texto narrativo

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Texto literário: componentes da narrativa :

Texto literário: componentes da narrativa

Selecione uma das opções::

Selecione uma das opções: Ação Contexto espacial Contexto temporal Narrador Personagem

Ação:

Ação Ação n.f. Sucessão de acontecimentos que compõe uma narrativa.= ENREDO Dicionário Escolar 2. º Ciclo de Português, Texto Menu

Ação:

Ação A ação é um conjunto dos acontecimentos relatados pelo narrador. Normalmente, a ação desenvolve-se de acordo com a seguinte estrutura : Situação inicial – momento em que é feita uma breve apresentação das personagens e os acontecimentos são situados no espaço e no tempo; 2. Problema ou complicação – momento em que surge um obstáculo/ problema que terá de ser ultrapassado/ solucionado pela(s) personagens; 3. Resolução - momento em que o obstáculo é ultrapassado ou o problema é resolvido. Menu

Contexto espacial:

Contexto espacial Espaço n.m. Lugar ou lugares onde se desenrola uma ação. Dicionário Escolar 2.º Ciclo de Português, Texto Menu

Contexto espacial:

Contexto espacial Exemplo: “Vista do alto das colinas floridas a cidade erguia no céu azul os seus telhados vermelhos, as suas torres, os seus campanários, as suas cúpulas. O Cavaleiro atravessou a velha ponte sobre o rio , a ponte ladeada de pequenas lojas (...). Depois foi através das ruas rodeadas de palácios, atravessou as largas praças e viu as igrejas de mármore preto e branco com grandes portas de bronze esculpido. (...)” O Cavaleiro da Dinamarca , Sophia de Mello Breyner Andresen Menu

Contexto temporal:

Contexto temporal Tempo n.m. Variação verbal que indica o momento em que a ação decorre . Tempo da ação. Dicionário Escolar Secundário Português, Texto Menu

Contexto temporal:

Contexto temporal Exemplo: “O Dr. Inventino , desesperado, sentia-se o homem mais infeliz do mundo. Mas não podia desistir. Era preciso inventar uma máquina da felicidade. Como teria de ser ela? Três dias se fechou no gabinete a pensar. Até que descobriu. Ia fazer uma máquina tão desagradável, tão horrenda, tão brutal, que qualquer pessoa se sentiria feliz ao abandoná-la. Em três meses a construiu e, para a experimentar, resolveu meter-se a si próprio lá dentro.” Crime no Expresso do Tempo , Luísa Ducla Soares Menu

Narrador:

Narrador Narrador,a adj. e n. Que ou quem conta uma história. N arrador n.m. Ser imaginário criado pelo autor, que tem a função de contar a história. Narrador ausente da ação ou não participante aquele que se limita a contar a história, sem participar nela como personagem . Narrador presente na ação ou participante aquele que participa na história como personagem. Dicionário Escolar 2.º Ciclo de Português, Texto Menu

Narrador:

Narrador Exemplo de narrador ausente da ação ou não participante: “Mas Zorbas [Ele] , que naquela altura era assim como uma bolinha de carvão, saiu do cesto. Queria provar uma daquelas cabeças de peixe. E também queria ver um pouco do mundo.” História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar , Luis Sepúlveda Exemplo de narrador presente na ação ou participante : “Quando cheguei a casa, o meu pai já tinha vindo do consultório. Chamou-me da sala e perguntou-me o que queria de presente. Eu vinha ainda atordoada e não respondi . Disse-me então para me sentar ao pé dele.” A Lua de Joana , Maria Teresa Maia Gonzalez Menu

Personagem:

Personagem Personagem n.m. ou f. Figura imaginária de uma obra de ficção. Personagem principal Papel fundamental numa obra de ficção. Personagem secundária Papel menor numa obra de ficção. Dicionário Escolar 2.º Ciclo de Português, Texto Menu

Personagem:

Personagem Exemplo de personagem principal: “Incendiado por uma faísca, o barco afundou-se. Só Ulisses escapou da morte, e, durante nove dias, errou ao sabor das vagas.” A Odisseia – Aventuras de Ulisses, Herói e Navegador da Grécia Antiga , João de Barros Exemplo de personagem secundária: “Nisto, surge o gigante [ Polifemo ]. Vinha carregado com um molho de lenha seca para aquecer a ceia. Ao entrar, atirou a lenha ao chão com tal ímpeto que logo ficámos [Ulisses e os seus camaradas] a tremer de susto.” A Odisseia – Aventuras de Ulisses, Herói e Navegador da Grécia Antiga , João de Barros Menu

authorStream Live Help