TUBERCULOSE

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

TUBERCULOSE :

TUBERCULOSE

TUBERCULOSE :

TUBERCULOSE É um problema de saúde prioritário no Brasil, que junto com 21 países possuem 80% dos casos. Estima-se que a cada ano 100 mil novos casos são detectados. Esse número vem aumentando após o aparecimento da AIDS.

AGENTE ETIOLÓGICO:

AGENTE ETIOLÓGICO Mycobacterium tuberculosis, conhecido como bacilo de Koch (BK)

RESERVATÓRIO:

RESERVATÓRIO O principal reservatório é o homem .

MODO DE TRANSMISSÃO:

MODO DE TRANSMISSÃO É transmitida de pessoa a pessoa, através do ar. A fala, o espirro, e principalmente a tosse de um doente. São lançadas gotículas, de tamanho variados, contendo em seu interior o bacilo. As gotículas mais pesadas depositam-se rapidamente no solo, enquanto as mais leves podem permanecer em suspensão por horas.

PERÍODO DE INCUBAÇÃO:

PERÍODO DE INCUBAÇÃO Após o contato com a pessoa infectada transcorrem de 6 a 12 meses para a detecção das lesões primárias.

PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE:

PERÍODO DE TRANSMISSIBILIDADE A transmissão é plena enquanto o doente estiver eliminando bacilos, e não estiver iniciado o tratamento. Após iniciado o tratamento, a transmissão é reduzida gradativamente .

CURIOSIDADES:

CURIOSIDADES Contribuem para a evolução da doença: - Condições sócio-econômicas; Algumas condições médicas como diabetes, neoplasias, uso de drogas, soro positivo, desnutrição. Nem todos que são expostos ao bacilo adoecem. Deve ser oferecido o exame sorológico anti-HIV.

SINTOMAS:

SINTOMAS Febre baixa vespertina; Sudorese; Emagrecimento; Dor torácica; Tosse produtiva, com ou sem escarro com sangue

DIAGNÓSTICO:

DIAGNÓSTICO - Bacterioscópico: baciloscopia e cultura; - Radiológico.

TRATAMENTO:

TRATAMENTO É uma doença curável em 100% dos casos desde que sejam seguidas todas as orientações. Medicamentos utilizados no Esquema Básico: RIFAMPICINA (R) ISONIAZIDA (H) PIRAZINAMIDA (Z ) RHZ é usado nos 2 meses, depois RH nos 4 meses.

EFEITOS COLATERAIS:

EFEITOS COLATERAIS - Irritação gástrica; Náusea; Vômito; Dor abdominal.

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS:

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS A TB não apresenta variações cíclicas ou sazonais. A prevalência observada é maior em áreas de grande concentração populacional, condições precárias sócio-econômicas e sanitárias.

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA:

VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA O propósito é reduzir a transmissão do bacilo da tuberculose na população, através de diagnóstico precoce e tratamento adequado dos casos. Deve ser feita investigação epidemiológica em todos os contatos.

DEFINIÇÃO DO CASO:

DEFINIÇÃO DO CASO SUSPEITO: pessoa com sintomas sugestivo de TB CONFIRMADO: exame do escarro positivo e imagem radiológica sugestiva DESCARTADO: casos suspeitos mas que os resultados foram negativos , e confirmaram outra patologia

NOTIFICAÇÃO:

NOTIFICAÇÃO A unidade de saúde que descobre e inicia o tratamento é responsável pela notificação. SINAN – Sistema de Informações de Agravos de Notificação

IMUNIZAÇÃO:

IMUNIZAÇÃO A vacina BCG deve ser feita ao nascer de preferência na maternidade e confere proteção às formas de tuberculose. Aos 6 meses de vida se não houver cicatriz vacinal deve se fazer outra dose. Crianças HIV + assintomáticas poderão ser vacinadas.

authorStream Live Help