em_familia_ciclo2_5fev08

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1: 

1 Indicações para utilização dos materiais Em Família CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA Foi nossa intenção, ao produzir estes materiais, abordar de forma integrada os domínios da Linguística Textual, da Semântica, da Sintaxe e das Classes de Palavras. Em vez de ilustrar os conceitos e termos com frases avulsas, optámos por construir um pequeno texto que descrevesse uma situação num mundo «inventado» com palavras, que evoca uma cena familiar que nunca existiu na realidade, mas que surge aos olhos do leitor como verdadeira. 6.º ano

Slide 2: 

2 Percurso didáctico (6.º ano) Termos que constam do Programa 2CEB e/ou do CNEB Termos que não constam do Programa 2CEB nem do CNEB 6.º ano

Slide 3: 

3 Maria entra na sala de mansinho. Ninguém a vê. Ninguém a ouve. Ninguém se mexe. A mãe continua a olhar distraidamente para a televisão. O pai assiste a um jogo de futebol e rabuja em surdina contra o árbitro. Estão num outro mundo. Maria desiste e vai para o seu quarto. Mas a avó, que tinha estado a dormir numa cadeira de braços e parecia adormecida, abre os olhos, põe os óculos e lança-lhe um grande sorriso. Maria corre. Abraça-a. Agora sim, ela está muito feliz. Em Família Imagem digital de Alice Geirinhas A.CC F.BV 6.º ano 6.º ano

Slide 4: 

4 Quando combinamos as palavras de acordo com as regras da língua e com o que sabemos das coisas, construímos frases que têm sentido para nós e para aqueles com quem estamos a comunicar, oralmente ou por escrito. 1.1. Das quatro combinações de palavras que se apresentam a seguir, só uma delas forma uma frase correcta e aceitável. Qual? ACTIVIDADE 1 A Maria abraçou-se contra a avó. A avó parecia adormecida. A cadeira adormece na sala. Na avó estava a cadeira. R:_______________________________________________________ 1.2. Explica por que razão não consideraste como frases correctas e aceitáveis as outras três combinações de palavras. Observação/desenvolvimento de: Frase (relação entre estrutura e sentido): valores semânticos dos nomes valor semântico da preposição 6.º ano

Slide 5: 

5 1.3. Faz, nos exemplos dados, as alterações necessárias para obteres frases correctas e aceitáveis. Regista-as no quadro. ACTIVIDADE 1 Observação/desenvolvimento: Frase: ligações entre frases frase simples vs frase complexa frase em discurso directo 1.4. Reescreve duas dessas frases de modo que formem uma só, que continue a fazer sentido._____________________________________________________________ Observa que as frases do texto são todas do mesmo tipo. 1.5. Identifica-o. _____________________________________________________ 1.6. Acrescenta ao texto duas frases, uma de tipo imperativo, outra declarativa, na forma negativa. Procura respeitar o sentido global do texto. 6.º ano

Slide 6: 

6 ACTIVIDADE 2 O texto evoca uma cena familiar. Para produzi-lo utilizámos nomes, verbos e outras classes de palavras. Observa que, por vezes, nele são usadas palavras que se referem aos nomes ou que os substituem. Observação/desenvolvimento: Pronomes: subclasses pronome pessoal: formas tónicas e átonas; funções* sintácticas respectivas * Este tópico exige tratamento prévio ou integrado das noções de complemento directo, indirecto e oblíquo. 2.1. Completa: As palavras a (“Ninguém a vê”), -lhe (“…lança-lhe um sorriso”) e ela (“…ela está muito feliz”) dizem respeito à mesma pessoa, à _____________. 2.2. Completa: Para referir globalmente as pessoas presentes na sala que não deram pela entrada da menina, foi usada uma só palavra: __________. Regista que as palavras que se referem aos nomes, ou que os substituem, são os PRONOMES. 6.º ano

Slide 7: 

7 ACTIVIDADE 3 Vimos que, na frase, as palavras se organizam em grupos: GRUPO NOMINAL, o que se constitui em torno de um nome; GRUPO VERBAL, o que tem o verbo como principal constituinte, etc. Um grupo pode ser formado por um ou por vários elementos. Observa o quadro abaixo, com três grupos retirados do texto. 3.1. Completa: Todos os seus constituintes são grupos ____________, porque têm como elementos principais os nomes __________, _________ e _______. Junto a cada um desses constituintes, só num dos exemplos dados existe um outro constituinte: _______________. Regista que esse constituinte pertence à classe dos ADJECTIVOS, palavras que geralmente referem uma qualidade, uma característica ou atributo da entidade referida pelo nome. Observação/desenvolvimento: Grupo nominal – composição Adjectivo – posição relativamente ao nome 6.º ano

Slide 8: 

