Jornadas ADEP 2012

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

Jornadas de Cultura Espírita Óbidos - Portugal http://www.adeportugal.org

Comments

Presentation Transcript

PowerPoint Presentation:

Grupo de evangelização Infanto –juvenil do cce

PowerPoint Presentation:

VICENTE

PowerPoint Presentation:

Daniel

PowerPoint Presentation:

João Tiago

PowerPoint Presentation:

Susana

PowerPoint Presentation:

DIANA

PowerPoint Presentation:

FRANCISCO

PowerPoint Presentation:

RAQUEL

PowerPoint Presentation:

JOANA

PowerPoint Presentation:

João

PowerPoint Presentation:

RAFAEL

PowerPoint Presentation:

BEATRIZ

PowerPoint Presentation:

Gabriela

PowerPoint Presentation:

Filipa

PowerPoint Presentation:

RAFAEL

PowerPoint Presentation:

Matilde

PowerPoint Presentation:

Carolina

NÓS SOMOS CRIANÇAS!:

Nos segue a conversa, e de mansinho Chega perto de nós p'ra me beijar E nós cantamos Neste dia de esperança nós pensamos Em todos os meninos abandonados P'ra nunca mais sentirem solidão Também, há crianças Que vivem sem saber o amanhã Vítimas da guerra Com fome e sem saber a quem chamar mamã De todas elas vamos lembrar Agradecer a Deus, podermos aqui estar Brincando alegremente E poder cantar E nós cantamos Neste dia de esperança nós pensamos Em todos os meninos abandonados P'ra nunca mais sentirem solidão NÓS SOMOS CRIANÇAS ! Nós, somos crianças, Vivemos na esperança de um mundo melhor E quando brincamos, Espalhamos a alegria em nosso redor Mais à noitinha, em nossa casa Pedimos a Jesus a doce graça De aliviar a dor ao nosso irmão Nós também sabemos, Que nem sempre fazemos o que deve ser Desobedecemos, E por vezes queremos o que não podemos ter Mas, tudo isso é sem maldade Queremos merecer o amor de verdade Que sempre, a toda a hora, nossos pais nos dão Quando chega a casa, cansado do trabalho, o meu pai me diz: "Senta-te ao meu lado, que eu vou-te contar o que hoje fiz“ E minha mãe, de olhar meiguinho, Bis Bis

PowerPoint Presentation:

Crise S.A. Depressão, Lda.

PowerPoint Presentation:

Crises económicas e Lutas sociais Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Francisco Curado

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais A dinâmica do Universo nem sempre corresponde às nossas expectativas. Uma perspectiva adequada é importante para evitar a frustração.

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais O Universo não evolui de forma linear Nem à micro, nem à macro-escala.

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais A evolução das sociedades humanas também não é linear As crises económicas e sociais evidenciam esta dinâmica

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais 784. A perversidade do homem é bastante intensa, e não parece que ele está recuando, em lugar de avançar, pelo menos do ponto de vista moral? Enganas-te. Observa bem o conjunto e verás que ele avança ... O Livro dos Espíritos

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Algumas tendências que parecem lineares, na verdade não o são Ciclos económicos Kitchin: 40 meses Juglar: 9-11 anos Kuznets: 15–25 years Kondriatieff: 45–60 (54) anos

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Os ciclos de período longo Quem se preocupa com os períodos longos? A perspectiva temporal

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Crises económicas Talvez, mas as suas amplitudes e consequências poderiam ser mitigadas A perspectiva temporal São inevitáveis?

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Importância dos ciclos naturais Alimentos, Matérias primas e Energia Actividade solar: impactos no clima? Little Ice Age

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Crises e Lutas Sociais no passado Aprender com o passado: um exercício muito útil ... … mas muito pouco praticado

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Civilização Maia Período Clássico: 2000 AC - 900 DC Período pós-clássico: séc. X - XVI

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Escrita Arte Matemática Arquitectura Urbanismo Astronomia O calendário Maia e a natureza cíclica do tempo. Início em 3114 a.C. Civilização Maia

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Possíveis causas do(s) colapso(s) População excessiva e escassez de terras Guerras sucessivas entre reinos rivais Revoltas dos trabalhadores Excesso de trabalho e deficiências sociais Colapso do sistema comercial Secas prolongadas e problemas ecológicos Secas com uma periodicidade de ~208 anos Desflorestação – sobre-utilização das árvores usadas como combustível e para construção – erosão das terras Civilização Maia

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Sinais do colapso Guerras frequentes Lutas pela posse da terra Declíneo da população 90% a 99%após 800 d.C. Declíneo da arquitectura Declíneo da realeza e das instituições culturais e políticas Regresso a um estado social primitivo Civilização Maia

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais I lha da Páscoa Um paraíso em potencial? Recursos piscícolas escassos Fontes de água doce limitadas Um mundo isolado Localização: clima moderado Origem vulcânica: solos férteis

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Apogeu Ocupada ~900 d.C. Desenvolveu uma agricultura intensiva Sistemas de irrigação Atingiu uma integração política e religiosa ímpar Existia um chefe supremo Clãs competiam pacificamente na construção dos monumentos I lha da Páscoa

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Causas primárias da decadência Competição na construção de estátuas colossais Desflorestação aliada ao crescimento lento das árvores Erosão dos solos: agricultura deficiente Impossibilidade de emigrar Inaptidão dos chefes Competição exacerbada I lha da Páscoa

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Consequências da decadência Lutas entre clãs: destruição dos monumentos Extinção de todas as aves e árvores da ilha Diminuição drástica da população Fome: canibalismo Viver em cavernas I lha da Páscoa

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Planeta Terra: uma sociedade global Um mundo isolado no espaço Políticas de curto prazo Fragilidade ambiental Sobre-exploração de recursos Competição exacerbada Paralelos inquietantes

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Paralelos inquietantes Ausência de políticas de longo prazo Ausência de políticas globais

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Sinais perturbadores Fome e catástrofes ambientais Genocídios Conflitos sociais crescentes Violência e guerra civil

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais O Livro dos Espíritos 786. A História mostra-nos uma multidão de povos que após terem sido convulsionados recaíram na barbárie? Onde está nesse caso o progresso? - Quando a tua casa ameaça cair, tu a derrubas para a reconstruir de maneira mais sólida e mais cómoda; mas até que ela esteja reconstruída haverá desarranjos e confusões na tua morada.

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais 806. A desigualdade das condições sociais é uma lei natural? - Não; é obra do homem e não de Deus. O Livro dos Espíritos 806-a. Essa desigualdade desaparecerá um dia? - ... Não a vês desaparecer pouco a pouco, todos os dias?

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Sinais de mudança? Egipto Iémen Tunísia Bharein Síria Líbia

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Movimentos sociais em crescimento ONGs e voluntariado de âmbito local e global Aumento da consciência colectiva Sinais de esperança Amnesty International

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Tendemos a procurar soluções imediatas para problemas antigos mas tudo tem um tempo...

