ATP-SistemasEnergeticos

Views:
 
Category: Sports
     
 

Presentation Description

Módulo 15, objetivo 6

Comments

Presentation Transcript

Bibliografia:

Escola Secundária de Avelar Brotero Curso profissional - 12° Ano Módulo 15 Atividade Física / Contexto e Saúde III Objetivo 6

Bibliografia:

Objetivo 6 Identifica o tipo de atividade (desportiva ou outra) cuja prática pode, face à especificidade do esforço solicitado, contribuir para a melhoria da sua aptidão física, tendo em vista a sua saúde e bem-estar.

Bibliografia:

ATP Energia para as fontes vitais e ações humanas

Bibliografia:

Fontes Energéticas

Bibliografia:

ATP = ADP+Pi + Energia

Bibliografia:

ATP = ADP+Pi + Energia

Bibliografia:

ATP = ADP+Pi + Energia

Bibliografia:

ATP = ADP+Pi + Energia

Bibliografia:

ATP = ADP+Pi + Energia

Bibliografia:

ADP+Pi + Energia = ATP Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto ? ADP+Pi + Energia = ATP

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto ?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto ? ADP+Pi + Energia = ATP

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto ?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

Como reconstruir o ATP gasto?

Bibliografia:

De onde vem a Energia para a reconstrução do ATP ?

Bibliografia:

De onde vem a Energia para a reconstrução do ATP ? Carbohidratos Proteínas Lípidos/Gorduras Alimentos

Bibliografia:

De onde vem a Energia para a reconstrução do ATP ? Carbohidratos Proteínas Lípidos/Gorduras Alimentos Os nutrientes são armazenados como: - Glicogénio nos músculos e no fígado ; - Gordura no tecido adiposo.

Bibliografia:

Glicogéneo Uma única molécula de glicogénio podem conter mais do que 120 mil moléculas de glicose.

Bibliografia:

A glicose é a forma de açúcar que circula no sangue e fornece energia para todas as células do corpo. A glicose é fonte de energia preferida, e é a única que o nosso cérebro é capaz de utilizar. O organismo produz glicose a partir de carboidratos como aveia, feijão verde e cenoura, mas se houver falência de carboidratos, o organismo vê-se forçado a produzir glicose a partir de outros alimentos disponíveis: proteína ou gordura . Glicose

Bibliografia:

Glicose

Bibliografia:

Degradação da Glicose

Bibliografia:

Fosfocreatina Existe nos músculos É o armazé m dos Grupos fosfato para a ressíntese do ATP Ressintetizada pelo ATP libertado da degradação da Glicose

Bibliografia:

Fosfocreatina

Bibliografia:

Circuito Energético

Bibliografia:

ENERGIA

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS Há uma quantidade limitada de ATP armazenada nas células musculares que precisa ser reposta continuamente para facilitar a sequência de atividades físicas.

Bibliografia:

O organismo pode repor as reservas de ATP por meio de três sistemas energéticos (métodos de gerar ATP), dependendo do tipo de atividade física: SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

1.Metabolismo anaeróbio alático , SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS Como a PC é armazenada em quantidades limitadas na célula muscular, esse sistema pode suprir as necessidades energéticas por somente 8 a 15 segundos.

Bibliografia:

1.Metabolismo anaeróbio alático , SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS F onte principal de energia para atividades extremamente rápidas e explosivas: Como a corrida de 100 metros, levantamento de peso, saltos e arremessos no Atletismo, saltos sobre o cavalo na Ginástica e o salto com esqui. A restauração da PC ocorre rapidamente. Em 30 segundos atinge 70% do seu nível normal e, em 3 a 5 minutos , está totalmente recuperada.

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS 2.Metabolismo anaeróbio lático Tal metabolismo utiliza exclusivamente um único combustível : a Glicose A glicose é encontrado no corpo humano de duas maneiras: 1. Circulando de glicose no sangue (índice glicêmico) 2. Moléculas de glicogênio (ou glicogênio) armazenado nos músculos e no fígado .

Bibliografia:

2.Metabolismo anaeróbio lático SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS Para eventos intensivos com duração de aproximadamente 40 segundos ( corrida de 200 e 400 metros, 500 metros de patinagem de velocidade e alguns eventos gímnicos). O metabolismo anaeróbio alático fornece a energia que, após 8 a 10 segundos, é substituída pelo metabolismo anaeróbio lático.

Bibliografia:

2.Metabolismo anaeróbio lático SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS Quando um exercício de alta intensidade é prolongado, grandes quantidades de ácido lático acumulam-se no músculo, causando a fadiga e, eventualmente, provocando a interrupção da atividade

Bibliografia:

2.Metabolismo anaeróbio lático SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS A restauração completa dos depósitos de glicogénio requer longo prazo, até mesmo dias, dependendo do tipo de treino ou dieta. 2 minutos para a reposição de 40% das reservas de glicogénio, 5 horas para a reposição de 55% e 24 horas para a reposição de 100% das reservas.

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS 3.Metabolismo aeróbio O sistema aeróbio requer 60 a 80 segundos a fim de produzir energia para a ressíntese de ATP.

Bibliografia:

3 . Metabolismo aeróbio SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS O metabolismo aeróbio, degrada o glicogénio produzindo pouco ou nenhum ácido lático, capacitando o atleta a continuar o exercício. É a fonte primária de energia para eventos que duram de 2 minutos a 2-3 horas (todas as provas acima de 800 metros no Atletismo, a patinagem a longas distâncias, etc.).

Bibliografia:

3 . Metabolismo aeróbio SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

3 . Metabolismo aeróbio SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS O trabalho prolongado acima de 2 a 3 horas pode resultar na degradação dos ácidos gordos e proteínas para a restauração das reservas de ATP, uma vez que as reservas disponíveis foram deletadas. Em qualquer desses casos, a degradação de glicogénio, ácidos gordos ou proteínas produz os co-produtos dióxido de carbono ( CO2 ) e água ( H2O ), ambos eliminados pela respiração e suor

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS O organismo usa ou deleta as fontes de energia durante os exercícios, de acordo com a intensidade e duração da atividade. Exceto em atividades de duração muito curta, a maior parte dos desportos emprega as duas fontes de energia em graus variados, havendo a sobreposição dos metabolismos aeróbio e anaeróbio

Bibliografia:

SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

A energia proveniente da fosfocreatina pode ser utilizada para reconstituir o ATP ; A energia do sistema do glicogênio-ácido láctico também pode ser utilizada para reconstituir a fosfocreatina e o ATP A energia produzida no metabolismo oxidativo do sistema aeróbio pode ser utilizada para recompor todos os outros sistemas: O ATP , A fosfocreatina e O sistema do glicogênio-ácido láctico. (Lehninger,1995) SISTEMAS DE ENERGIA NAS ATIVIDADES DESPORTIVAS

Bibliografia:

Bibliografia http ://www.jayhosler.com / Adaptado e traduzido por M. João Vasconcelos

authorStream Live Help