O expansionismo europeu

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1:

E1: O Expansionismo Europeu

Slide 2:

Rumos da expansão quatrocentista Portugal e a Europa antes da expansão Como é que Portugal , este pequeno país da Europa Ocidental, se transformou numa potência capaz de se expandir à escala mundial ? A Europa no século XV  Vivia praticamente isolada.  Quanto a África, sabia-se ainda menos.  O oceano , por um lado , e os Muçulmanos , pelo outro, impediam o conhecimento de outras áreas geográficas.  Os Europeus conheciam mal a Ásia , da qual quase não existiam descrições desde o Livro das Maravilhas do Mundo, inspirado nas viagens de Marco Polo .  Até se ignorava a existência dos restantes continentes.  Assim , imaginavam-se terras e criaturas fantásticas envoltas em lendas e mitos.

Slide 3:

As motivações da expansão portuguesa Estas eram de vários tipos:  económico ,  social,  religioso ,  político,  «científico».

Slide 4:

As principais motivações eram: A falta de ouro P ara o fabrico da moeda , para o comércio e para o funcionamento da corte e do governo. A carência de cereais Para produção de pão, um problema quase permanente em Portugal já na Idade Média. Procura de outros produtos valiosos Escravos ,  Especiarias ,  Açúcar  Plantas tintureiras (como o pastel, o anil e a urzela).

Slide 5:

A ambição da nobreza Conseguir mais recompensas em terras , cargos e rendas pelos serviços prestados ao rei.  A curiosidade, procurando conhecer-se novos povos e terras , designadamente o reino do Preste João. A vontade do clero …em expandir a fé cristã entre outros povos. A necessidade do povo …de ter mais oportunidades económicas pela ocupação de novos territórios. Afirmação política e militar da nova dinastia  …quer internamente, quer per ante Castela e os Muçulmanos. As principais motivações eram:

Slide 6:

As condições da expansão portuguesa Quais terão sido as condições existentes no nosso país que fizeram dele o primeiro da Europa a iniciar a sua expansão? Localização geográfica Situado no Sudoeste Europeu , Portugal tem uma costa muito extensa , directamente virada para o oceano Atlântico e relativamente próxima da costa africana. Conhecimentos técnicos e científicos A longa presença muçulmana e judaica na Península Ibérica permitiu:  conhecimentos de Astronomia;  contacto com instrumentos e técnicas de orientação e navegação Bússola Astrolábio Balestilha Quadrante Vela triangular O contributo de marinheiros e navegadores de origem italiana ou catalã, que divulgaram o uso dos portulanos .

Slide 7:

Astrolábio Quadrante Balestilha Instrumento utilizado para conhecer a altura do Sol, permitindo calcular a latitude (distância em relação ao equador). Instrumento utilizado para calcular a altura de um determinado astro em relação à linha do horizonte. Instrumento utilizado para fazer medições da altura dos astros.

Slide 8:

Instrumento que possui uma agulha magnética que aponta o norte . Bússola Tipo de mapa no qual se representam os portos e as rotas de navegação. Portulano

Slide 9:

Condições naturais e humanas Familiarização dos homens com o mar através de atividades como:  a pesca;  o corso;  comércio marítimo com várias regiões da Europa e do Norte de África. Preparação de marinheiros experientes. e com a afirmação dos burgueses e nobres desejosos de encontrar novas fontes de rendimento. Situação política e social Nos inícios do século XV, a situação política e social do nosso país encontrava-se normalizada ;

Slide 10:

Os Descobrimentos Portugueses, uma empresa colectiva (Painéis de S . Vicente de Fora, atribuído a Nuno Gonçalves, c.1460) O arranque da expansão foi do interesse de todos os grupos sociais , pelo que constitui um empreendimento de dimensão social .

Slide 11:

A expansão no Norte de África Em 1415 , uma expedição portuguesa partiu de Lisboa em direção a Ceuta . Cidade do Norte de África

Slide 12:

Na expedição a Ceuta participaram:  O rei D. João I  D. Duarte  D. Pedro  D. Henrique …e os filhos:

Slide 13:

Os mouros , apanhados de surpresa, foram facilmente vencidos .

Slide 14:

A expedição a Ceuta interessava à Coroa e à sociedade portuguesa por diversos motivos, visto ser uma cidade que: Era rica em especiarias ouro cereais e um importante porto de pesca ; Controlava os barcos que passavam no estreito de Gibraltar; Servia de base à pirataria moura que atacava as costas portuguesas e os barcos cristãos; Canela Por isso, a sua conquista constituiu um sucesso militar para os Portugueses.

Slide 15:

A conquista de Ceuta No entanto, foi um fracasso do ponto de vista económico pois:  Além de as rotas comerciais terem sido desviadas para outras cidades…  …o constante estado de guerra originava elevadas despesas militares com a manutenção desta praça marroquina.