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita. Óbidos, 2012 Crises e lutas sociais Talvez seja chegado o tempo da reconstrução da “casa” ...

PowerPoint Presentation:

CRISES NATURAIS integração do ser humano com a natureza Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Cada um de nós é maior que qualquer crise. No passado já passámos por milhentas. Ao falarmos delas podemos também sorrir... No ventre de uma grávida 2 gémeos dialogam: - Tu acreditas numa vida após o parto? - Claro! Há de haver algo após o nascimento. Talvez estejamos aqui porque precisamos de nos preparar para o que seremos mais tarde... - Que tolice, não há vida após o nascimento. Afinal, como imaginas tu essa vida? Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

- Não sei exatamente, mas decerto haverá mais luz do que aqui. Talvez venhamos a caminhar com os nossos próprios pés e a comer com a nossa boca. - Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo – o cordão umbilical alimenta-nos. Além disso, andar não faz sentido, o cordão umbilical é tão curto! - Sinto que há algo mais. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui. - Mas nunca ninguém voltou de lá! O parto apenas encerra a vida. E, afinal de contas, a vida resume-se a uma angústia prolongada na escuridão. Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento... mas, com certeza, veremos a nossa mãe, e ela cuidará de nós… - Mãe? Acreditas em mãe ? Se existe, onde está? - Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela não existiríamos. - Eu não acredito! Nunca vi nenhuma mãe, por isso é claro que não existe. - Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, consigo ouvi-la a cantar, ou sinto-a a afagar o nosso mundo. Eu penso que, após o parto, a vida real espera por nós; e, de momento, estamos a preparar-nos para isso... Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

A seu tempo todas as dúvidas se desfazem

PowerPoint Presentation:

Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012 Poderão os factos mais simples revelar evidências complexas?

PowerPoint Presentation:

A crise da noite trouxe o dia A do dia trará a noite Todas têm o seu lugar na natureza… sem elas nunca funcionaríamos bem

PowerPoint Presentation:

LEI DA GRAVIDADE sentimos cedo o jugo aprendemos a andar, caímos, levantamos aprende-se a tirar partido dessa lei Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Num planeta instável a vida floresce Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Ganso indiano, Anser indicus wikipedia

PowerPoint Presentation:

… a vida supõe níveis de instabilidade crises soluções Problema? Oportunidade? futuro Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

A crise da flor

PowerPoint Presentation:

A crise da flor wikipedia

PowerPoint Presentation:

A crise da flor wikipedia

PowerPoint Presentation:

A crise da flor wikipedia

PowerPoint Presentation:

A crise da lagarta wikipedia

PowerPoint Presentation:

A crise da lagarta wikipedia

PowerPoint Presentation:

A crise da lagarta wikipedia

PowerPoint Presentation:

www.hummonnet.org Colibri-de-garganta-preta, Archilochus alexandri, migrador 9 cm envergadura Sudeste do Arkansas, EUA Faz ninho próximo de ninho de gaviões - abril/agosto Consegue melhor resultado. Afasta aves semelhantes a gaios e pegas que se alimentam dos seus ovos e crias nos ninhos. COLIBRI vrs GAVIÃO DE COOPER: afasta-se ou aproxima-se?

PowerPoint Presentation:

A crise do lobo casal alfa beta 1 beta 2 beta 3 ómega wikipedia

PowerPoint Presentation:

Crise: perturbação dos mecanismos de regulação de um sistema ocasião de crescimento criação de equilíbrio Quando os recursos pessoais são acionados, o stress vivido pela pessoa pode estimular a sua capacidade de adaptação e de reação  evolui positivamente stress pessoal Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

espiral inter-relações constantes Dinâmica evolutiva Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Lei do progresso EVOLUIR

PowerPoint Presentation:

crise coletiva individual Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012 Familiar Laboral Saúde Ambiente …

PowerPoint Presentation:

NOTICIÁRIO REPETITIVO SEDIMENTA IDEIAS E EMOÇÕES AUTONOMIA MENTAL Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Ter a noção de que… Sorriso não paga imposto Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012 Paz interior não é dádiva de outrem Podemos agir e não limitar-nos a reagir

PowerPoint Presentation:

pensamento vegetativo melhores sintonias afeto & sabedoria tempo Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, abril de 2012, JG evolução X

PowerPoint Presentation:

Pensamento depressivo melhores sintonias Ao acordar: «Poça, hoje é 2-feira… que frete!» Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, abril de 2012, JG

PowerPoint Presentation:

melhores sintonias Ao acordar: «Poça, hoje é 2-feira… Bem… quem sabe se não é hoje que vou descobrir uma ótima solução para o problema que ontem me preocupou?! Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

"Não pretendemos que as coisas mudem, se fazemos sempre o mesmo. A crise é a melhor bênção que pode ocorrer às pessoas e aos países, porque traz progresso. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, as descobertas e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si próprio sem ficar "superado". Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Quem atribui à crise os seus fracassos e penúria insulta o seu próprio talento e considera mais os problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para a superar.“ Albert Einstein Jornadas de Cultura Espírita – Óbidos, 21 e 22 abril 2012

PowerPoint Presentation:

Grato pela paciência

CRISE CONJUGAL vs CRISE FINANCEIRA:

CRISE CONJUGAL vs CRISE FINANCEIRA Andreia Mendes, Psicóloga Clínica Óbidos, 21 de Abril de 2012

Objectivos :

Objectivos Reflectir acerca do que é Ser família/casal Abordar algumas causas para a crise da família Partilhar algumas estratégias de promoção do bem-estar no casal

Ser Família:

Ser Família Castellan (2002 ) como “ conjunto de duas pessoas que se unem com intenção de os cônjuges não sintam a necessidade de institucionalizar a sua união ” “ Fundar uma família compromete o futuro a dois planos: da auto-realização do casal e a sua realização através dos potenciais filhos ” (Oliveira, 2002). “(…) um par – homem e mulher, que, sendo diferentes, se unem num projecto, numa aliança – e que com todos os que nela nascem, crescem e envelhecem, dá origem a uma rede extensa de relações e laços ” (Ribeiro, 2004).

Ser Família…:

Ser Família… A palavra casal, provém do latim “casa” que significa cabana.

As dificuldades em constituir família:

As dificuldades em constituir família Prolongamento da adolescência até mais tarde Prolongamento da vida académica Necessidade de possuir estabilidade económica e laboral Primazia de diversidade de experiências: relações, viagens, empregos, …

Principais etapas do ciclo de vida de uma família:

Principais etapas do ciclo de vida de uma família Todas estas etapas trazem consigo desafios importantes a serem ultrapassados.

