Festivais Museus Galerias e Arte Visual

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

Aqui vc vera os maiores festivais os maiores museus as maiores galerias e conhecerá um pouco sobre a arte visual

Comments

Presentation Transcript

Festival Woodstock : 

Festival Woodstock O ano de 1969 foi marcado mesmo pelo festival Woodstock o maior de todos os festivais de rock, realizado no fim de semana de 15 a 17 de agosto, em Bethel , Nova York , um mes depois do homem ter pisado na lua. O evento se chamava Woodstock Music & Art Fair, subtitulado "Primeira Exposiçao Aquariana". Seu slogan "tres dias de paz e música" logo foi modificado para "tres dias de paz e amor". O valor do ingresso para o fim de semana era 18 dólares, mas a maior parte do público invadiu o local derrubando as cercas (como pode ser visto no filme "Woodstock" de Michael Wadleigh). A música rolou quase sem parar para meio milhao de jovens, com um cast de artistas que formavam um verdadeiro Quem é Quem do rock.Na manha de segunda feira, dia 18 de agosto, sob um imenso sol alaranjado, Jimi Hendrix sobe ao palco, brindando aqueles que ainda nao tinham ido embora do local, com sua interpretaçao do hino nacional dos EUA, "The Star Spangled Banner" arrancando de sua guitarra explosoes de bombas, granadas, rajadas de metralhadoras e roncos de helicópteros, numa clara alusao da guerra do Vietna. Aqueles que tiveram o privilégio de viver o festival de perto, saíram sentindo-se ungidos de santidade. Ainda haveriam outros festivais (como o de Altamont, com 300 mil pessoas), mas nenhum com a força de um Woodstock. Mas o Woodstock não foi só maravilhas....teve as partes podres como: Falta de comida, condições sanitárias precárias, quase inexistentes, muitas drogas, e muito álcool, teve gente que perdeu muitaaa coisaaa , carros, amigos, e morreram 3 pessoas, mais tb nasceram 3 crianças. :) :) Apesar de tudo, não aconteceram nenhuma ocorrência grave. Não foi comunicado nenhum crime violento na área e nenhum caso de roubo ou invasão de domicílio nas casas vizinhas. A ação da polícia limitou-se à apreensão de drogas e pequenos casos, somente. Mais desses 3 dias tiram muita cultura, eles aprenderam o verdadeiro significado das palavras dividir, ajudar, considerar, respeitar, a maioria saiu do Woodstock com uma visão totalmente diferente do mundo. A Feira de Arte e Música de Woodstock, em 1969, trouxe mais de 450.000 pessoas para um pasto no Condado de Sullivan. Durante quatro dias, o local se tornou uma mini-nação contra-cultural na qual as mentes estavam abertas, drogas eram o que havia de mais legal e o amor era "livre". A música começou na tarde de 15 de agosto, sexta-feira, às 17:07h e continuou até a metade da manhã do dia 18 de agosto, segunda-feira. O festival fechou a via expressa do Estado de Nova Iorque e criou um dos piores engarrafamentos da nação. Mas valeu a pena !

Woodstock Festival festival de rock com mais de 450 mil pessoas : 

Woodstock Festival festival de rock com mais de 450 mil pessoas

Festival Da Record : 

