Divisão hierárquica dos Espíritos

Views:
 
     
 

Presentation Description

Mensagem espírita

Comments

Presentation Transcript

Apresentação do PowerPoint:

Divisão hierárquica dos Espíritos Pesquisa e Formatação Música: Moon gate -Rolf Lovland Transição manual dos Slides 30/11/19 16:07:28 HELIO CRUZ

Apresentação do PowerPoint:

Espírito é o princípio inteligente do Universo. Ele é uma criação Divina, submetido ao processo educativo e evolutivo, assim como todas as dimensões do Universo. O Espírito é imortal; ele teve seu inicio, simples e ignorante, mas não terá fim. O Espírito não morrerá jamais. Podemos compará-lo a uma semente que desenvolve as qualidades que lhes são próprias, que estão dentro delas, potencias existentes na mesma. A potência moral e intelectual é inerente e latente ao Espírito e a sua missão é aplicar o seu esforço e vontade para desenvolvê-las, com o intuito de atingir as escalas, cada vez mais elevadas, e tornar-se eletivo e merecedor de viver nos patamares superiores que lhe conferirá o direito de trabalhar nas esferas do Reino de Deus.

Apresentação do PowerPoint:

Como o propósito é o estudo, precisamos primeiro nos desfazer dos preconceitos ignóbeis e das ideias já cristalizadas de forma errada. Despindo-nos de qualquer resquício da letargia mental imperiosa de quem se autodenomina detentor do conhecimento do mundo espiritual, porém pautar-nos naqueles que nos precederam nesses estudos e deles extrair o máximo de informações possíveis. Sabemos que somos espíritos imperfeitos, mais evoluídos que os espíritos primitivos, mas ainda muito distantes dos espíritos puros. Quando Kardec observou e investigou o fenômeno das mesas girantes, ele reparou que o mundo espiritual é composto por espíritos diversos. Que nem todos os habitantes do mundo espiritual possuem o mesmo nível; quer seja intelectual; quer seja moral; quer seja emocional.

Apresentação do PowerPoint:

E, mais, ele observou que alguns se julgavam mais inteligentes do que de fato eram. E que, invariavelmente, não importando a pergunta que era feita, todos respondiam. Algumas respostas eram esdrúxulas, outras respostas eram presunçosas, outras eram respostas medianas, outras eram respostas geniais. Então, ele percebeu que do outro lado há uma sociedade um milhão de vezes mais complexa do que a da Terra. Por isso, não dava para ser ingênuo. Então, ele começou a fazer pergunta para esses seres. E, à medida que ele ia obtendo respostas, fez uma escala, que chamou de Escala dos Espíritos. Com essa escala, ele pode perceber que havia no outro lado muita ignorância. Alguns espíritos, além de ignorantes, eram perversos, maldosos, criminosos; haviam outros com temperamento dificílimo.

Apresentação do PowerPoint:

Kardec observou e julgou pelas palavras e atos, e depois classificou os espíritos pelas semelhanças, baseando-se nos dados que eles mesmos forneceram. E, a partir de então, à medida que ele ia fazendo pergunta, pela linguagem, ele identificava em que ponto da escala evolutiva estava quem estava respondendo. Com isso, Kardec montou um questionário, que no final deu 1019 perguntas e obteve 1019 respostas. Essa experiência demonstrou que o mundo invisível está longe de abrigar apenas Espíritos superiores: eles próprios nos informam que não são iguais nem em saber nem em moralidade, e que sua elevação depende do grau de perfeição a que tenham atingido. Podemos observar esta verdade mais facilmente quando analisamos o próprio livro-base do Espiritismo.

Apresentação do PowerPoint:

Na questão 96 somos informados de que existe uma hierarquia entre os espíritos segundo o grau de perfeição a que tenham chegado. Na questão 97 os Espíritos respondem que o número de ordens é ilimitado, entretanto, poderemos reduzi-las a três ordens principais. E em outro momento Kardec afirma que essa diversidade na qualidade dos Espíritos é um dos mais importantes pontos a considerar, porque ela explica a natureza boa ou má das comunicações que se recebem; é preciso, sobretudo, se interessar em distingui-las. Esta distinção é, sem dúvida, um dos maiores escolhos da ciência espírita. É por isso que do ponto de vista da ciência prática, a Escala Espírita nos oferece a maneira de julgar os Espíritos que se apresentam nas manifestações e ainda o de apreciar o grau de confiança que sua linguagem deve inspirar.

Apresentação do PowerPoint:

A classificação dos Espíritos funda-se no seu grau de desenvolvimento, nas qualidades por eles adquiridas e nas imperfeições de que ainda não se livraram. Observe-se, antes de tudo, que os Espíritos não pertencem exclusivamente a esta ou àquela classe, e que eles podem reunir as características de mais de uma categoria, o que se pode apreciar por um estudo aprofundado. Kardec esclarece a sua participação na estruturação da escala: "não inventamos os Espíritos nem os seus caracteres”. Traçaram eles os caracteres distintivos desses diversos graus que constituem o que foi denominado de Escala Espírita. Desde logo a diversidade e as contradições de sua linguagem foram explicadas e se compreendeu que, entre os Espíritos, como entre os homens, para saber uma coisa não nos devemos dirigir ao primeiro que nos aparecer.