As dificuldades que enfrentam os casais:

As dificuldades que enfrentam os casais Falta de comunicação Poucas experiências de partilha de bem-estar Dificuldades económicas Paternidade Educação dos filhos Relações extraconjugais Desemprego

Factores psicológicos para o divórcio:

Factores psicológicos para o divórcio Declínio das características saudáveis do casamento Quando o parceiro deixa de potenciar o que temos de melhor Alterações psicológicas de um dos parceiros Dependências, doença mental, … Amadurecimento desigual do casal Passam a estar em fases diferentes da vida Percepção positiva da vida após divórcio

O Divórcio surge…:

O Divórcio surge…

ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA :

ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA ESPERANÇA

“O amor é a mais poderosa dádiva que podemos sentir” Deepak Chopra:

“O amor é a mais poderosa dádiva que podemos sentir” Deepak Chopra Atracção. O amor assenta numa atenção profunda ao outro. Comunhão com o parceiro é o nível seguinte da experiência do amor. A intimidade deve ser diária e ligada à partilha de sentimentos, emoções e à intimidade física.

“Sê a mudança que queres ver no mundo” Gandhi:

“Sê a mudança que queres ver no mundo” Gandhi As relações são o nosso reflexo. Entender que as pessoas nas relações dão o seu melhor a partir da sua própria experiência e identidade. O casamento assenta numa relação dinâmica em que nos temos de empenhar. A relação depende bastante da colaboração e comunicação entre o casal. A comunicação emocional é fundamental. Escrita de um diário que comece “Hoje fomos felizes porque …”.

“Não se pode resolver nenhum problema a partir do mesmo nível de consciência que o criou” Einstein:

“Não se pode resolver nenhum problema a partir do mesmo nível de consciência que o criou” Einstein Verdade, respeito, honestidade, liberdade para responder à pergunta: “O que quero para mim e para os “meus”?”. Uso da criatividade: Afastarmo-nos do problema para olhá-lo de outra perspectiva e com outro novo significado. As soluções são caminhos graduais, Pratique a clareza de espirito.

Uma partilha…:

QUERER Uma partilha…

PowerPoint Presentation:

Façam o favor de ser felizes. Raul Solnado

CRISE CONJUGAL vs CRISE FINANCEIRA:

CRISE CONJUGAL vs CRISE FINANCEIRA Andreia Mendes, Psicóloga Clínica Óbidos, 21 de Abril de 2012

PowerPoint Presentation:

Grupo de evangelização Infanto –juvenil do cce

PowerPoint Presentation:

Vicente Nunca DEIXES DE AMAR

PowerPoint Presentation:

Dizem ”O mundo está mal ”. E TU, COMO ESTÁS? Daniel

PowerPoint Presentation:

Não importa o que és, nem a tua condição . O que importa é ser quem és. João Tiago

PowerPoint Presentation:

As dificuldades existem para serem ultrapassadas, tal como as pessoas que erram, precisam ser perdoadas. Se viveres com esperança e emoção, todos te verão com o coração. Susana

PowerPoint Presentation:

Diana Podes ser pobre em dinheiro, mas és rico em coisas boas . não te importes com a crise, que é uma coisa que consegues ultrapassar.

PowerPoint Presentation:

Quando morres, não perdes nada, a não ser o corpo. Lembra-te que a vida continua. Francisco

PowerPoint Presentation:

Antes de pensares que és a pior pessoa do mundo, e que não tens ninguém que se preocupe contigo, pensa bem… Porque há sempre uma mão próxima que te ajude. Raquel

PowerPoint Presentation:

Joana Quando pensares que não existe mais nada a prender-te, quando achares que não fazes falta a ninguém, Lembra-te dos bons momentos que passaste, e verás que fizeste a diferença na vida das pessoas próximas DE ti.

PowerPoint Presentation:

Não deixe de sonhar João

PowerPoint Presentation:

Rafael Sempre que pensares em suicidar-te, LEMBRA-TE DE TODAS as pessoas que sentirão a tua falta.

PowerPoint Presentation:

Beatriz A vida é um caminho com duas estradas: a da dor, e a do amor. Chega de dor! Vamos todos escolher a do amor!!

PowerPoint Presentation:

Cada momento é uma fase de uma vida Pedro

A VIDA CONTINUA!:

A VIDA CONTINUA ! A vida continua, quer tu queiras quer não. A vida continua, já não há mais Confusão. A morte é uma passagem, que te leva à eternidade. Quando nós somos jovens, não o somos de verdade. E se hoje és o António, ontem eras o João. Se julgas ter uma vida, puxa lá pela Razão. Tudo pareceria injusto, de sentido Duvidoso. Aprender a ser astuto, para chegar a Virtuoso. Tens que vir cá muitas vezes Bater com a cabeça nas paredes Através dos tempos aprender a Amar. O mais belo sentimento que tu tens para dar. Abre bem os teus ouvidos, ouve as vozes do Além. Daqueles que nos ensinam, e que querem nosso bem. Já é tempo de aprender, que a Paz da humanidade. É fruto do bem-querer, e da força da vontade. Deixar de lado o orgulho Ver a vida com a razão Quando há muito barulho Não prestamos atenção Lá lá lá lá … Não importa o que és Nem a tua condição Importante é ser quem és Em tudo pôr dedicação

Célula Familiar:

Célula Familiar

PowerPoint Presentation:

“A família, sem qualquer dúvida, é bastião seguro para a criatura se resguardar das agressões do mundo exterior, adquirindo os valiosos e indispensáveis recursos do amadurecimento psicológico, do conhecimento, da experiência para uma jornada feliz. O lar é o celeiro de bênçãos, no qual se colectam as informações e a vivência edificante, tornando-se o primeiro núcleo de socialização da criança, que aí haure as experiências dos ancestrais, adquirindo os hábitos que deverão nortear a sua caminhada existencial.” Joanna de Ângelis

Família na sociedade em mudança:

Família na sociedade em mudança “O núcleo familiar já foi um círculo fechado, autónomo, economicamente preso à terra e às actividades manuais, com a compulsória colaboração de todos os seus membros activos. Foi escola, igreja, hospital. Em torno dela criaram-se mitos, como o nome e a tradição familiar, os brasões, as genealogias e títulos. A sua honra foi, repetidas vezes, lavada com sangue, gerando tragédias.” Jáci Regis

Estatisticas:

Estatisticas Divórcios por 100 casamentos em Portugal: 1960 - 1,1 por cento 2010 - 68,9 por cento Fonte: Pordata Estatísticas

Casamento ou Família?:

Casamento ou Família?