8 ACTIVIDADE 3 3.3. Observa de novo o texto e verifica se nele existem outros adjectivos. Regista a conclusão a que chegaste. ________________________________________________________________ __________________________________________________ __________________________________________________ 3.2. Escreve, no quadro abaixo, alguns adjectivos que se ajustem aos mesmos nomes: Observação/desenvolvimento: Adjectivo: flexão valor adjectival do particípio passado estruturas que podem ocorrer no lugar dos adjectivos, com a mesma função (“óculos de lentes grossas”, sorriso que a tranquilizou”) o adjectivo como predicativo 6.º ano

Slide 9: 

9 ACTIVIDADE 4 Recorda que o verbo é uma classe aberta de palavras que flexiona em tempo, modo, pessoa e número e que constitui o elemento base do grupo verbal. 4.1. Sublinha o verbo nas seguintes frases. Regista: nessas frases, o grupo verbal é formado só por um verbo que comanda a organização da frase e, por isso, se chama VERBO PRINCIPAL. Há contudo, no interior do grupo verbal, alguns verbos que precedem outros e que os ajudam na formação de tempos compostos ou para acrescentar informação à que o verbo contém. São os VERBOS AUXILIARES. 4.2. Completa: Nos exemplos abaixo, os verbos “continuar”, “ter” e “estar” são usados como verbos auxiliares dos verbos principais ________ e ________. Observa que, numa mesma frase (2), pode haver mais do que um verbo auxiliar (“ter”, “estar”). Observação/desenvolvimento: verbo principal e verbo auxiliar (subclasses) 6.º ano

Slide 10: 

10 ACTIVIDADE 5 Observa agora outras frases, também retiradas do texto. Verifica que, em todas elas, os verbos utilizados são verbos principais, mas que há diferenças entre esses verbos. 5.1. Atenta nessas diferenças e completa: Há uma frase em que o verbo tem um sentido bem definido, que se basta a si próprio, a n.º ______. Há duas frases em que o verbo tem um sentido bem definido, mas que exige outro grupo, como seu COMPLEMENTO, as n.º _______ e _______. Há ainda uma frase, a n.º ____, em que é o constituinte seguinte que desempenha a função que nas outras frases compete aos verbos. Por isso, esse constituinte é designado por PREDICATIVO DO SUJEITO. Regista: há outros verbos que, como “estar”, exigem um predicativo do sujeito (ser, permanecer, ficar, parecer…). Observação/desenvolvimento: Verbos principais (subclasses) Complemento do verbo Predicativo do sujeito 6.º ano

Slide 11: 

11 ACTIVIDADE 5 Atenta, em seguida, nas frases do quadro abaixo, todas elas com verbos do tipo descrito em 5.1. a) e b). 5.2. Indica, de entre essas frases, o número daquela(s) em que o predicado é constituído: a) apenas pelo verbo _______________________. b) pelo verbo seguido de um complemento ____________________. c) pelo verbo seguido de dois complementos ____________________. 6.º ano

Slide 12: 

12 ACTIVIDADE 5 Verifica que esses complementos são exigidos pelo verbo para que a frase faça sentido ou tenha sentido completo. Por isso, também podemos afirmar que são constituintes obrigatórios do grupo verbal. Regista que: - aos verbos que exigem complementos, chamamos VERBOS TRANSITIVOS; - aos verbos que não exigem esses complementos, chamamos VERBOS INTRANSITIVOS. Atenção: nota que, no texto, há frases em que os verbos parecem intransitivos, mas em que o contexto ajuda a recuperar o complemento: – “Maria desiste” (de falar com os pais/de chamar a atenção dos pais/da conversa com os pais, etc.). – “Maria corre” (para junto da avó; até à avó). Observação/desenvolvimento: Verbos transitivos: transitivos directos; transitivos indirectos; transitivos directos e indirectos; transitivos predicativos Complementos: directo, indirecto, oblíquo. 6.º ano

Slide 13: 

13 ACTIVIDADE 6 Temos focado a atenção nas palavras que formam o núcleo do grupo nominal e do grupo verbal e nas respectivas funções. Vamos agora observar outra classe de palavras e as funções que pode desempenhar na frase. Observa que, no primeiro parágrafo do texto, há palavras ou sequências de palavras equivalentes a uma só (locuções) que acrescentam e modificam a informação dada pelo verbo. 6.1. Transcreve-as, na coluna A da tabela. 6.2. Experimenta substituí-las por outros advérbios (em -mente), com um sentido aproximado ao que têm no texto, e escreve-as na coluna B da mesma tabela. Regista que essas palavras, que fazem parte do grupo verbal, pertencem à classe dos ADVÉRBIOS (ou das LOCUÇÕES ADVERBIAIS). Observação/desenvolvimento: Advérbio: modificador do grupo verbal formação dos advérbios em -mente 6.º ano

Slide 14: 

14 6.3. Regista que os advérbios ou locuções do mesmo tipo, que fazem parte do grupo verbal como seus modificadores, são designados por ADVÉRBIOS DE PREDICADO. 6.4. Acrescenta outros advérbios ou locuções aos grupos verbais abaixo apresentados. ACTIVIDADE 6 Observação/desenvolvimento: valores de sentido dos advérbios de predicado: modo, tempo, lugar outras subclasses do advérbio 6.º ano

authorStream Live Help