Dia da Mulher

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

Comemoração do Dia Internacional da Mulher. Apresentação dos alunos do 9º ano Avis.

Comments

Presentation Transcript

Comemoração do Dia Internacional da Mulher Portuguesas Célebres:

Comemoração do Dia Internacional da Mulher Portuguesas Célebres 1 http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Internacional_da_Mulher 8 de Março A ideia da existência de um dia internacional da mulher surge na viragem do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e da Primeira Guerra Mundial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. Motivos: - As condições de trabalho, insalubres e perigosas. Esta apresentação é da responsabilidade de seis alunos do 9º ano, que a dedicam a todas as Mulheres da Escola.

Deu la Deu Martins:

Deu la Deu Martins -Deu la Deu Mandou reunir os últimos pães e atirou-os do alto das muralhas aos inimigos, gritando que se quisessem mais, só teriam de pedir, iludindo assim os castelhanos. -Os galegos, convencidos de que dentro das muralhas de Monção havia fartura e que resistiriam por muito tempo, abandonaram o cerco. 2 -Heroína portuguesa da vila de Monção ( séc.XIV ), era casada com o alcaide-mor da vila. -Monção foi cercada pelos Castelhanos em 1368. A fome reinava e o sitiante parecia disposto a esperar e obter a rendição.

Padeira de Aljubarrota :

Padeira de Aljubarrota Brites de Almeida Nasceu em 1350. Contexto: crise de 1383-1385. A lenda conta Brites era uma mulher corpulenta. Após a batalha de Aljubarrota, quando Brites voltou a casa após participar nas escaramuças, tendo encontrado a porta fechada, desconfiou da presença de inimigos e entrou alvoroçada à procura de castelhanos. Encontrou sete homens dentro do seu forno, escondidos. Mandou-os a sair e renderem-se, vendo que eles não respondiam e fingiam dormir ou não entender, deu-lhes com a sua pá, matando-os. João Varela 9º Ano 3

Rainha Santa Isabel:

Rainha Santa Isabel Era filha do rei Pedro III de Aragão. Em 1282 com 12 anos , Isabel casou-se com D. Dinis do casamento nasceu D. Afonso IV (futuro rei). 4 Isabel terá sido uma rainha muito piedosa , passando grande parte do seu tempo em oração e ajuda aos pobres. Ainda em vida começou a gozar da reputação de santa , tendo esta fama aumentado após a sua morte. Foi beatificada pelo Papa Leão X em 1516.

Rainha Santa Isabel:

Rainha Santa Isabel “levava uma vez a Rainha santa moedas no regaço para dar aos pobres(...) Encontrando-a el-Rei lhe perguntou o que levava, (...) ela disse, levo aqui rosas. E rosas viu el-Rei não sendo tempo delas.” Crónica dos Frades Menores , Frei Marcos de Lisboa, 1562 5

Rainha D. Leonor:

Rainha D. Leonor Casa com o primo D. João II de Portugal, o Príncipe Perfeito. Praticou constantemente a caridade alcançou o epíteto de Princesa Perfeitíssima. Patrocinou obras religiosas, e de assistência aos pobres : encorajou, fomentou e financiou o projecto de Frei Miguel Contreiras de estabelecimento de Misericórdias geridas por irmandades em todo o Reino, notável iniciativa precursora em toda a Europa. 6 A rede de Misericórdias portuguesa chegou até aos nossos dias, sempre activa no papel social e caritativo a que a rainha a destinou. Apoiou D. Manuel na fundação do Hospital de Todos os Santos , no Rossio de Lisboa, o melhor hospital da Europa no seu tempo; e esteve ainda na origem da fundação do hospital termal das Caldas da Rainha , cuja construção e funcionamento custeou.

Maria da Fonte:

Maria da Fonte, é o nome dado a uma revolta popular ocorrida na primavera de 1846 contra o governo cartista presidido por António Bernardo da Costa Cabral, contra as novas leis de recrutamento militar, alterações fiscais e proibição de realizar enterros dentro de igrejas. Maria da Fonte André Milheiras 9º Ano 7 A instigadora dos motins iniciais terá sido uma mulher do povo chamada Maria , natural da freguesia de Fonte Arcada, que por isso ficaria conhecida pela alcunha de Maria da Fonte . Como a fase inicial da revolta teve uma forte componente feminina , acabou por ser esse o nome dado à revolta.

