A sociedade humana como objeto de estudo

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

A sociedade humana como objeto de estudo.:

Pérsio Santos de Oliveira A sociedade humana como objeto de estudo.

O “menino selvagem” de Aveyron:

O “menino selvagem” de Aveyron Em 1797, um menino quase inteiramente nu foi visto pela primeira vez perambulando pela floresta de Lacaune,na França. Em 9 de janeiro de 1800, foi registrado seu aparecimento num moinho em Sant-Sernein, distrito de Aveyron. Tinha a cabeça, os braços e os pés nus; farrapos de uma velha camisa (sinal de algum contrato anterior com seres humanos) cobriam o resto do corpo. Sempre que alguém se aproximava, ele fugia como um animal assustado.

Slide 3:

Era um menino com cerca de 12 anos, tinha a pele branca e fina, rosto redondo, olhos negros e fundos, cabelos castanhos e nariz aquilino. Sua fisionomia foi descrita como graciosa; sorria involuntariamente e seu corpo estava coberto de cicatrizes. Provavelmente abandonado na floresta aos 4 ou 5 anos, foi objeto de curiosidade e provocou discussões acaloradas principalmente na França.

Slide 4:

Após sua captura, verificou-se que Victor (assim passou a ser chamado) não pronunciava nenhuma palavra e parecia não entender nada do que lhe falavam. Apesar do rigoroso inverno europeu, rejeitava roupas, e também o uso de camas, dormia no chão sem colchão. Locomovia-se apoiado nas mãos e nos pés, correndo como animais quadrúpedes.

Slide 6:

Victor se tornou um dos casos mais conhecidos de seres humanos criados em ambiente selvagens. Jean Étienne Esquirol e Philippe Pinel – afirmavam que o menino selvagem sofria de idiotia, uma deficiência mental grave.

Slide 7:

O psiquiatra Jean-Marie Gaspard Itard, não compartilhava da opinião dos colegas. Quais as consequências da privação do convívio social e da ausência absoluta de educação para a inteligência de um adolescente que viveu assim, separado de indivíduos de sua espécie?

Slide 8:

Itard acreditava que a situação de abandono e afastamento da civilização explicava o comportamento diferente do menino. O pesquisador descobriu que o isolamento social prejudica a sociabilidade do indivíduo. A sociabilidade é o que torna possível a vida em sociedade

Slide 9:

O caso do menino selvagem de Aveyron mostra que o ser humano é um animal social por excelência. Sua vida só adquire sentido na relação com outros seres humanos.

Entender a sociedade em que vivemos:

Entender a sociedade em que vivemos As relações entre os seres humanos, isto é, as relações sociais , constituem a base da sociedade. A forma pela qual essas relações ocorrem são fatos sociais e são eles que determinam o comportamento e a vida em sociedade. O estudo de como os seres humanos se relacionam na vida prática e afetiva, das formas pelas quais interagem uns com os outros , estabelecendo regras e valores, constitui a tarefa da Sociologia.

Objeto de estudo:

Objeto de estudo As sociologia caracteriza-se pelo estudo sistemático do comportamento social do ser humano. Dessa forma seu objeto de estudo é o ser humano em suas relações sociais. Envolve o estudo dos grupos e dos fatos sociais, da divisão da sociedade em classes e camadas, da mobilidade social, dos processos de cooperação, competição e conflito na sociedade etc.

Sociedade e Sociologia:

Sociedade e Sociologia O homem, apesar de ter sua individualidade, vive em sociedade. A sociedade é um agrupamento de pessoas que formam uma coletividade, uma comunidade, ou seja, é um conjunto de indivíduos que vivem num determinado lugar, que seguem as mesmas normas e têm valores semelhantes.

Disciplinas em que se dividem as Ciências Sociais:

Disciplinas em que se dividem as Ciências Sociais Sociologia A Sociologia é uma das ciências humanas que estuda a sociedade, ou seja, estuda o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam os indivíduos em associações, grupos e instituições. Enquanto o indivíduo na sua singularidade é estudado pela psicologia, a Sociologia tem uma base teórico-metodológica, que serve para estudar os fenômenos sociais, tentando explicá-los, analisando os homens em suas relações de interdependência. Economia Economia é a ciência social que estuda a produção, distribuição, e consumo de bens e serviços. O termo economia vem do grego para oikos (casa) e nomos (costume ou lei), daí "regras da casa (lar)." tem por objeto as atividades humanas ligados à produção,circulação,distribuição e consumo de bens. Antropologia (cuja origem etimológica deriva do grego άνθρωπος anthropos , (homem / pessoa) e λόγος (logos - razão / pensamento) é a ciência preocupada em estudar o homem e a humanidade de maneira totalizante, ou seja, abrangendo todas as suas dimensões. A divisão clássica da Antropologia distingue a Antropologia Cultural da Antropologia Biológica. Cada uma destas, em sua construção abrigou diversas correntes de pensamento. Ciência política Ciência política é o estudo da política — dos sistemas políticos, das organizações e dos processos políticos. Envolve o estudo da estrutura (e das mudanças de estrutura) e dos processos de governo — ou qualquer sistema equivalente de organização humana que tente assegurar segurança, justiça e direitos civis. Os cientistas políticos podem estudar instituições como corporações(ou empresas, no Brasil), uniões (ou sindicatos, no Brasil), igrejas, ou outras organizações cujas estruturas e processos de ação se aproximem de um governo, em complexidade e interconexão.

A longa marcha das Ciências Sociais:

A longa marcha das Ciências Sociais Deuses e heróis: As primeiras tentativas de compreender como as forças sociais funcionavam baseavam-se na imaginação, na fantasia, na especulação. Assim, certos fenômenos sociais eram explicados a partir da ação de seres mitológicos como deuses e heróis. Ex: na mitologia greco-romana.