Slide 16:

Mais tarde, em 1437 , no reinado de D. Duarte… …os portugueses tentaram conquistar outra praça vizinha… Contudo , foram mal sucedidos, pois os mouros, desta vez estavam prevenidos. Outras conquistas em Marrocos

Slide 17:

Com D. Afonso V… …conseguiu-se, finalmente, conquistar:  Tânger (1472)  Alcácer Ceguer (1458)  Arzila (1471)

Slide 18:

A descoberta e colonização da Madeira

Slide 19:

O Infante D. Henrique distinguiu-se como grande impulsionador dos Descobrimentos. Com os recursos da Ordem de Cristo e o apoio de marinheiros e cartógrafos nacionais e estrangeiros , o Infante D. Henrique lançou Portugal na grande empresa dos Descobrimentos . Finalmente, entre 1417 e 1420 … uma expedição portuguesa dirigida por: João Gonçalves Zarco Tristão Vaz Teixeira …redescobriu o arquipélago da Madeira. Os dois descobridores foram nomeados capitães donatários da ilha, sendo esta dividida pelos dois.

Slide 20:

Em 1425 , iniciou-se a colonização da Madeira. Como se encontrava o território à chegada dos seus redescobridores ? Todas as culturas que aí se experimentaram deram bons frutos, designadamente o trigo .  estava desabitado.  tinha abundância de água.  estava coberto por vegetação densíssima.

Slide 21:

Contudo , a produção agrícola que viria a celebrizar a Madeira foi: Cana de açúcar Com o seu cultivo na Madeira … as quantidades que circulavam na Europa aumentaram. Portugal tornou-se o principal exportador. A partir da segunda metade do século XVI, com a colonização do Brasil, a produção do açúcar madeirense perdeu importância. O vinho tornou-se, então, o principal produto de exportação.

Slide 22:

A descoberta e colonização dos Açores

Slide 23:

Em 1427… o capitão Diogo de Silves descobriu o arquipélago dos Açores … …com excepção das Flores e do Corvo . descobertas por Diogo de Teive em 1452 . Nenhuma era habitada, tendo as primeiras ilhas começado a ser colonizadas em 1439 . Além de portugueses… foram igualmente admitidos colonos originários:  da Flandres;  da Alemanha;  do Norte de França À semelhança da Madeira, usou-se também aqui o sistema de capitanias donatarias .

Slide 24:

Quais foram as produções mais importantes introduzidas nos Açores ? Trigo Plantas tintureiras Pastel Urzela Gado bovino  e abastecimento nas navegações oceânicas, designadamente na ligação marítima com a Ásia . As ilhas viriam a desempenhar um papel importante como:  ponto de escala

Slide 25:

A exploração da costa africana

Slide 26:

A partir de 1422 … A iniciativa coube , em grande parte, ao… Infante D. Henrique …que, todos os anos, enviava marinheiros da sua casa senhorial… …os navegadores portugueses intensificaram a exploração da costa ocidental de África .

Slide 27:

Havia vários motivos de interesse nessa exploração:  curiosidade de conhecer as terras e as gentes que as habitavam;  procurar possíveis aliados cristãos e promover a evangelização de outros povos. Muito importante foi: a procura de riquezas nessas regiões Escravos Marfim Ouro Malagueta Casa da Guiné  Casa criada para fazer a distribuição destes produtos.

Slide 28:

 Primeira etapa destas explorações, em 1434… Gil Eanes  Onze anos depois, os Portugueses estabeleceram a sua primeira feitoria africana…  A exploração foi prosseguindo para sul, até serem atingidos… Em 1460 morre o infante D. Henrique … …e com ela o ritmo das explorações abrandou…

Slide 29:

A exploração da costa africana não mereceu tanto interesse por parte de D. Afonso V.  Ficava com grande parte dos produtos de comércio da Guiné …com o qual se realizou um contrato. Por isso… …foi entregue a um particular Fernão Gomes Rico mercador de Lisboa Assim, e de acordo com um contrato estabelecido em 1469 , este homem deveria:  Explorar 100 léguas de costa por ano  E pagar uma determinada renda anual O contrato de arrendamento com Fernão Gomes D. Afonso (…) a quantos esta carta virem fazemos saber que o contrato de arrendamento da nossa terra da Guiné e de seu comércio, que fizemos com Fernão Gomes, por cinco anos, tenha mais um ano além dos ditos cinco, com estas condições: Que o dito Fernão Gomes nos dê e pague os trezentos mil reais que ficou obrigado a pagar em cada um dos cinco anos pelo dito arrendamento, e mais duzentos mil reais em cada ano de agora em diante, pelo comércio da malagueta, que só ele poderá fazer, comprometendo-nos Nós a não dar licença desse comércio a mais nenhuma pessoa. Chancelaria de D. Afonso V (adaptado) Em troca:

Slide 30:

Contudo… …as viagens de exploração do litoral africano vieram a provocar conflitos entre Portugal e Castela. Por que razão? Como foram resolvidos esses conflitos? Qual a importância dos acordos que se fizeram?