Casamento e família :

Casamento e família “O casamento, segundo as vistas de Deus, deve fundar-se na afeição dos seres que o unem.” (In O Livro dos Espíritos, questão 701)

Casamento e família:

Casamento e família “ A família é o conjunto dos seres que se unem, pela consanguinidade, para um empreendimento superior, no qual são investidos valores inestimáveis, que se conjugam em prol dos resultados felizes que devem ser conseguidos ao longo dos anos, graças ao relacionamento entre pais e filhos, irmãos e parentes.” (famílias bênção) Joanna de Ângelis

Casamento e família:

Casamento e família “Nem sempre, porém, a família é constituída por Espíritos afins, afectivos, compreensíveis e fraternos. Na maioria das vezes, a família é formada para auxiliar os equivocados a recuperarem-se dos erros morais, a repararem danos que foram causados noutras tentativas nas quais malograram.” (famílias problema) Joanna de Ângelis

PowerPoint Presentation:

“Mas não se deve esquecer que a indulgência para com os defeitos alheios é uma das virtudes compreendidas na caridade. Antes de censurar as imperfeições dos outros vêde se não podem fazer o mesmo a vosso respeito.” (in O Livro dos Espíritos , questão 903)

Divórcio:

Divórcio

Divórcio e Espiritismo:

Divórcio e Espiritismo “ Em primeiro lugar as vossas leis estão erradas, pois acreditais que Deus vos obriga a viver com alguém que vos desagrada?” (In, O Livro dos Espíritos, questão 940)

PowerPoint Presentation:

“O divórcio é uma lei humana, cuja finalidade é separar legalmente, o que já estava separado de facto. Não é contrário à lei de Deus, pois só reforma o que os homens fizeram, e só tem aplicação nos casos em que a lei divina não foi considerada.” (In O Evangelho Segundo o Espiritismo , cap.XXII-5)

Os filhos não se divorciam dos pais:

Os filhos não se divorciam dos pais

Órfãos de pais vivos:

Órfãos de pais vivos “Os divórcios e as separações, legais ou não, enxameiam, multiplicam-se em altas estatísticas de indiferença total pela família, produzindo as tristes gerações de órfãos de pais vivos e desinteressados, agravando a economia moral da sociedade, que lhes sofre o dano do equilíbrio crescente.” Joanna de Ângelis

Família e sociedade:

Família e sociedade “Os liames sociais são necessários ao progresso, e os laços de família resumem os liames sociais; eis porque eles constituem uma lei natural.” (in O Livro dos Espíritos, questão 774)

Eu só queria poder ajudar:

Eu só queria poder ajudar

PowerPoint Presentation:

“ Quando o convívio no lar é caracterizado pelos atritos e discussões sem sentido, a visão do jovem é que a sociedade padece da mesma hipertrofia de sentimentos, armando-se de forma a evitar-lhe a interferência nos seus interesses e buscas de realização pessoal. Em consequência, torna-se hostil à socialização, em virtude das lembranças desagradáveis que conserva do grupo familiar, que passa, na sua imaginação, como sendo semelhante ao meio social que enfrenta.” Joanna de Ângelis

Implicações psicológicas na criança:

Implicações psicológicas na criança A criança tende a ficar do lado de quem sente como sendo mais frágil. Pode apresentar uma regressão do seu desenvolvimento ao nível do controlo dos esfíncteres, alterações do sono e aparecimento de vários medos. Alterações de comportamento com repercussões no universo escolar. Sente-se responsável, culpada de uma situação que não entende; vive sentimentos de abandono e tende a isolar-se.

Implicações psicológicas no adolescente:

Implicações psicológicas no adolescente Vivencia o divórcio dos pais com depressão, raiva intensa ou comportamentos rebeldes. É ele que tende a sair de casa e não os pais. A sua necessidade de pertencer a um grupo é tanto maior quanto recuse identificar-se com a família. Noutros casos, pelo contrário, o adolescente assume e entra mais depressa na vida adulta. Sem se deixarem enganar, e ao amadurecer, os filhos vão confiando mais no adulto que não lhes peça para tomar partido.

PowerPoint Presentation:

“ Graças ao amor, presente ou ausente na infância e na juventude, os futuros cidadãos responderão aos desafios existenciais, tornando-se construtores do bem ou perturbadores da ordem, porquanto o carácter é construído com a afectividade que amadurece, auxiliando a área do discernimento intelectual para o que é certo, deixando à margem o que é incorrecto.” Joanna de Ângelis

Será que a família se vai desmoronar?:

Será que a família se vai desmoronar?

PowerPoint Presentation:

“Por mais combatida pelos novos padrões da loucura que grassa na Terra, a família não desaparecerá do contexto social na condição de instituição superada, porque o amor que sempre existirá nos corações, se expressará em maior potencialidade no lar, núcleo de formação que é, para se expandir na direcção do colossal grupo humano.” Joanna de Ângelis

PowerPoint Presentation:

“Qual seria para a sociedade o resultado do relaxamento dos laços de família? - Uma recrudescência do egoísmo”. (in “O Livro dos Espíritos”, questão 775) Isolamento na multidão Isolamento consigo mesmo

O Espírito tem que aprender a ser livre!:

O Espírito tem que aprender a ser livre! “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” João 8:32

PowerPoint Presentation:

Famílias dos tempos modernos

Que futuro?:

Que futuro?

Famílias dos tempos modernos:

Famílias dos tempos modernos “Para praticar a lei do amor, como Deus a quer, é necessário que chegueis a amar, pouco a pouco, e indistintamente, a todos os vossos irmãos. Jesus disse: « Amai ao vosso próximo como a vós mesmos»; ora, qual é o limite do próximo? Será a família, a seita, a nação? Não, é toda a humanidade. E, o vosso planeta, destinado a um progresso que se aproxima, para a sua transformação social, verá os seus habitantes praticarem essa lei sublime, reflexo da própria divindade.” ( in, O Evangelho Segundo o Espiritismo , cap.XI-9)

PowerPoint Presentation:

“Aquele que se vangloria de adorar o Cristo mas é duro e implacável com os outros ou ambicioso de bens mundanos, eu vos declaro que só tem a religião nos lábios e não no coração” (in O Livro dos Espíritos, questão 554) Base religiosa na família

PowerPoint Presentation:

João de Deus

Resposta de mãe:

Resposta de mãe Minha mãe, onde está Deus? Ora esta, minha filha, Deus está na luz que brilha Sobre a Terra, pelos Céus. Permanece na alvorada, No vento que embala os ninhos, No canto dos passarinhos, Na meiga rosa orvalhada. Respira na água cantante Da fonte que se desata, No luar de leite e prata, Está na estrela distante ... Vive no vale e na serra, Onde mais? Como explicar-te? Deus existe em toda a parte, Em todo lugar da Terra ... Ó mamãe! Como senti-lo, Bondoso, sublime e forte? Será preciso que a morte Nos conduza ao céu tranquilo? Não, filhinha! Ouve a lição, Guarda a fé com que te falo, Só podemos encontrá-lo No templo do coração. João de Deus / Chico Xavier

PowerPoint Presentation:

Célula Familiar Jornadas de Cultura Espírita / ADEP Óbidos - 2012

PowerPoint Presentation:

Bibliografia: O Livro dos Espíritos - Allan Kardec Constelação Familiar - Joanna de Ângelis / Divaldo Franco Adolescência e Vida - Joanna de Ângelis / Divaldo Franco O Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec Antologia da Criança - Francisco Cândido Xavier / autores diversos Amor, Casamento e Família - Jáci Regis Divórcio / implicações psicológicas - Externato de Penafirme

PowerPoint Presentation:

Oh gente imatura Que insiste Em não existir Vida futura… Vida para além da morte É realidade irrefutável Ninguém morre, acredita Seja rico ou miserável! Poeta alegre Parte de psicografia recebida no CCE, Caldas da Rainha, Portugal, em 17 de Agosto de 2007

PowerPoint Presentation:

Pena de morte

PowerPoint Presentation:

760. Desaparecerá algum dia, da legislação humana, a pena de morte? “Incontestavelmente desaparecerá e, a sua supressão assinalará um progresso da Humanidade. Quando os homens estiverem mais esclarecidos, a pena de morte será completamente abolida na Terra. Não mais precisarão os homens de ser julgados pelos homens. Refiro-me a uma época ainda muito distante de vós.”

