COXA

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

XVII Curso Pós graduação em avaliação do dano croporal pós-traumático

Comments

Presentation Transcript

PowerPoint Presentation:

1. Anatomo-fisiologia

MÚSCULOS ARTICULAÇÕES VIZINHAS ALINHAMENTO ÓSSEO:

2. O exame médico sumário na avaliação do dano corporal nas sequelas das lesões da coxa MÚSCULOS ARTICULAÇÕES VIZINHAS ALINHAMENTO ÓSSEO

PowerPoint Presentation:

3. Principais lesões osteo-mio-ligamentares da coxa Evolução habitual Complicações possíveis Métodos de tratamento

PowerPoint Presentation:

4. Exames complementares

PowerPoint Presentation:

5. Estudo funcional global MÚSCULOS, FORÇA MUSCULAR MOBILIDADE DAS ARTICULAÇÕES VIZINHAS OSTEOPENIA, REMODELAÇÃO ÓSSEA

PowerPoint Presentation:

6.1 Quantificação do prejuízo anatomo -funcional - IPP (DT) 10 a 25 (TNI) 30 a 35 65 AMP. alta 60 Outra

PowerPoint Presentation:

6.2 Qualificação do Prejuizo Profissional (DT) Factor 1.5 IPATH IPA

PowerPoint Presentation:

7.1 - Nexo de causalidade São sete as condições clássicas para se estabelecer o nexo de causalidade entre traumatismo e dano, a saber: 1. Natureza adequada do traumatismo para produzir as lesões evidenciadas. 2. Natureza adequada das lesões a uma etiologia traumática. 3. Adequação entre a sede do traumatismo e a sede da lesão. 4. Encadeamento anátomo-clínico. 5. Adequação temporal. 6. Exclusão da pré-existência do dano relativamente ao traumatismo. 7. Exclusão de uma causa estranha ao traumatismo.

PowerPoint Presentation:

7.2 - Qualificação do quantum doloris Dor - da lesão - do procedimento terapêutico Vicissitudes - de evolução - complicações Gerais Locais

PowerPoint Presentation:

7.3 - A avaliação do dano estético Cicatrizes Dismetria Angulações Amiotrofia

PowerPoint Presentation:

7.4 - Quantificação do prejuízo anatomo -funcional ( D. Civil) – DFPIFP 60 pontos 55 pontos 50 pontos 40 pontos

PowerPoint Presentation:

DISMETRIA 1 a 3 cm………….2 a 3 pontos 3 a 5 cm………….4 a 5 pontos Superior a 5 ……6 a 8 pontos 7.4 - Quantificação do prejuízo anatomo -funcional (D. Civil) – DFPIFP

PowerPoint Presentation:

7.5 - Discussão das situações de agravamento e do dano futuro Consolidação viciosa - 31,7% da totalidade dos caso de dano futuro ficaram a dever-se a consolidação viciosa pós traumática. Encurtamento e mau alinhamento diafisário significativo após fracturas diafisárias, em regra do membro inferior. Nos casos de encurtamento o dano futuro foi considerado improvável em todas as fracturas diafisárias do adulto, nas quais a dismetria foi inferior a 1,5 centímetros (5,7% da totalidade dos casos revistos). Sempre que o encurtamento atingiu o membro inferior e oscilou entre os 1,5 e 2,5 centímetros, o dano futuro foi valorizado de forma moderada (10,6% da totalidade dos casos de dano futuro).

PowerPoint Presentation:

7.5 - Discussão das situações de agravamento e do dano futuro Consolidação viciosa (cont.) - A dismetria foi considerada já suficientemante significativa para ter uma repercussão sobre o equilíbrio da bacia, diminuindo a cobertura da cabeça femural do lado normal e desviando o raquis numa atitude escoliótica que, com o tempo, se estruturaliza justificando um agravamento da taxa da incapacidade permanente parcial entre os 5 e 10%. No membro inferior do adulto os encurtamentos superiores a 2,5 centimetros (8,4% da totalidade dos casos de dano futuro) foram considerados de forma segura e insofismável causas de agravamento a médio prazo quantificado de forma mais significativa (entre 7% e 15%).

PowerPoint Presentation:

7.5 - Discussão das situações de agravamento e do dano futuro Nas fracturas diafisárias do membro inferior com desvio entre 10 e 15 graus (7,3% da totalidade dos casos de dano futuro), o agravamento do dano após a consolidação foi valorizado de forma moderada. Este desvio foi julgado já suficientemante significativo para ter uma repercussão sobre as articulações subjacentes, desiquilibrando a linha de carga e justificando um agravamento da taxa da incapacidade permanente parcial entre os 5% e 10% . No caso de desvios axiais superiores a 15 graus nos membros inferiores do adulto (5,4% da totalidade dos casos de dano futuro) o agravamento foi valorizado de forma mais significativa (entre 7% e 15%). Em cerca de um quarto de todas as situações de consolidação viciosa (22,5%) associavam-se dois ou mais factores de dismofirmo .

PowerPoint Presentation:

Função profissional avaliada Execução das tarefas inerentes ao posto de trabalho Execução das tarefas inerentes ao posto de trabalho Exercício da profissão habitual Exercício de toda e qualquer outra profissão Compatibilidade entre Dis-função/Deformidade da coxa e a função profissional Disfunção/Deformidade da coxa e posto de trabalho - totalmente compatível Dor/Disfunção/ Deformidade da coxa e posto de trabalho - parcialmente compatível Dor/Disfunção/ Deformidade da coxa e profissão habitual - incompatível Dor/Disfunção/ Deformidade da coxa incompatível com toda as profissões Conclusão É compatível com o exercício da profissão Exige esforços suplementares no exercício da profissão É impeditivo da profissão habitual embora compatível com outras profissões na área da sua preparação técnico-profissional É impeditivo da profissão habitual assim como de outras profissões na área da sua preparação técnico-profissional 7.6 – Repercussão na actividade profissional

PowerPoint Presentation:

7.7 – Repercussão na actividade desportiva e de lazer Prejuízo das actividades de lazer Prejuízo da actividade desportiva - Retomada dos desportos sem restrições - Possíveis os desportos leves (natação e corrida, etc) mas desportos mais violentos impossíveis - Dificuldade em todos os desportos - Impossível qualquer desporto Amputação pela coxa Prejuízo da actividade desportiva

PowerPoint Presentation:

7.8 – Dependências

authorStream Live Help