriental as temperaturas variam de 24° a 26°C. As médias anuais inferiores a 20°C encontram-se nas áreas mais elevadas da chapada Diamantina e do planalto da Borborema. O índice de precipitação anual varia de 300 a 2.000 mm. Três dos quatro tipos de climas que existem no Brasil estão presentes no Nordeste, são eles:

Presentation Transcript

Slide 1: 

Batayporã-MS-2008 E. E. Braz Sinigáglia

Slide 2: 

Projeto Regiões Região Nordeste Disciplina: Geografia 7º Ano B - Matutino

Slide 3: 

Professoras Coordenadoras do projeto: Elisabeth de Aléssio Lima Maria de Lourdes Vaz Moreira - (STE)

Slide 4: 

Alunos: Edilson,Flavio,Amanda,Daniela, Douglas,Gabriel,Samila,Thaynara, Thalisson e Fernando P.

Slide 5: 

Região Nordeste

Slide 6: 

Clima A região Nordeste do Brasil, apresenta temperaturas elevadas cuja média anual varia de 20° a 28°C. Nas áreas situadas acima de 200 metros e no litoral oriental as temperaturas variam de 24° a 26°C. As médias anuais inferiores a 20°C encontram-se nas áreas mais elevadas da chapada Diamantina e do planalto da Borborema. O índice de precipitação anual varia de 300 a 2.000 mm. Três dos quatro tipos de climas que existem no Brasil estão presentes no Nordeste, são eles:

Slide 7: 

Clima Equatorial Úmido Clima Litorâneo Úmido Clima Tropical Clima Tropical Semi-árido

Slide 8: 

Vegetação A vegetação nordestina é bastante rica e diversificada, vai desde a Mata Atlântica no litoral à Mata dos Cocais no Meio-Norte.

Slide 9: 

Mata Atlântica: também chamada de Floresta tropical úmida de encosta, a mata atlântica estendia-se originalmente do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, em consequência dos desmatamentos, que ocorreram em função, principalmente, da indústria açúcareira, hoje só resta cerca de 5% da vegetação original, dispersas em "ilhas". Foi na mata atlântica nordestina que começou o processo de extração do pau-brasil.

Slide 10: 

Mata dos Cocais: formação vegetal de transição entre os climas semi-árido, equatorial e tropical. As espécies principais são o babaçu e a carnaúba, os estados abrangidos por esse tipo de vegetação são o Maranhão, o Piauí, o Rio Grande do Norte, parte do Ceará e o Tocantins na região Norte. Representa menos de 3% da área do Brasil.

Slide 11: 

Cerrado: ocupa 25% do território brasileiro, mas no Nordeste só abrange o sul do estado do Maranhão e o oeste da Bahia. Apresenta árvores de baixo porte, com galhos retorcidos, no chão é coberto por gramíneas e apresenta um solo de alta acidez

Slide 12: 

Caatinga: vegetação típica do sertão, suas principais espécies são o pereiro, a aroeira, o aveloz e as cactáceas. É uma formação de vegetais xerófitos (vegetais de regiões secas), mas é muito rica ecologicamente.

Slide 13: 

Vegetação Litorânea e Mata Ciliares: por último, mas não menos importante. Na categoria de vegetação litorânea podemos incluir os mangues, que é um riquíssimo ecossistema, local de moradia e reprodução dos caranguejos e importante para a preservação de rios, lagoas; também podemos incluir as restingas e as dunas que são cenários bem conhecidos do Nordeste.

Slide 14: 

Vegetação Litorânia:Já as matas ciliares ou matas-galerias são comuns em regiões de cerrados, mas também podem ser vistas na Zona da Mata, são pequenas florestas que acompanham as margens dos rios, onde existe maior concetração de materiais orgânicos no solo, funcionam como uma proteção para os rios e mares.

Slide 15: 

HIDROGRAFIA Bacia de são Francisco é a principal da região, formada pelos rios São Francisco e seus afluentes. São praticadas atividades de pesca, navegação e produção de energia elétrica pelas hidrelétricas de Três Marias, Sobradinho, Paulo Afonso e Xingó, delimita as divisas naturais de Bahia com Pernambuco e também de Sergipe e Alagoas, que é onde está localizada sua foz.

Slide 16: 

Bacia Do Parnaiba é a segunda mais importante, ocupando uma área de cerca de 344.112 km² (3,9% do território nacional) e drena quase todo o estado do Piauí, parte do Maranhão e Ceará. O rio Parnaíba é um dos poucos no mundo a possuir um delta em mar aberto, com uma área de manguezal de, aproximadamente, 2.700 km².

Slide 17: 

Bacia do Atlântico Nordeste Oriental: situada entre o Nordeste e a região Norte, fica localizada, quase que em sua totalidade, no estado do Maranhão. Algumas de suas sub-bacias constituem ricos ecossistemas, como manguezais, babaçuais, várzeas, etc. Bacia do Atlântico Leste

Slide 18: 

Relevo Uma das características importantes do relevo nordestino é a existência de dois antigos e extensos planaltos, o Borborema e a bacia do rio Parnaíba e de algumas áreas altas e planas que formam as chamadas chapadas, como a Diamantina e a Araripe. Entre essas regiões ficam algumas depressões, nas quais está localizado o sertão, que é uma região de clima semi-árido.