PowerPoint Presentation:

Pensem bem meus irmãos Ao atentarem contra a vida. Não somos donos dela Não apressemos a partida. Deus é pai e soberano Confiemos no Senhor. Pois a alegria vem Quando cessa nossa dor. Parte de psicografia recebida na reunião mediúnica do Centro de Cultura Espírita, em Caldas da Rainha, Portugal, a 19 de Janeiro de 2005.

PowerPoint Presentation:

Homicídio

PowerPoint Presentation:

746. É crime aos olhos de Deus o assassínio? “Grande crime, pois que aquele que tira a vida ao seu semelhante, corta o fio de uma existência de expiação ou de missão. Aí é que está o mal.” 747. É sempre do mesmo grau a culpabilidade em todos os casos de assassínio? “Já o temos dito: Deus é justo, julga mais pela intenção do que pelo facto.”

PowerPoint Presentation:

Morre, morre És um miserável Para quê viver Se és imprestável? O pensamento infeliz Atrai outros iguais Que lhe dizem “Morre: viver assim? Jamais!!!” Poeta alegre Parte de psicografia recebida no CCE, em Caldas da Rainha, Portugal, em 1 de Maio de 2007.

PowerPoint Presentation:

Aborto

PowerPoint Presentation:

693. São contrários à lei da Natureza as leis e os costumes humanos que têm por fim ou por efeito criar obstáculos à reprodução? R: - “Tudo o que embaraça a Natureza na sua marcha é contrário à lei geral.”

PowerPoint Presentation:

No ventre de uma mulher grávida, dois bebés falavam: - Acreditas na vida pós-parto? - Claro. Tem que haver alguma coisa. Se calhar estamos aqui a preparar-nos para o que vamos ser. - Disparate! Não há vida depois do parto. Como é que seria verdadeiramente essa vida? - Não sei, mas com certeza deve haver mais luz que aqui. Talvez até consigas andar com os próprios pés e comer com a própria boca. - Isso é absurdo! Andar é impossível! E comer com a boca!? Completamente ridículo! O cordão umbilical é que nos alimenta. Só te digo isto: A vida após o parto não é possível. O cordão umbilical é muito curto! - Eu cá tenho a certeza que há alguma coisa. Com certeza apenas diferente daquilo a que estamos habituados aqui. - Mas nunca ninguém voltou de lá para contar... o parto é o final e mais nada! Angústia prolongada na escuridão. - Bom, não sei como é que vai ser depois do parto, mas tenho a certeza que a Mãe vai tratar de nós. - Mãe? Você acredita nisso!? E onde é que ela supostamente está?! - Onde? Em tudo à nossa volta! Vivemos nela e através dela. Sem ela nada existiria. - Eu não acredito nisso! Nunca vi Mãe nenhuma porque simplesmente não existe. - Então, mas quando estamos em silêncio não a consegues ouvir cantar e falar? E não a sentes a afagar o nosso mundo? Sabes, eu acho mesmo que nos espera a vida real e que esta é só uma preparação para ela... - Esquece! Isso são aquelas tretas da fé...

PowerPoint Presentation:

Aí, começa nova vida Vida em construção É como fazer Uma nova habitação Poeta alegre Parte de psicografia recebida no CCE, em Caldas da Rainha, Portugal, em 1 de Maio de 2007.

PowerPoint Presentation:

Suicídio

PowerPoint Presentation:

60 € 60 € 60 € 60 € 60 €

PowerPoint Presentation:

946. E do suicídio cujo fim é fugir, aquele que o comete, às misérias e às decepções deste mundo? “Pobres Espíritos, que não têm a coragem de suportar as misérias da existência! Deus ajuda aos que sofrem e não aos que carecem de energia e de coragem. As tribulações da vida são provas ou expiações. Felizes os que as suportam sem se queixar, porque serão recompensados! Ai, porém, daqueles que esperam a salvação do que, na sua impiedade, chamam acaso, ou fortuna! O acaso, ou a fortuna, para me servir da linguagem deles, podem, com efeito, favorecê-los por um momento, mas para lhes fazer sentir mais tarde, cruelmente, a vacuidade dessas palavras.”

PowerPoint Presentation:

Deixo uma homenagem Ao irmão suicida Com este recado: “Não dês cabo da vida” E se ela te for dura Ao ponto de quereres morrer Espera um pouco mais Deus parará o teu sofrer. Poeta alegre Parte de psicografia recebida no CCE, em Caldas da Rainha, Portugal, em 1 de Maio de 2007.

PowerPoint Presentation:

799. De que maneira pode o Espiritismo contribuir para o progresso? “Destruindo o materialismo, que é uma das chagas da sociedade, ele faz que os homens compreendam onde se encontram os seus verdadeiros interesses. Deixando a vida futura de estar velada pela dúvida, o homem perceberá melhor que, por meio do presente, lhe é dado preparar o seu futuro. Abolindo os prejuízos de seitas, castas e cores, ensina aos homens a grande solidariedade que os há-de unir como irmãos.”

PowerPoint Presentation:

O nosso objectivo É o porto de abrigo Após a jornada Após tanto perigo Mas a jornada, tem seus encantos As ondas, as nuvens, Os peixes, os recantos… Pega pois no leme E segue, Caravela, Imune a toda dificuldade Ergue a tua vela O vento da esperança Logo a encherá Levando-te com alegria Ao porto que te receberá Após deitar as amarras Alegre ancião t’interroga: Que trazes marinheiro? Nessa grande piroga? Sou marinheiro de Deus Trago alegrias, sofrimentos, Passei por mil mares, E pelo Cabo dos Tormentos Trago-te a mais bela notícia Que pude aprender: Marinheiro que não ame Não pára de sofrer… Por isso estou feliz Por ao porto chegar Sofri, lutei na vida Mas consegui amar… Sejas então bem-vindo Descansa um pouco, irmão! Chegaste à Pátria de Deus Que t’aconchega o coração. Um navegante da vida Psicografia recebida na reunião mediúnica do CCE, Caldas da Rainha, Portugal, em 9 de Junho de 2009 . Lá vai a caravela No meio da tormenta Oh timoneiro Vê lá se el' aguenta Ai, meu Capitão Ela dá cada safanão… Não vejo a hora de Pisar firme chão… Cala-te Homem de Deus Com tamanha desilusão Arriba-me esse ânimo Hás-de pisar firme chão. Nunca um marinheiro Perde a confiança em dobrar com êxito O Cabo da Boa-Esperança Assim é na vida Somos naus no mar Sofrendo ventos e tormentas Mas temos de continuar A CARAVELA DA VIDA

PowerPoint Presentation:

Aborto Suicídio Pena de morte Homicídio

PowerPoint Presentation:

21 e 22 de Abril de 2012 JORNADAS DE CULTURA ESPÍRITA

PowerPoint Presentation:

A todo o adulto compete educar. A todo o espírita cabe evangelizar. O projeto “Fábulas para Ensinar, Aprendendo” sustenta cada conto no…

PowerPoint Presentation:

Em parceria com a microarte , foi criado o site www.fabulasparaensinar.com . Num projeto que envolve todo o movimento espírita português, foram desenvolvidas 40 apresentações. Já circulam + de 2200 livros.