Apresentação do PowerPoint:

Muitos têm a curiosidade de saber que tipo de espírito é. Todos nós fomos criados simples e ignorantes, isto é, sem saber nada; e, a partir daí, vamos adquirindo conhecimentos e sabedoria, e vamos ascendendo até chegar à perfeição, pelo conhecimento da verdade. E nesta perfeição é que encontramos a pura e eterna felicidade. Mas, afinal, onde é que nós estamos? Esta é a grande pergunta: que tipo de espíritos nós somos? Kardec pormenorizou a escala evolutiva de espíritos HUMANOS, dentro da codificação. Eu friso a palavra: humanos, pois, sabemos que existem outros seres no Universo visível e invisível. Então, como se dá esta divisão hierárquica dos Espíritos? Para tal estudo nos baseamos no Capítulo I da segunda parte de O Livro dos Espíritos (Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos).

Apresentação do PowerPoint:

A escala espírita é, segundo Kardec, a chave da ciência espírita, pois estabelece o parâmetro entre o grau aparente dos espíritos encarnados e desencarnados. No primeiro caso, é mais fácil de definir seu grau aparente pelos seus escritos, opiniões, linguagem, estilo, conhecimento das coisas e do mundo espiritual, etc. No segundo, podemos avaliar, mas será sempre uma avaliação subjetiva, já que, em muitos casos, espíritos de grande evolução desempenham tarefas na Terra de total obscuridade e suas capacidades obnubladas por circunstâncias que dependem de cada caso (LE Questão 180). Essa escala vem sendo desprezada ou pouco estudada, e dessa falta de estudo, nascem as distorções e as infiltrações do joio na seara espírita, pois que é aceita qualquer mensagem do plano dos espíritos como sendo de espíritos superiores .

Apresentação do PowerPoint:

Dentro dessa estrutura Kardec subdividiu a escala em três grandes ordens de Espíritos, de conformidade com o grau de perfeição que hajam alcançado. Como não existem linhas de demarcação definidas entre essas ordens, seu número é ilimitado: Espíritos Imperfeitos; Espíritos Bons; Espíritos Puros. Essas mesmas ordens são desdobradas em 10 classes. Para entendermos melhor essa escala e saber onde nos encaixamos, vamos começar abordando a terceira ordem, que subdivide-se em cinco classes. Nesse estudo vamos entender mais acerca das classes de espíritos presentes na Terceira Ordem. Em geral são espíritos com predominância da matéria e propensão ao mal ainda presos à ignorância, orgulho e egoísmo, e todas as más paixões que lhes seguem, e que retardam o progresso. Têm a intuição de Deus, mas não o compreendem .

Apresentação do PowerPoint:

Na base da escala podemos observar que nem todos são essencialmente maus, uns não fazem nem bem nem mal; outros, ao contrário, se comprazem no mal e ficam satisfeitos quando encontram ocasião de praticá-lo. Há ainda os espíritos levianos, mais travessos do que malévolos, que se comprazem mais na malícia do que na maldade, encontrando prazer em mistificar e causar pequenas contrariedades, das quais se riem. Neste grupo ainda se encontram os Espíritos Pseudossábios, que não perdem a oportunidade de falar de tudo, mesmo do que não saibam, de construir sistemas, criar utopias e que se sentem felizes quando encontram intérpretes complacentes e crédulos a ponto de aceitarem suas elucubrações de olhos fechados. Nem todos eles são de fato maus, porém são levados pela malícia, leviandade e irreflexão.

Apresentação do PowerPoint:

Uma das faltas mais graves dessa ordem é não praticar o bem, pois são indiferentes com o próximo. Eles também sofrem muito por estarem ainda ligados ao mundo corpóreo. Confira as classes da Terceira Ordem: Décima: Esta classe é constituída pelos Espíritos impuros com inclinações ao mal. A inferioridade moral e intelectual se expressam de forma grosseira e vulgar. Quando encarnados, independente de suas classes sociais, praticam o mal por prazer ao ódio contra o bem e perseguem as pessoas honestas e as fazem suas vítimas. Ainda presos aos vícios carnais caem nas paixões vis e degradantes do mundo corpóreo, tanto quanto a disseminação da crueldade e avareza sórdidas .

Apresentação do PowerPoint:

Nona: Esta classe é constituída pelos Espíritos levianos: seres ignorantes e inconsequentes, mais maliciosos que maus, cuja linguagem é alegre, irônica e superficial. Oitava: Constituída pelos Espíritos Pseudossábios: que possuem algum conhecimento, mas que julgam saber mais do que sabem, com linguagem de caráter sério e que, todavia, mistura verdades com suas próprias paixões e preconceitos. Sétima: Constituída pelos Espíritos Neutros: seres apegados às coisas do mundo que não são suficientemente bons para praticarem o bem, nem maus o bastante para fazerem o mal .