As sufragistas:

“As sufragistas” foram um grupo de mulheres e homens que decidiram criar um movimento pelo direito das mulheres ao voto. A primeira mulher a votar foi, Carolina Beatriz Ângelo , em 1911, a lei apenas permitia votar, cidadãos com mais de 22 anos que fossem chefes de família, sendo Carolina médica, mãe e viúva, pôde votar, causando assim uma grande polémica. Para evitar novo problema, foi modificado o direito, abrangente somente ao sexo masculino. As mulheres só tiveram direito de votar em 1931, mas apenas as que fossem chefes de família , ou seja: as viúvas, divorciadas, separadas com família própria e as casadas que tivessem os maridos no estrangeiro ou nas colónias, se tivessem o ensino secundário certificado. O Sufrágio universal feminino apenas foi alcançado depois do 25 de Abril. As sufragistas Joaquim Luzia 9º Ano

Maria Amália Vaz de Carvalho :

Maria Amália Vaz de Carvalho Nasceu em Lisboa no ano de 1847 e morreu a 1921 -Foi poetisa, ensaísta, biógrafa e escritora . - Primeira mulher a ingressar na Academia das Ciências de Lisboa. -A sua residência foi o primeiro salão literário de Lisboa , por onde passaram grandes nomes da literatura e da cultura portuguesa. Colaborou em jornais portugueses e brasileiros. Obras: - Uma Primavera de Mulher (1867). - Serões no Campo (1877). - Arabescos (1880). - Alguns Homens do Meu Tempo (1889). - Crónicas de Valentina (1890). - Figuras de ontem e de hoje (1902). - Vida do Duque de Palmela. -Contos para os Nossos Filhos (1886). Colaboração com o marido. João Alferes 9º Ano 9

Ana de Castro Osório:

Ana de Castro Osório Foi uma das fundadoras do Grupo Português de Estudos Feministas , em 1907, da Liga Republicana das Mulheres Portuguesas, em 1909, da Associação de Propaganda Feminista, em 1912, da Comissão Feminina ‘Pela Pátria’, em 1916, a partir da qual se formou, no mesmo ano, a Cruzada das Mulheres Portuguesas. Colaborou com o ministro da Justiça, Afonso Costa, na elaboração da Lei do Divórcio . É considerada a criadora da literatura infantil em Portugal , com a série de contos infantis Para as crianças . 10 Foi pioneira em Portugal na luta pela igualdade de direitos entre homem e mulher. Escreveu, em 1905, Mulheres Portuguesas , o primeiro manifesto feminista português .

Slide 11:

Nasceu em Elvas a 25 de Janeiro de 1867 e m orreu em Lisboa a 14 de Setembro de 1935. Foi uma das principais feministas portuguesas do século XX. Republicana convicta, foi médica obstetra, professora, publicista, pacifista, defensora dos animais e humanista portuguesa. Adelaide Cabete João Cordeiro 9º Ano Foi pioneira na reivindicação dos direitos das mulheres, e durante mais de vinte anos, presidiu ao Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas, nessa qualidade reivindicou para as mulheres o direito a um mês de descanso antes do parto . Em 1912 reivindicou também o direito ao voto feminino , sendo em 1933, a primeira e única mulher a votar a Constituição Portuguesa (em Luanda, onde viveu).

Slide 12:

Foi a primeira mulher a leccionar numa universidade portuguesa . Foi crítica literária, escritora, lexicógrafa e investigadora . Teve grande importância como mediadora entre a cultura portuguesa e a cultura alemã. Carolina Michaëlis João Cordeiro 9º Ano 12 Carolina Wilhelma Michaëlis de Vasconcelos, nasceu em Berlim em 1851. Morreu no Porto em 1925.

Slide 13:

Nasceu em Abrantes no ano de 1930 e morreu em Lisboa a 2004 Maria de Lourdes Ruivo da Silva Matos Pintassilgo foi engenheira química, dirigente eclesial e política . João Alferes 9º Ano Maria Lurdes Pintassilgo 13 Foi a única mulher que desempenhou o cargo de primeiro-ministro em Portugal , tendo chefiado o V Governo Constitucional , em funções de Julho de 1979 a Janeiro de 1980. Foi também a segunda mulher primeiro-ministro em toda a Europa, dois meses depois da tomada de posse de Margaret Thatcher .

Slide 14:

Amália foi a maior fadista do século XX, actriz de teatro de de cinema e também poeta. Como fadista correu o mundo. 1939 Estreia-se no Retiro da Severa, como fadista profissional. 1943 Primeira actuação no estrangeiro. Amália actuou em toda Europa e também nas Américas em Hollywood e Nova Iorque. Em 1996 parou de cantar devido a doença grave. Morreu em 1999 com 79 anos. Amália Rodrigues João Varela 9º Ano 14

Slide 15:

Rosa Maria Correia dos Santos Mota. Conhecida apenas por Rosa Mota, (n. Porto, 1958) é uma atleta portuguesa já fora de actividade. Tornou-se conhecida principalmente pelas suas prestações na Maratona , sendo considerada por muitos como uma das melhores corredoras do século XX nessa especialidade . Foi medalha de ouro em campeonatos da Europa, mundiais e jogos Olímpicos . 15 Rosa Mota

Parabéns a todas as Mulheres Obrigado pela Vossa Companhia:

Parabéns a todas as Mulheres Obrigado pela Vossa Companhia 16

authorStream Live Help