PowerPoint Presentation:

Mas foi particularmente gratificante dinamizar o “Desafio Jovem Ilustrador”.

PowerPoint Presentation:

Envolvamo-nos todos no esforço conjunto de evangelização das nossas crianças, tornando-as desde já pequenos semeadores. O “Desafio Jovem Ilustrador II” renova o apelo de participação aos jovens para a co-autoria do próximo volume. 1- Idades entre os 5 e os 10 anos. 2- Uma ilustração a cores alusiva à fábula “As viagens do dromedário e do cavalo” . 3- Remeter em suporte digital , para o e-mail: jovem-ilustrador@fabulasparaensinar.com 4- A data limite é 15 de Julho de 2012.

PowerPoint Presentation:

5- Indicar o nome do autor, a idade, a Associação/Centro/Escola e uma declaração autorizando a publicação da ilustração, assinada pelos encarregados do jovem. 6- Serão constituídos três escalões: dos 05 aos 06; dos 07 aos 08; dos 09 aos 10 . 7- Durante a primeira quinzena de Agosto, será escolhido o melhor trabalho que passará a integrar o 3.º volume da coleção. 8- Os melhores 5 trabalhos de cada escalão etário serão expostos no site.

PowerPoint Presentation:

EUTANÁSIA

PowerPoint Presentation:

.... “...a morte não é algo que nos espera no fim. É companheira silenciosa que nos fala com voz branda, sem querer nos atemorizar, dizendo sempre a verdade e nos convidando à sabedoria de viver. Quem não pensa e não reflete sobre a morte, acaba por esquecer da vida. Morre antes, sem perceber.” Ruben Alves

PowerPoint Presentation:

MORTE - DEFINIÇÃO MORTE CARDÍACA MORTE ENCEFÁLICA MORTE BIOLÓGICA Interrupção irreversível das reações bioquímicas essenciais a manutenção da vida celular.

PowerPoint Presentation:

EUTANÁSIA ORTOTANÁSIA DISTANÁSIA MISTANÁSIA

PowerPoint Presentation:

EUTANÁSIA EU = beleza, dignidade + THANATOS = morte Francis Bacon (séc. XVII): “...a meu ver eles (médicos) deveriam possuir a habilidade necessária para dulcificar com suas mãos o sofrimento e a agonia da morte.”

PowerPoint Presentation:

EUTANÁSIA - Definição Legal Ato consciente e intencional de promover a morte de outra pessoa, seguida dos seguintes requisitos: o sujeito é competente, esclarecido, com doença dolorosa e incurável, que voluntariamente pede que sua vida seja interrompida. o agente é consciente da condição do sujeito e de seu desejo de morrer, cometendo o ato com intenção primária de promover a morte do outro. Este ato é executado com empatia e compaixão, sem ganhos pessoais.

PowerPoint Presentation:

ORTOTANÁSIA ORTO = correto + THANATOS = morte Consiste em não utilizar meios desproporcionais de manutenção da vida quando o paciente não é mais “salvável”. Continua-se com cuidados de higiene e conforto, e o tratamento para a dor e o sofrimento.

PowerPoint Presentation:

DISTANÁSIA DIS = contra + Thanatos = morte Prolongamento artificial do processo de morte, sem perspectiva de cura ou melhora.

PowerPoint Presentation:

Morte miserável fora e antes do seu tempo das pessoas menos favorecidas na nossa sociedade. MISTANÁSIA

PowerPoint Presentation:

SUICÍDIO ASSISTIDO ESTADO VEGETATIVO PERMANENTE PACIENTE TERMINAL

PowerPoint Presentation:

Diane Pretty , 43 anos, portadora de doença neurológica- que a deixou paralisada do pescoço para baixo, solicitou permissão para o Tribunal Europeu para os direitos Humanos para que o marido auxiliasse o seu suicídio. Alegação: Direito de não ser submetida a tratamento desumano e degradante. Direito de privacidade. Liberdade de consciência. Direito de não discriminação Decisão: A lei que proíbe o suicídio assistido protege os fracos e vulneráveis, não é discriminatória e não foi infringido qualquer tratamento danoso a Pretty .

PowerPoint Presentation:

Terri Schiavo , em coma por 13 anos devido a ataque cardíaco e paragem por vários minutos que causou dano cerebral extenso. Teve a sonda alimentar retirada por determinação judicial a pedidos do seu marido.

PowerPoint Presentation:

Nancy Crick , 70 anos, peso 27kg. Operada de cancro no intestino, passava a maior parte do tempo com diarreia e vómitos crónicos. Pôs termo a vida com uma dose letal de barbitúricos e álcool, na presença de 21 pessoas, entre familiares, amigos e simpatizantes da causa. “ Essa é minha vida, minha escolha.....”

PowerPoint Presentation:

DILEMAS ÉTICOS É CORRETO OBRIGAR UMA PESSOA A SEGUIR UM TRATAMENTO QUE PODE SALVAR-LHE A VIDA? A VIDA HUMANA DEVE SER PRESERVADA INDEPENDENTE DA SUA QUALIDADE? TEMOS O DIREITO DE ESCOLHER O MODO DE MORRER? PODE O DESEJO DE MORRER SER EXCLUÍDO DO PROJETO HUMANO DE VIVER? É LÍCITO ADIAR O MORRER PROLONGANDO O SOFRER? VALE A PENA PROLONGAR A VIDA FÍSICA DE QUEM PERDEU A DIGNIDADE DE VIVER?

PowerPoint Presentation:

944. O homem tem o direito de dispor da sua própria vida? Não; somente Deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei. 952-a. É culpado (...) aquele que corta a sua vida por desespero? É mais culpado, porque teve tempo de raciocinar sobre o seu suicídio. Naquele que o comete instantaneamente há às vezes uma espécie de desvario que se aproxima da loucura; o outro será muito mais punido, porque as penas são sempre proporcionadas à consciência que se tenha das faltas cometidas. 953. Quando uma pessoa vê à sua frente uma morte inevitável e terrível, é culpada por abreviar de alguns instantes o seu sofrimento por uma morte voluntária? Sempre se é culpado de não esperar o termo fixado por Deus. Aliás, haverá certeza de que esse termo tenha chegado, malgrado as aparências, e não se pode receber um socorro inesperado no derradeiro momento? 953-a. Concebe-se que, em circunstâncias ordinárias, seja o suicídio repreensível, mas figuramos o caso em que a morte é inevitável e em que a vida só é abreviada por alguns instantes. É sempre uma falta de resignação e de submissão à vontade do Criador.

