Tempo geológico

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Exercícios:

Tempo Geológico

Exercícios:

E scalas de tempo Para contar a história de diversos acontecimentos , recorremos a diferentes escalas de tempo: dias , meses , anos , décadas , etc.

Exercícios:

Conceito de Tempo Geológico Em Geologia o conceito de TEMPO é diferente do conceito de tempo utilizado em História. O tempo geológico compreende toda a história da Terra, desde a sua formação até à atualidade. Corresponde a cerca de 4550 Ma e permite situar as mudanças ocorridas no planeta. A unidade de medida do tempo geológico é o milhão de anos (1 000 000 anos = 1 Ma).

Exercícios:

O tempo histórico refere-se às mudanças ocorridas nas sociedades humanas, abrangendo apenas os últimos 0,2 Ma. Tempo histórico

Exercícios:

Datação das rochas Há duas formas de determinar a idade dos acontecimentos geológicos: Datação absoluta Datação relativa

Exercícios:

Datação absoluta Corresponde ao valor da idade da rocha, do fóssil ou do acontecimento em milhões de anos (Ma). Também designada por radiométrica porque são utilizados elementos radioativos; São utilizados aparelhos muito sofisticados que permitem determinar a idade das rochas com grande precisão. Normalmente a unidade mínima de medida é o Ma. Através deste método obtemos a idade da rocha em Ma .

Exercícios:

Datação absoluta/Datação relativa

Exercícios:

Datação relativa Não se atribui uma idade exata; Compara a idade de acontecimentos utilizando os termos: “ mais antigo ”, “ mais recente ” e “ da mesma idade ”; Permite estabelecer uma ordem cronológica dos acontecimentos; Esta datação apoia-se em vários princípios geológicos .

Exercícios:

Princípios geológicos associados à datação relativa

Exercícios:

Os sedimentos resultantes da alteração das rochas, ao depositarem-se dão origem a várias camadas, que se vão sobrepondo e compactando, formando Estratos . Estratos ou camadas Estrato

Exercícios:

À medida que vão chegando à bacia de sedimentação, os sedimentos depositam-se na horizontal, por efeito gravítico. Princípio da horizontalidade A deformação dos estratos é posterior à sua deposição.

Exercícios:

Princípio da horizontalidade Estratos horizontais Estratos dobrados Estratos inclinados

Exercícios:

O primeiro estrato a depositar-se foi o estrato A que é, por isso, o mais antigo; o último estrato a depositar-se foi o estrato C, logo é o mais recente.

Exercícios:

A Mais recente que A Mais antiga que C, D e E B Princípios da Horizontalidade e da Sobreposição dos Estratos Princípio da sobreposição : Numa sequência não deformada de estratos, as camadas mais recentes encontram-se por cima das mais antigas. E C D Princípio da horizontalidade : Os estratos depositam-se na horizontal à medida que os sedimentos vão chegando à bacia de sedimentação, por efeito da gravidade.

Exercícios:

Princípio da identidade paleontológica Dois estratos têm a mesma idade se tiverem o mesmo tipo de fósseis de idade. O estrato C é da mesma idade das amonites – Era Mesozóica. Os estratos F e M, apesar de estarem muito afastados, têm a mesma idade do estrato C – Era Mesozóica (porque contêm o mesmo fóssil de idade – amonite).

Exercícios:

Discordâncias Estratigráficas ou Lacunas: Ausência de camadas mais ou menos espessas, que podem ser explicadas pela falta de sedimentação no local durante um certo intervalo de tempo ou por erosão de camadas que existiam.

Exercícios:

Exercícios Qual é o estrato mais antigo ? E. Qual é o estrato mais recente? A. Qual foi o princípio em que te baseaste ? Princípio da sobreposição dos estratos.

Exercícios:

Exercícios Quais são os estratos com a mesma idade ? B e G D, I e N E, K e P Qual foi o princípio em que te baseaste ? Princípio da identidade paleontológica.

authorStream Live Help