Festival Da Record A Record lança para a história televisiva a moda do "iê iê iê" (Erasmo, Wanderléia, Roberto Carlos, Antonio Marcos, Vanusa, Celly e Tony Campello, ...), a Jovem Guarda e a Tropicália. Com estes três elementos ela chega a líder de audiência, graças aos seus festivais - que foram promovidos por Solano Ribeiro, que havia deixado a TV Excelsior. Se consagrou com o slogan "Record, a emissora dos musicais", porque além dos festivais ela continuava a promover shows com astros internacional, como Marlene Dietrich, Louis Armstrong, The Platters, Sammy Davis Jr., Frank Sinatra e tantos outros que lotaram o Teatro Record. Foi a Record que lançou programas como Bossaudade e Jovem Guarda (com Roberto Carlos). Momentos Históricos Na história dos festivais há um momento que não será esquecido. Em 10 de outubro de 1966 no "II Festival de MPB", realizado pela TV Record, Jair Rodrigues - que interpretava a música "Disparada" de Geraldo Vandré e Theo de Barros (que ainda tocou sua viola), acompanhado de Hermeto Pascoal no piano e completado Quarteto Novo, Nanini (percursão) e o Trio Maraya - competiu lado a lado com Nara Leão e Chico Buarque - interpretando sua música "A Banda". O público ficou indeciso com seus gritos e aplausos, metade queria consagrar "Disparada" como a vencedora, a outra metade queria "A Banda"... O mesmo acontecia com os jurados. Historicamente tiveram que dividir o título ao meio. O festival de 1967 entraria para a história dos Grandes Festivais por possuir um grande número de músicos de boa qualidade, desde Chico Buarque à Roberto Carlos, passando por Gilberto Gil (neste ano nasceu a Tropicália), Edu Lobo, Johnny Alf, Mutantes, entre outros. Mas neste mesmo festival cobriram os auditórios de vaias quando Jair Rodrigues foi desclassificado por causa de uma pequena torcida da gravadora e foi classificada a música "Beto Bom de Bola" de Sérgio Ricardo, que mostrava-se desafinado e com altos e baixos na melodia de sua música. No final do concurso as vaias aumentaram e Sérgio Ricardo, com muita raiva quebrou seu violão na perna e tacou-o na platéia. Naquela edição do festival começaram a surgir os protestos com tempáticas revolucionárias, anti-ditadura militar. A censura começou a pegar no pé com mais firmeza... E 1968 foi o ano do Tropicalismo nos festivais da Record, daí surgiu Tom Zé, que foi campeão com "São São Paulo Meu Amor" ao lado de Chico Buarque com "Bem Vinda". O último festival foi em 1969, o IV Festival de Música Popular Brasileira, que foi vencido por Paulinho da Viola e sua música "Sinal Fechado". Depois disso acabaram-se os festivais da Record e a emissora optou por reformular seu modelo de festival e criar a Bienal do Samba (a primeira aconteceu em 1968).

Festival da Record : 

Festival da Record Um dos maiores festivais de MPB do Brasil trazendo vários ícones da musica brasileira daquela época

Festival De Arte Cinematográfica De Cannes : 

Festival De Arte Cinematográfica De Cannes No mundo do cinema, o Festival de Cannes - conhecido por muitos como o Festival de Cinema de Cannes - é o maior evento internacional da arte cinematográfica. Para o diretor de cinema desconhecido, o Festival de Cannes é uma dádiva. Não é como o Oscar: qualquer um pode inscrever um filme, e cada filme inscrito tem a chance de ser visto por representantes da indústria cinematográfica internacional. Artisticamente, é uma mostra cinematográfica em que tudo é permitido e que lançou a carreira de diretores como Quentin Tarantino e Steven Soderbergh. O festival se orgulha de eventos tão diversos quanto apresentações formais de filmes e filmes exibidos à meia-noite, na praia, e se transformou em um sistema complexo de eventos principais, mostras paralelas e premiações. Neste artigo, você saberá o que acontece durante o Festival de Cannes e por que ele é tão especial. Todo ano, durante 12 dias no mês de maio, a pequena cidade de Cannes, no sul da França, se transforma em ponto de encontro para os atuais e futuros nomes do cinema e para aqueles que os noticiam. Se você não pertence a nenhuma dessas categorias, suas chances de assistir à exibição de um filme durante o festival são praticamente nulas, mas poderá admirar as estrelas e curtir o espírito da cidade à vontade. A combinação singular de cineastas iniciantes, de primeira viagem, e astros internacionais cria um ambiente inigualável. Por um lado, temos a própria filosofia grandiosa do Festival de Cannes, que coloca a arte acima de tudo, e que, segundo o site oficial do festival, tem o objetivo de ser "o ponto crucial do cinema mundial", uma "confluência apolítica de criatividade" em que as "fronteiras lingüísticas se desfazem diante de imagens universais". Por outro lado, temos as celebridades desfilando pelo tapete vermelho na apresentação principal, a imprensa tirando fotos a cada movimento e seguranças do festival que são famosos por não admitirem a entrada de pessoas cujos trajes não estejam de acordo com seus padrões.

Slide 6: 

Este intenso encontro de arte, estrelato e dinheiro - Cannes é o principal mercado internacional para filmes originais, onde negócios multimilionários são assinados todo ano - atrai cerca de 27.000 representantes da indústria cinematográfica e inúmeros turistas. O clima em Cannes, perfeito na primavera, também ajuda. O clima internacional do festival e a ênfase em eliminar fronteiras nacionais em nome da arte cinematográfica remontam ao espírito político da década de 1930. Os regimes fascistas na Europa ganhavam força e influenciavam o mundo da arte. Na época, o principal festival internacional do cinema era realizado em Veneza, na Itália, e em 1939, um filme francês era candidato certo ao primeiro lugar. Contudo, um filme alemão e outro, italiano - ambos com teor político - dividiram o prêmio. Os juízes franceses, britânicos e americanos renunciaram em sinal de protesto. Em resposta ao que ficou subentendido como a corrupção política do festival de cinema em Veneza, a França criou seu próprio festival. O Festival International du Film começou em 1939, embora tenha sido cancelado após uma única exibição ("O Corcunda de Notre Dame" de William Dieterle ) porque a Alemanha invadiu a Polônia e a França entrou na Segunda Guerra Mundial. O festival fez outra tentativa, em 1946  deu certo. Agora conhecido como o Festival de Cannes, o que começou como um protesto tornou-se o festival de cinema mais respeitado do mundo.