PowerPoint Presentation:

28. Um homem está agonizante, presa de cruéis sofrimentos. Sabe-se que seu estado é desesperador. Será lícito pouparem-se-lhe alguns instantes de angústias, apressando-se-lhe o fim? Quem vos daria o direito de prejulgar os desígnios de Deus? Não pode ele conduzir o homem até à borda do fosso, para dai o retirar, a fim de fazê-lo voltar a si e alimentar idéias diversas das que tinha? Ainda que haja chegado ao último extremo um moribundo, ninguém pode afirmar com segurança que lhe haja soado a hora derradeira. A Ciência não se terá enganado nunca em suas previsões? Sei bem haver casos que se podem, com razão, considerar desesperadores; mas, se não há nenhuma esperança fundada de um regresso definitivo à vida e à saúde, existe a possibilidade, atestada por inúmeros exemplos, de o doente, no momento mesmo de exalar o último suspiro, reanimar-se e recobrar por alguns instantes as faculdades! Pois bem: essa hora de graça, que lhe é concedida, pode ser-lhe de grande importância. Desconheceis as reflexões que seu Espírito poderá fazer nas convulsões da agonia e quantos tormentos lhe pode poupar um relâmpago de arrependimento. O materialista, que apenas vê o corpo e em nenhuma conta tem a alma, é inapto a compreender essas coisas; o espírita, porém, que já sabe o que se passa no além-túmulo, conhece o valor de um último pensamento. Minorai os derradeiros sofrimentos, quanto o puderdes; mas, guardai-vos de abreviar a vida, ainda que de um minuto, porque esse minuto pode evitar muitas lágrimas no futuro. S. Luís. (Paris, 1860.)

PowerPoint Presentation:

Bryan Curtis começou a fumar aos 13 anos, nunca imaginando que apenas 20 anos depois isso iria levá-lo à morte, deixando para trás mulher e filho. Nas suas últimas semanas de vida, ele deixou uma mensagem para os jovens. A última ação em vida foi engajar-se na luta contra o tabaco. Pediu à imprensa em geral, que as fotos da sua agonia fossem usadas na luta contra o tabagismo.

PowerPoint Presentation:

Jerônimo Mendonça Ribeiro, paralisado numa cama ortopédica por 30 anos, movendo apenas a boca e os olhos – embora também cego – tornou-se conhecido como o Gigante Deitado. Sua voz forte, seu ânimo inquebrantável, apesar das dores que sentia em função de problemas cardíacos e da própria paralisia total dos membros, fizeram-no conhecido, respeitado, querido e sempre requisitado para palestras e diálogos com grandes ensinamentos, incentivando obras de causas sociais e de divulgação do espiritismo.

PowerPoint Presentation:

"Não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. Não basta abrir a janela para ver os campos e os rios“ Alberto Caeiro

Redes Sociais na Crise:

Redes Sociais na Crise Jornadas ADEP Vasco Marques

13,7 mil milhões de anos:

13,7 mil milhões de anos

4,5 mil milhões de anos:

4,5 mil milhões de anos

3,5 mil milhões de anos:

3,5 mil milhões de anos

100 mil anos Homem moderno:

100 mil anos Homem moderno

1879:

1879

ENIAC 1946:

ENIAC 1946

1969:

1969

PowerPoint Presentation:

Universo Terra Vida Homem

PowerPoint Presentation:

Electricidade ENIAC Internet Social Media

Redes Sociais:

300 M 800 M Redes Sociais 252 135 M 62 M FB PT: 4,3 milhões (83 % online) 2,1 mil milhões têm internet (30%) 63% lares PT têm Internet Fonte: http://www.socialbakers.com/facebook-statistics/portugal , Wikipedia , Marktest , internetworldstats

Fenómeno:

Fenómeno Número de utilizadores Login universal Pub FB vs site empresa Filme e livro Preparado para empresas, aplicações Publicidade segmentada Simplicidade de comunicação e partilha Entrada na bolsa (a maior da história tech ).

Facebook ADEP:

Facebook ADEP www.facebook.com/adeportugal.org Fãs Estatísticas Viralidade Aplicações Engagement .

Social Media ADEP:

Social Media ADEP Site 2011 (milhares) 2012 (milhares) Facebook 1 3 Youtube 20 38 Slideshare 56 143 Scribd 6 12 Ustream 2,5 4

Facebook e crise:

Facebook e crise Surgiu em momentos de crise Rastilho para mudanças sociais Causas e eventos Circulação da informação.

Efeitos Sociais:

Efeitos Sociais Aproxima ou afasta pessoas? Educação dos filhos Privacidade Sempre ligados à web Solidão

Divulgar espiritismo:

Divulgar espiritismo Criar página Facebook Outros Social Media Boas práticas e personalização Qualidade de conteúdos Entender o público.

TEMA :

TEMA ECONOMIA DO ESPÍRITO INVESTIR BEM EM ALTURA DE CRISE 262 Isaías Sousa

Introdução:

Introdução Neste trabalho iremos analisar: Os problemas económico-financeiros, que a sociedade atravessa com as respectivas repercussões na sociedade, e; O contributo da Doutrina Espírita, na resolução desses problemas. 263 Isaías Sousa

Pensando como um Economista:

Pensando como um Economista A microeconomia estuda a forma como as pessoas escolhem em condições de escassez. No entanto, muitas pessoas acham o assunto pouco importante , principalmente para a maior parte dos cidadãos dos países desenvolvidos, dado que é uma coisa do passado. Esta reacção é, no entanto, uma visão restrita da escassez, pois que, mesmo quando os recursos materiais são abundantes, outros recursos importantes não o são. Vejamos um exemplo: 264 Isaías Sousa

Pensando como um Economista:

Pensando como um Economista Quando Aristóteles Onassis morreu, a sua fortuna valia vários biliões de dólares e em vida podia gastar o dinheiro que desejasse. Contudo, em certa medida, ele enfrentava o problema da escassez com uma intensidade que nenhum de nós virá a sentir, dado que ele sofria de uma miastenia grave , uma doença neurológica , debilitante e progressiva. Logo, para Onassis , a escassez não era o dinheiro, mas o tempo, a energia e a habilidade física necessária para realizar as suas tarefas. 265 Isaías Sousa

Conclusão deste pensamento:

Conclusão deste pensamento Em resumo: A microeconomia é a ciência da escolha em condições de escassez, porque ela está sempre presente. A tarefa dos economistas é tentar responder a perguntas do tipo: “ Devo fazer a actividade x?” R:- Sim, se apenas os custos forem menores do que os benefícios. E, esta forma de pensar pode dar origem a um comportamento céptico, no que refere à importância do dever e de outras motivações desinteressadas. 266 Isaías Sousa