Entre a filosofia e a religião:

Entre a filosofia e a religião Até o início da Idade Moderna, no século XV, as tentativas de explicar a sociedade foram muito influenciadas pela filosofia e pela religião; Os filósofos gregos foram os primeiros a estudar sistematicamente a sociedade humana; Na Idade Média, a reflexão teórica sobre a sociedade se deu entre pensadores ligados à Igreja Católica

Os pensadores renascentistas:

Os pensadores renascentistas Pensadores que abordavam os fenômenos sociais de maneira mais realista: Maquiavel, Tomas Morus, Erasmo de Roterdã , Thomas Hobbes e etc. Vico e a Nova Ciência “O mundo social é, com toda certeza, obra do homem” Jean-Jacques Rousseau “O homem nasce puro, a sociedade é que o corrompe”

Marx, Weber e Durkheim:

Marx, Weber e Durkheim Três pensadores podem ser considerados os pais da Sociologia: Karl Marx (1818-1883), Max Weber (1864-1920) e Émile Durkheim (1858-1917). Eles deram dimensão científica à disciplina e, de modo mais sistemático, começaram a estudar as formas de organização e as regras de funcionamento das sociedades humanas, procurando determinar as normas que regem as relações sociais, o que implicou a análise das instituições e dos comportamentos sociais, bem como da ideologia, da cultura e das relações de trabalho que se construíram no mundo capitalista.

TRIOLOGIA CLÁSSICA DA SOCIOLOGIA :

TRIOLOGIA CLÁSSICA DA SOCIOLOGIA

Émile Durkheim:

Émile Durkheim O francês Émile Durkheim , um dos fundadores da sociologia moderna, utilizou métodos científicos para realizar o estudo dos grupos sociais. Durkheim acreditava que os indivíduos são o produto de forças sociais complexas e não podem ser entendidos fora do contexto social em que vivem. Formulou o termo consciência coletiva para descrever o caráter de uma sociedade particular. De acordo com Durkheim , esta consciência coletiva difere totalmente das consciências individuais que a formam. Aplicando este conceito em sua obra O suicídio: um estudo sociológico (1897), Durkheim tentou demonstrar as razões pelas quais os indivíduos cometem suicídio. Analisando as taxas de suicídio, chegou à conclusão de que este ato é produto de um profundo conflito relacionado com o meio social exterior.

Max Weber:

Max Weber Essa racionalização através do , entendida como uma "ascese intramundana " — isto é, uma visão de mundo que propõe a iluminação através da santificação de cada ato particular do cotidiano —, abre um campo para o enaltecimento do trabalho, visto como a marca da santificação. É essa característica que permite a articulação entre a ética protestante, por um lado, e o espírito do capitalismo, por outro. Weber também é conhecido pelo seu estudo da burocratização da sociedade. No seu trabalho, Weber delineia a famosa descrição da burocratização como uma mudança da organização baseada em valores e acção (a chamada autoridade tradicional) para uma organização orientada para os objectivos e acção (chamada legal-racional). O resultado, segundo Weber, é uma "noite polar de frio glacial" na qual a crescente burocratização da vida humana a coloca numa gaiola de metal de regras e de controlo racional. Seus estudos sobre a burocracia da sociedade tiveram grande importância no estudo da Teoria da Burocracia , dentro do campo de estudo da administração de empresas Max Weber morreu de pneumonia em Munique , Alemanha, a 14 de Junho de 1920 .

Max Weber :

Max Weber Foi, juntamente com Karl Marx , Vilfredo Pareto e Emile Durkheim , um dos modernos fundadores da Sociologia. É conhecido sobretudo pelo seu trabalho sobre a Sociologia da religião. De importância extrema, Max Weber escreveu a Ética protestante e o espírito do Capitalismo . Significante, também, é o ensaio de Weber sobre a política como vocação. Weber postula ali a definição de estado que se tornou essencial no pensamento da sociedade ocidental: que o estado é a entidade que possui o monopólio do uso legítimo da ação coerciva. Quanto às relações entre a cultura protestante e o "espírito do capitalismo", pode-se dizer, de maneira esquemática, que estão relacionadas principalmente com a doutrina da predestinação e da comprovação — entendidas aqui, respectivamente, como a idéia de que Deus decretou o destino dos homens desde a criação. Há certos elementos atenuantes que permitem ao crente cometer certos deslizes, para os protestantes, sobretudo os calvinistas, a exigência de uma comprovação de que se é eleito impõe vastas restrições à liberdade do fiel, de modo a levar a uma total racionalização da vida.

Karl Marx:

Karl Marx Karl Heinrich Marx ( Tréveris , 5 de maio de 1818 — Londres , 14 de março de 1883 ) foi um intelectual alemão considerado um dos fundadores da Sociologia . Também podemos encontrar a influência de Marx em várias outras áreas tais como: filosofia , economia , história já que o conhecimento humano, em sua época, não estava fragmentado em diversas especialidades da forma como se encontra hoje. Teve participação como intelectual e como revolucionário no movimento operário, sendo que ambos (Marx e o movimento operário) influenciaram uns aos outros durante o período em que o autor viveu. Atualmente é bastante difícil analisar a sociedade humana sem referenciar-se, em maior ou menor grau, à produção de K. Marx, mesmo que a pessoa não seja simpática à ideologia construída em torno de seu pensamento intelectual, principalmente em relação aos seus conceitos econômicos. Principais temas Modo de produção , mais-valia , acumulação primitiva , materialismo histórico , luta de classes , materialismo dialético