Museu Do Louvre : 

Museu Do Louvre O Museu do Louvre (Musée du Louvre), instalado no Palácio do Louvre, em Paris, é um dos maiores e mais famosos museus do mundo. Localiza-se no centro de Paris, entre o rio Sena e a Rue de Rivoli. O seu pátio central, ocupado agora pela pirâmide de vidro, encontra-se na linha central dos Champs-Élysées, e dá forma assim ao núcleo onde começa o Axe historique. O Palácio do Louvre foi a sede do governo monárquico francês desde a época dos Capetos medievais, tendo sido abandonado por Luís XIV em favor do Palácio de Versalhes. Parte do palácio real do Louvre foi aberta primeiramente ao público como um museu em 8 de Novembro de 1793, durante a Revolução Francesa. Mesmo após a Restauração dos Bourbons, permaneceu como museu. É onde se encontra a Mona Lisa, a Vitória de Samotrácia, a Vénus de Milo, enormes coleções de artefatos do Egito antigo, dos artistas clássicos da Europa como Ticiano, Rembrandt, Goya, Rubens ou Renoir, numa das maiores mostras do mundo da arte e cultura humanas. Foi o museu mais visitado do mundo em 2007, com 8,3 milhões de visitantes

Museu Do Louvre : 

Museu Do Louvre

Museu De Arte moderna DE Nova Iorque : 

Museu De Arte moderna DE Nova Iorque Museu de Arte Moderna (Nova Iorque) O Museu de Arte Moderna (Museum of Modern Art), mais conhecido como MoMA, é um museu da cidade de Nova Iorque, fundado no ano de 1929 como uma instituição educacional. Atualmente é um dos mais famosos e importantes museus de arte moderna do Mundo. MoMA Durante a louca década de 20, três importantes patronos de arte, Miss Lillie P. Bliss, Mr. Cornelius J. Sullivan, and Mr. John D. Rockefeller II, perceberam que em Nova Iorque havia carência de uma reviravolta nas políticas de conservação dos museus e no traço arquitetônico destes. Assim desencadeou-se uma instituição que dedica-se exclusivamente à arte moderna. Quando o MoMA foi , em 1929, fundado, o seu director era Alfred H. Barr. Alfred não queria somente uma instituição que mostrásse a arte moderna aos nova-iorquinos. Queria dedicar algum espaço às pessoas, novos artistas, que se dedicaram à mudança do visual artístico no seu tempo. À abertura deste museu o público respondeu prontamente: em dez anos o MoMA tornou-se o museu mais em voga e, todos os dias, centenas de pessoas acorriam ao museu a fim de ver as «boas novas» das vanguardas. Após confirmar tanto sucesso Alfred Barr decidiu então dividir o museu em vários departamentos, os quais seriam comandados por outros directores, desta feita, especializados para o departamente. Daí apareceram os departamentos de Filmes e Vídeos, Fotografia, Pintura e Escultura, Desenhos e Imagens e livros ilustrados. O museu teve, ao longo do tento, várias ampliações. A maior, em 1984, foi levada a cabo por Cesar Pelli, que facilitou até o acesso aos visitantes do museu. A colecção A rica e variada colecção do MoMa constitui uma das maiores vistas panorâmicas sobre a arte moderna. Inicialmente o museu mantinha 8 pinturas e um desenho. Hoje conserva no edifício mais de 150.000 pinturas, esculturas, desenhos, modelos arquitecturais, imagens, fotografias e peças de design. Para além disso contém uma livraria e arquico com cerca de 305.000 livros e ficheiros de mais de 70.000 artistas.