Slide 19: 

Demografia Proporção de população com ascendência africana em cada estado do Brasil (quanto mais escuro, maior a ascendência africana). Segundo dados do IBGE, a região possui mais de 49 milhões de habitantes, quase 30% da população brasileira, sendo a segunda região mais populosa do país, atrás apenas da região Sudeste. As maiores cidades são Salvador, Recife e Fortaleza. É também a terceira região quanto à densidade demográfica, contando com 32 habitantes por quilômetro quadrado.

Slide 20: 

Economia A renda per capita nordestina evoluiu de US$ 397 em 1960 (41,9% da nacional) para US$ 2.689,96 em 1998 (56% da nacional). Ainda assim, é a região brasileira com a mais baixa renda per capita e maior nível de pobreza. 50,12% da população possui uma renda familiar de meio salário mínimo e de acordo com o levantamento da UNICEF divulgado em 1999 as 150 cidades brasileiras com a maior taxa de desnutrição se encontram no Nordeste.

Slide 21: 

Turismo O imenso litoral com belas praias, muitas intocadas, que são somente comparadas às do Caribe, colocam o Nordeste entre as grandes rotas de turismo no mundo, milhões de turistas desembarcam nos modernos aeroportos nordestinos. Há alguns anos os estados vêm investindo intensamente na melhora da infra-estrutura, criação de novos pólos turísticos, e alguns no desenvolvimento do ecoturismo

Slide 22: 

O maracatu, parte da cultura e folclore nordestino, reflete a miscigenação étnico-cultural entre africanos, indígenas e portugueses no Nordeste. Tendo sido a primeira região efetivamente colonizada por portugueses, ainda no século XVI, que aí encontraram as populações nativas e foram acompanhados por africanos trazidos como escravos, a cultura nordestina é bastante particular e típica, apesar de extremamente variada. Sua base é luso-brasileira, com grandes influências africanas, em especial na costa de Pernambuco à Bahia e no Maranhão, e ameríndias, em especial no sertão semi-árido.

Slide 23: 

Bibliografia Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Regi%C3%A3o_Nordeste_do_Brasil#Clima> Acesso em: 09/09/08 Chapada Diamantina: Disponível em: <http://baixaki.ig.com.br/imagens/wpapers/BXK13133_115-1529_imgmorrodoinaciochapadadiamantina800.jpg> Acesso em: 17/11/08 Chapada Diamantina: Disponível em:<http://mayzinha11.floguxo.com.br/1186099270.jpg> Acesso em: 17/11/08 Mata dos Cocais: Disponível em: <http://143.107.240.36/portal/Result2000/neto/mata%20dos%20cocais%20-%20carnauba.jpg> . Acesso em :07/10/08 Manguezais: Disponível em: <Manguezais: http://www.natal-brazil.com/photos/DSC01909.JPG>Acesso em: 18/11/08 Cerrado: Disponível em: <http://tvecologica.files.wordpress.com/2008/08/campo_cerrado_04.jpg>Acesso em:18/11/08 Mata ciliares: Disponível em:<http://mataverde.files.wordpress.com/2007/06/mata-ciliar-7.jpg> Acesso em: 18/11/08 Mata Atlântica: Disponível em:<http://www.uni-greifswald.de/~intnatur/mannigel/Scan68.jpg> Acesso em: 18/11/08

Slide 24: 

Bibliografia: Região Nordeste: Disponível em: http://baixaki.ig.com.br/imagens/wpapers/BXK21147_mata-atlantica800.jpg>. Acesso em: 07/10/08 Região Nordeste: Disponível em: http://www.biosferadacaatinga.org.br/galerias/sectma/imagens/caatinga_tadeu_jankovski.jpg> . Acesso em:04/11/08 Rio São Francisco: Disponível em: http://baixaki.ig.com.br/imagens/wpapers/BXK24575_travessia-do-rio-sao-francisco800.jpg>.Acesso em:04/11/08 Bacia do Parnaíba:Disponível em: http://www.codevasf.gov.br/programas_acoes/programa-florestal-1/acoes-florestais-na-bacia-do-parnaiba/pb240783.jpg>Acesso em:04/11/08 Atlântico:Disponível em: http://www.pousadacorrea.com.br/praia-mole-e-galheta.jpg>Acesso em:04/11/08 Atlântico:Disponível em: http://diamang.com/diamang/Pessoal/Viagens/Barco/images/Oceano%20Atlantico.jpg>.Acesso em:04/11/08

Slide 25: 

Atlântico: Disponível em: http://cache.eb.com/eb/image?id=6005&rendTypeId=4>.Atlântico: Acesso em: 18/11/08 Região Nordeste:Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Regi%C3%A3o_Nordeste_do_Brasil#Cultura> > Acesso em: 24/11/08 Região Nordeste:Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Regi%C3%A3o_Nordeste_do_Brasil#Cultura>. Acesso em: 24/11/08