Apresentação do PowerPoint:

Sexta: Constituída pelos Espíritos Batedores ou Perturbadores: seres cuja presença se manifesta por efeitos sensíveis e físicos, como pancadas e deslocamento de corpos sólidos; são agentes dos elementos do globo e deles se servem os Espíritos Superiores para produzirem fenômenos dessa natureza . Agora, vamos abordar os Espíritos da Segunda Ordem (Bons Espíritos ): Esses Espíritos têm como característica o predomínio do Espírito sobre a matéria, o desejo do bem e a compreensão de Deus. Contudo, os Espíritos que a formam têm ainda de passar por provas. Uns possuem a ciência, outros a bondade e a sabedoria; os mais adiantados juntam ao seu saber as qualidades morais. Esta Ordem subdivide-se em quatro classes principais, a saber:

Apresentação do PowerPoint:

Quinta: Espíritos Benévolos: em que a bondade é a qualidade dominante. Quarta : Espíritos Sábios: que têm mais aptidão para as questões científicas do que para as morais. Terceira: Espíritos Prudentes ou de Sabedoria: que apresentam elevadas qualidades morais e capacidade intelectual que lhes permite analisar com precisão os homens e as coisas. Segunda : Espíritos Superiores: que reúnem a ciência, a sabedoria e a bondade, e buscam comunicar-se com os que aspiram à verdade. Os Espíritos Superiores encarnam-se na Terra apenas em missão de progresso e caracterizam o tipo de perfeição a que podemos aspirar neste mundo.

Apresentação do PowerPoint:

Os da Primeira ordem são todos os que atingiram o supremo grau de perfeição. Não estando mais sujeitos a reencarnação em corpos perecíveis, vivem a vida eterna, sendo os mensageiros de Deus, cujas ordens executam, para manutenção da harmonia universal. Esta é uma divisão racional e com caracteres bem positivados, restando a Kardec destacar, como já foi dito, por um número suficiente de subdivisões, as principais nuanças do conjunto, o que fez sempre com o concurso dos Espíritos, cujas instruções benevolentes jamais lhe faltaram. Assim, a Escala Espírita é composta por três ordens principais e dez categorias. Vale observar ainda que o que acontece aqui, como em toda classificação científica, é que os sistemas podem ser mais ou menos racionais, mais ou menos completos, mais ou menos cômodos para a inteligência sem que isto altere a sua necessidade.

Apresentação do PowerPoint:

Será com a ajuda deste quadro, informa Kardec, que poderemos determinar a ordem e o grau de superioridade ou inferioridade dos Espíritos com que podemos entrar em contato, sendo mais fácil, assim, avaliar o grau de estima e confiança que eles devem merecer. É por isto que o codificador afirma que a Escala Espírita é, "de alguma maneira, a chave da Ciência Espírita, pois só ela pode explicar-nos as anomalias que as comunicações apresentam, esclarecendo-nos sobre as irregularidades intelectuais e morais dos Espíritos". Procedendo com os Espíritos da mesma forma que com os homens, foi que o codificador empreendeu a sua tarefa, não os considerando reveladores predestinados, mas, sim, elementos de instrução. Pois "incumbe ao observador formar o conjunto, coordenando, colecionando e conferindo, uns com os outros, os documentos que tenha recolhido".

Apresentação do PowerPoint:

Essa sempre foi a regra invariável a que Kardec se impôs nos estudos espíritas: observar, comparar e julgar. E esta é a missão que cabe a cada espírita, com o apoio da Escala. Pois, numa palavra, o que caracteriza a revelação espírita é que a iniciativa pertence aos Espíritos e que a sua elaboração é o resultado do trabalho do homem, que estuda e compara, tirando daí, dos ensinos dos Espíritos, as suas conclusões e aplicações. É por tudo isto que devemos ressaltar a importância da Escala Espírita em nossos estudos e análises, e, acima de tudo, para tudo aquilo que venha dos Espíritos. Bom estudo!

Apresentação do PowerPoint:

Muita Paz! Visite o meu Blog: http://espiritual-espiritual.blogspot.com.br A serviço da Doutrina Espírita; com estudos comentados, cujo objetivo é levar as pessoas a uma reflexão sobre a vida, buscando pela compreensão das leis divinas o equilíbrio necessário para uma vida feliz. Leia Kardec! Estude Kardec! Pratique Kardec! Divulgue Kardec! O amanhã é sempre um dia a ser conquistado! Pense nisso! Visite também o meu Site: compartilhando-espiritualidade.webnode.com Agora, Compartilhando Espiritualidade formou um Grupo para troca de mensagens. Compartilhando-espiritualidade@googlegroups.com

authorStream Live Help