Slide 31:

Para proteger o comércio do Golfo da Guiné, D. João II mandou construir, em 1482, na Mina uma fortaleza-feitoria . A feitoria da Mina segundo ilustração num mapa do século XVI Para encontrar uma passagem que permitisse atingir a Índia por mar , enviou vários navegadores ao longo da costa africana. Até que, em 1488… … Bartolomeu Dias dobrou o Cabo da Boa Esperança e entrou no Oceano Índico .

Slide 32:

A colonização de Cabo Verde e de São Tomé As ilhas funcionaram como pontos de escala nas navegações e no envio de escravos para as Américas. As ilhas de Cabo Verde…  eram desertas  e de clima mais quente e seco do que os Açores e a Madeira.  Atraíram, pois, menos colonizadores, que recorreram aos escravos africanos . Praticou-se  a criação de gado  e a recolha da urzela.

Slide 33:

Recorria-se também à importação de escravos africanos … …descobre-se São Tomé e Príncipe , na zona do golfo da Guiné. Em 1471-72… O clima muito quente e húmido… …era desfavorável e insalubre para os Europeus. utilizados nas plantações de cana-de-açúcar.

Slide 34:

D. João II e a rivalidade luso-castelhana http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_II_de_Portugal A concorrência dos navegadores castelhanos tornou-se um problema para Portugal . D. João II … … organizou uma frota destinada a proteger os territórios sobre os quais julgava ter direitos… …e em 1479-80, assinou o Tratado de Alcáçovas-Toledo com Castela.

Slide 35:

O que ficou definido no Tratado de Alcáçovas – Toledo? Definiam-se as zonas de exploração reservadas a cada um dos países.  A linha divisória era um paralelo que passaria a sul das ilhas Canárias:  todos os territórios a descobrir a sul dessa linha seriam portugueses…  …a norte, castelhanos. CASTELHANOS PORTUGUESES

Slide 36:

Através deste tratado Portugal obtinha o reconhecimento do seu domínio sobre a ilha da Madeira , o Arquipélago dos Açores , o de Cabo Verde e a costa da Guiné , enquanto que Castela recebia as ilhas Canárias . Estabelecido o acordo… D. João II tratou de intensificar os descobrimentos ao longo da costa de África.

Slide 37:

…e deu ordens para que fossem executados todos os navegadores não portugueses que se aventurassem na área reservada a Portugal. Para fazer respeitar o acordo… D. João II mandou ainda instalar artilharia nas nossas caravelas…

Slide 38:

A descoberta da América Desembarque de Cristóvão Colombo nas Antilhas (1492)

Slide 39:

Impedidos de prosseguir a expansão para sul das Canárias… os Reis Católicos, Isabel de Castela e Fernando de Aragão …aceitaram o projecto de descobrimento de novas terras proposto por Cristóvão Colombo Este pretendia atingir a Índia navegando directamente para Ocidente … …baseando-se em cálculos que o levaram a crer que a Terra era mais pequena do que é na realidade.

Slide 40:

Cristóvão Colombo Terá apresentado o projecto a D. João II não lhe deu seguimento… D. João II …tinha indicações seguras de poder atingir a Ásia contornando o continente africano .

Slide 41:

Em 1492… Cristóvão Colombo Piloto genovês ao serviço de Espanha… …chegou ao arquipélago das Antilhas junto à América Às novas terras chamou “Índias Ocidentais" por estar convencido que tinha alcançado a Índia por Ocidente .

Slide 42:

Quando Cristóvão Colombo chegou à actual América pensava ter chegado à Índia por ocidente, por isso, chamou índios aos habitantes destas terras. Pela mesma razão ainda hoje se designam as ilhas do Caribe como índias Ocidentais . Quanto ao termo América , ele deve-se ao navegador Américo Vespúcio , um italiano que realizou várias viagens a este território, isto fez com que um cartógrafo, em 1507, assinalasse este "novo continente" com o nome América . Curiosidades

Slide 43:

O Tratado de Tordesilhas

Slide 44:

De imediato, D. João II reivindicou o direito a essas ilhas , pelo facto de se situarem na área atribuída a Portugal pelo tratado de Alcáçovas-Toledo . Mas as duas Coroas não se entenderam. Finalmente, em 1494… …foi assinado entre os dois reinos ibéricos o Tratado de Tordesilhas, que estabelecia:  A divisão d o mundo em duas grandes áreas de navegação e de comércio exclusivos de Portugal e de Espanha (teoria do mare clausum );  Portugal tinha direito às terras descobertas e a descobrir a oriente de um meridiano que passava a 370 léguas a oeste de Cabo Verde;  à Espanha cabiam as terras situadas a ocidente desse meridiano. os territórios descobertos por Colombo a favor de Espanha encontravam-se a sul do paralelo das Canárias e, como tal, deveriam pertencer a Portugal. Os Reis Católicos não o aceitaram, propondo a D. João II um novo acordo.

authorStream Live Help