Museu Da Arte Moderna De Nova Iorque : 

Museu Da Arte Moderna De Nova Iorque

Museu Britânico : 

Museu Britânico O Museu Britânico (em inglês British Museum) localiza-se em Londres e foi fundado em 7 de junho de 1753. A sua colecção permanente inclui peças como a Pedra de Roseta e os frisos do Partenon de Atenas, conhecidos como a coleção de mármores de Elgin. O Museu Britânico é um marco fundamental no estabelecimento do método e foi fundado por Victor Moreno museológico moderno, além de representar diversos aspectos característicos tanto da sociedade inglesa vitoriana quanto do pensamento político e científico do século XIX. Aberto em 1753, foi o primeiro grande museu público, gratuito, secular e nacional em todo o mundo. Não foi, entretanto, o primeiro museu moderno. O Museu Ashmolean, de Oxford (1679), tem o mérito de ter sido a primeira grande instituição museológica destinada especificamente a exposições públicas, organizadas para propósitos educacionais. Ao ser fundado, o Museu Britânico reuniu três coleções: a Cottonian Library, coleção de manuscritos medievais de Sir Robert Cotton (1570-1631), os manuscritos da coleção do Conde de Oxford, Robert Harley (1661-1724) e a enorme coleção de Sir Hans Sloane (1660-1753), composta de antigüidades clássicas e medievais, moedas, manuscritos, livros, quadros e gravuras, além das peças que formariam o núcleo central do Departamento de História Natural do Museu Britânico. A enorme heterogeneidade dessas coleções sem dúvida foi a característica mais marcante dessa fase. O museu não estava tão distante dos gabinetes de curiosidades que marcaram a Europa no século XVIII: era pouco mais do que um enorme amontoado de objetos sem nenhuma classificação ordenada, apresentados menos para propósitos educacionais do que para "exaltar o espírito e enaltecer o progresso da humanidade". Da antiguidade temos a origem de uma característica do museu moderno, em especial do museu Britânico: a combinação de exposições (entretenimento educacional para o público geral) e de uma biblioteca (pesquisa para um público erudito e acadêmico). A partir da consolidação desse modelo por Sir Anthony Panizzi (1797-1879) na British Library, este é um atributo hoje praticamente obrigatório para qualquer museu.

Museu Britânico : 

Museu Britânico

Galeria Nacional De Retratos em Londres : 

Galeria Nacional De Retratos em Londres Fundada em 1856, a Galeria Nacional de Retratos é o local onde poderá encontrar a maior colecção de retratos do mundo, com famosas personalidades da Grã-Bretanha, que fizeram história desde a Idade Média até ao presente, pintadas por alguns dos maiores pintores na história da arte. Existem mais de 10 mil retratos na colecção principal desta galeria de Londres, muitos dos quais se encontram em mostra por vários pisos, desde Henrique VII e Florence Nightingale até aos Beatles e à monarca actual, a Rainha Isabel II. A entrada na Galeria de Retratos em Londres é gratuita. No entanto, como em muitas galerias em Londres, existem exposições especiais, muitas delas com obras de artistas e fotógrafos de renome internacionais. Há um preço para exposições especiais de £8 por cada bilhete de adulto e £6 por cada criança, mas com o London Pass a entrada é gratuita. Se não houver nenhuma exposição especial, o London Pass dá-lhe uma cópia gratuita do guia para visitantes de Londres totalmente ilustrado da Galeria Nacional de Retratos . Localizada no centro de Londres perto de Trafalgar Sq,, a Galeria Nacional de Retratos encontra-se situada perto de várias outras importantes atracções turísticas em Londres, incluindo The Mall e o Parque de St. James. Também existem nas redondezas vários restaurantes londrinos com descontos e ofertas especiais London Pass, incluindo o Maxwell’s Restaurant em Covent Garden e o Porters English Restaurant. Se gostar de arte, nesse caso também deverá considerar visitar a Galeria Nacional de Londres, em Trafalgar Square, e conhecer uma das colecções de arte mais importantes do mundo.

Arte Visual : 

Arte Visual A área das Artes Visuais e Design é extremamente ampla. Abrange qualquer forma de representação visual, ou seja, cor e forma. Outras formas visuais dramáticas costumam ser incluídas em outras categorias, como teatro, música ou ópera, apesar de não existir fronteira rígida. É o caso da arte corporal e da arte interativa ou mesmo do Cinema e do Vídeo-arte, inter alia. As artes que normalmente lidam com a visão como o seu meio principal de apreciação costumam ser chamadas de artes visuais. Consideram-se artes visuais as seguintes: pintura, desenho, gravura e cinema. Além dessas, são consideradas ainda como artes visuais: a escultura, a instalação, a aquitetura, a novela, o web design, a moda, a decoração e o paisagismo. No Brasil, existe o curso de nível superior em Artes Visuais, o qual oferece ao estudante a possibilidade de se aprofundar em várias áreas de estudo estético e experimentar as variadas formas de expressão visual, sobretudo desenho e vídeo, bem como a formação histórica das artes visuais do Brasil.

authorStream Live Help