Evolução histórica da Tabela Periódica

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

Trabalho realizado por alunos de Física e Química, orientados pela professora Rosa Palma, e disponibilizado para ser divulgado na Semana da Cultura Científica, 2015. Biblioteca da Escolam Secundária Dr. Jorge Augusto Correia, Tavira,Portugal

Comments

Presentation Transcript

Evolução histórica da Tabela Periódica:

Evolução histórica da Tabela Periódica Química – 10.ºA3

Slide2:

Como surgiu a Tabela Periódica atual?

Slide3:

Um pré-requisito necessário para a construção da Tabela Periódica foi a descoberta individual dos elementos químicos. Desde a antiguidade, já eram conhecidos elementos como: O ouro A prata O estanho O ferro O cobre Em 1669, ocorreu a primeira descoberta científica de um elemento Henning Brand descobriu o fósforo .

Slide4:

A partir daí, muitos outros elementos foram sendo descobertos. Antes de 1800, eram conhecidos 34% dos elementos atualmente existentes. No século XIX, a percentagem aumentou para cerca de 75%. No século XX, descobriram-se os restantes.

Slide5:

Através da perceção de algumas regularidades no comportamento dos elementos até então descobertos, os cientistas começaram a procurar modelos para reconhecer as suas propriedades a desenvolver esquemas para a sua classificação e ordenação

Slide6:

A ordenação de John Dalton No início do século XIX, John Dalton, químico e físico inglês, listou os elementos cujas massas atómicas eram conhecidas, por ordem crescente de massa atómica.

Slide7:

A ordenação de John Dalton Esta lista não era esclarecedora…. Vários elementos que tinham propriedades semelhantes a halogéneos, por exemplo… tinham as massas atómicas muito separadas.

Slide8:

As tríades de Johann Dobereiner Em 1829, Johann W. Dobereiner, professor de Química numa universidade alemã, teve a ideia de agrupar os elementos em três, ou tríades. As tríades estavam separadas pelas massas atómicas, mas com propriedades químicas semelhantes. A massa atómica do elemento central da tríade seria a média das massas atómicas do primeiro e terceiro elementos.

Slide9:

As tríades de Johann Dobereiner Vários cientistas constataram, anos depois, que, para vários elementos, estes tipos de relações químicas se estendiam para além da tríade… A investigação também foi prejudicada devido ao facto de não serem conhecidos os valores rigorosos das massas atómicas.

Slide10:

O parafuso telúrico de Chancourtois Em 1862, Alexander Chancourtois propôs uma classificação dos elementos pela sua disposição na superfície de um cilindro. Os elementos dispunham-se sobre uma linha diagonal, formando um ângulo de 45º com a horizontal, formando uma espiral. Estavam ordenados por ordem crescente de massa atómica. Os elementos com propriedades semelhantes situavam-se na mesma linha vertical. Chancourtois foi o primeiro a reconhecer que propriedades semelhantes reaparecem a cada sete elementos.

Slide11:

Lei das Oitavas de Newlands Em 1863, John Newlands ordenou os elementos por ordem crescente de massa atómica e constatou que um dado elemento apresentava propriedades semelhantes ao oitavo elemento a contar a partir dele. Newlands chamou a esta relação Lei das Oitavas por analogia com as oitavas da escala musical. Esta Lei apenas funcionava corretamente para as duas primeiras oitavas, mas na terceira e nas seguintes não se verificava.

Slide12:

Tabela de Lothar Meyer e Mendeleev Em 1864, Julius Meyer estudou a relação entre o volume atómico dos elementos e as respetivas massas atómicas . Representou graficamente o volume atómico em função da massa atómica relativa e, através da curva obtida, conseguiu agrupar vários elementos em famílias. Chegou assim a uma classificação periódica dos elementos que tinham propriedades semelhantes.

Slide13:

Tabela de Lothar Meyer e Mendeleev Mais ou menos pela mesma altura, Mendeleev, químico russo, também procurou organizar os elementos de acordo com as suas propriedades. Criou uma carta para cada um dos elementos conhecidos. Cada carta continha: O símbolo do elemento A massa atómica As suas propriedades químicas e físicas. Colocando as cartas numa mesa, organizou-as Por ordem crescente das suas massas atómicas Agrupou-as em elementos com propriedades semelhantes

Slide14:

Tabela de Lothar Meyer e Mendeleev Mendeleev listou os elementos de uma linha ou coluna por ordem de massa atómica. Iniciou uma nova linha ou coluna quando as propriedades dos elementos se começavam a repetir. Formou-se o esboço da tabela periódica atual. Uma das razões para o sucesso da tabela foi o de deixar lacunas quando parecia que o elemento correspondente ainda não tinha sido descoberto. Mendeleev conseguiu prever propriedades de elementos químicos que ainda não tinham sido descobertos na sua época!

Slide15:

Tabela de Lothar Meyer e Mendeleev Mas por que foi Mendeleev considerado o “pai da tabela periódica” e não Meyer ? Meyer , em 1868, entregou a sua tabela a um colega para avaliação. Enquanto isso, Mendeleev deu a conhecer a sua tabela à comunidade científica, em 1869, e a de Meyer apenas ficou conhecida em 1870.

Slide16:

Tabela Periódica Atual O desenvolvimento dos modelos atómicos e da teoria quântica permitiram chegar à configuração atual da Tabela Periódica. A tabela foi sendo ampliada à medida que novos elementos foram sendo descobertos. Hoje em dia, a tabela tem 118 elementos, dispostos em linha horizontais (períodos) e verticais (grupos) Os elementos com propriedades semelhantes ficam nas mesmas colunas – grupos ou famílias. Em alguns grupos, os elementos têm propriedades muito semelhantes: Metais alcalinos Metais alcalino terrosos Halogénios Gases nobres etc

Slide17:

Tabela Periódica Atual Ao longo do tempo foram aparecendo representações alternativas da Tabela Periódica.

Slide18:

A Tabela Periódica tem muitas aplicações em: Química Física Biologia Engenharia Ciência dos Materiais

Slide19:

Trabalho realizado por: José Diogo, n.º14, 10.ºA3 Rafael Galveias, n.º19, 10.ºA3 Daniel Martins, n.º6, 10.ºA3 Professora: Rosa Palma Escola Secundária Dr. Jorge Augusto Correia Semana da Cultura Científica, 2015

authorStream Live Help