Conclusão deste pensamento:

Conclusão deste pensamento E, por isso muito economistas e outros cientistas do comportamento são cépticos acerca da importância do dever e de outras motivações desinteressadas. Baseados nesta opinião, o Homo Oeconomicus ou economicista não experimenta o tipo de sentimentos que motivam as pessoas a devolver carteiras perdidas aos seus donos com o dinheiro intacto, porque os custos e os benefícios materiais são as únicas coisas que lhe interessam. 267 Isaías Sousa

Economia Vs Visão Espírita:

Economia Vs Visão Espírita Obviamente que muitos indivíduos não condizem com esta caricatura do “primeiro eu” do modelo do interesse próprio. Porquanto muitos há que doam medula óssea a estranhos; Empregam muito esforço e dinheiro para verem prevalecer a justiça; Ajudam a salvar pessoas; Contribuem com donativos para fins altruístas, etc. Mas iremos analisar que o Homo Oeconomicus está mal equipado para as necessidades da existência social e espiritual. 268 Isaías Sousa

Economia Vs Visão Espírita:

Economia Vs Visão Espírita A análise da oferta e da procura é a ferramenta básica do economista para prever a forma como os preços e quantidades de equilíbrio podem variar em resposta a alterações nas forças de mercado: Um aumento da procura levará a um aumento quer no preço quer na quantidade de equilíbrio. Uma redução da procura levará a uma redução no preço e na quantidade de equilíbrio. Um aumento na oferta levará a uma redução no preço de equilíbrio e a um aumento na quantidade de equilíbrio. Uma redução da oferta levará a um aumento no preço de equilíbrio e a uma redução na quantidade. 269 Isaías Sousa

Economia Vs Visão Espírita:

Economia Vs Visão Espírita Tudo isto se passa num mercado de concorrência onde as pessoas, os empresários lutam pelos seus interesses, para dar satisfação às necessidades. Assim acontece por exemplo, se os lucros de uma empresa cairam , uma forma é reduzir o número de trabalhadores. Se as empresas petrolíferas estão abaixo dos seus objectivos na distribuição de dividendos a melhor maneira é aumentar os preços dos combustíveis. 270 Isaías Sousa

Economia Vs Visão Espírita:

Economia Vs Visão Espírita Consequências: Instabilidade social Revoltas Insegurança Conflitos Sociais Guerras Ganância Entre outros. 271 Isaías Sousa

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Até ao presente as empresas tiveram como objectivo principal: O LUCRO Em vez do CAPITAL HUMANO 272 Isaías Sousa

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Esta situação irá continuar, enquanto a caridade, a fraternidade e a solidariedade não imperarem nos corações da humanidade. Porque quando estas “ Artes “ forem conhecidas , compreendidas e praticadas , o homem terá no mundo hábitos de ordem e de previdência para consigo mesmo e para com os seus, de respeito a tudo o que é respeitável, hábitos que lhe permitirão atravessar menos penosamente os maus dias inevitáveis. PORQUÊ ???? 273 Isaías Sousa

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Como vimos num mercado de bens e serviços, há duas situações que funcionam em sentidos opostos: A Oferta e a Procura. E no mercado das virtudes ? Como será o comportamento da Oferta e da Procura ? Como será em termos de escassez ? Como será em termos de satisfação ? 274 Isaías Sousa

Proposta Espírita VS Procura:

Proposta Espírita VS Procura Exemplo: Mercado da Caridade: Variáveis: Vontade e “ Quantidade “ Exemplo: Mercado da Fraternidade Variáveis: Vontade e “ Quantidade” Logo o Modelo será sempre este: 275 Isaías Sousa

Proposta Espírita VS Procura:

Proposta Espírita VS Procura 276 Isaías Sousa E porque é que a quantidade nunca é escassa?

Proposta Espírita VS Oferta:

Proposta Espírita VS Oferta 277 Isaías Sousa Porque neste caso a oferta não está dependente de qualquer determinante: E quem determina ? “ DEUS “ Neste caso, tendo em conta a oferta e a procura podemos traçar vários modelos de satisfação e de equilíbrio, que variam somente com a vontade do indivíduo.

Proposta Espírita VS Oferta:

Proposta Espírita VS Oferta 278 Isaías Sousa

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Analisemos os prós e os contra entre uma vida sustentada nas questões puramente materiais e uma vida sustentada nas questões espirituais. Para o efeito, vamo-nos servir de modelos de balanços e demonstração de resultados e tirarmos algumas conclusões. 279 Isaías Sousa

Situação Económica:

Situação Económica Modelo de Balanço DEM. Resultados Isaías Sousa 280

Situação Económica:

Situação Económica Isaías Sousa 281 Se a empresa aumentou os lucros, os seus capitais próprios vão aumentar. As consequências deste aumento poderão ser muito diversas, consoante o carácter e os valores éticos e morais do empresário.

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Vejamos agora a proposta espírita: Quando Deus nos criou, que capitais nos dotou ? Simplicidade Ignorância sem maldade Inteligência. Ou seja, o balanço espiritual tem esta forma: 282 Isaías Sousa

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Balanço Espiritual Neste modelo não há qualquer passivo, Não existe qualquer tipo de dívida. Mesmo aparecendo qualquer dívida é compensada pela virtude. 283 Isaías Sousa Activos: Virtudes Capitais Próprios

Proposta Espírita:

Proposta Espírita Se houvesse passivo, haveria retrocesso na evolução. 284

Conclusões:

Conclusões Perante as mais diversas tribulações a divindade apresenta as mais diversas soluções A satisfação intima reside na procura da oferta de bens imperecíveis e nunca escassos e no mercado das virtudes. No balanço da vida, o indivíduo sempre acumula capitais e nunca se endivida. 285 Isaías Sousa

Reaprender a viver à luz da Doutrina Espírita:

R eaprender a viver à luz da Doutrina E spírita Reinaldo Barros

PowerPoint Presentation:

Aumento das despesas sociais Diminuição das receitas fiscais Alteração irreversível da pirâmide etária (envelhecimento) Aumentar a idade requerida para a obtenção da reforma Reduzir os prazos e os valores de apoio aos desempregados Aumentar o valor das contribuições e incluir os reformados na categoria de contribuintes Eliminar as situações especiais em matéria de benefícios, sobretudo tratando-se de reformas 1995 - Allan Juppé (França) - propostas políticas: 1981 - Pierre Rosanvallon - "A Crise do Estado Providência" (deficit) CRISE DO MODELO SOCIAL EUROPEU

PowerPoint Presentation:

Prolongar a actividade dos 65 para os 70 anos Fixar em 35 anos o período mínimo de contribuições necessário para a atribuição da reforma integral A reforma antecipada passa dos 60 para os 65 anos Alteração do sistema de pensões Decrescimento económico Aumento do desemprego

PowerPoint Presentation:

Cândido Portinari , Retirantes Miséria Solidão Desespero

PowerPoint Presentation:

Júlio Pomar, Cegos de Madrid, 1954 Heinrich Füssli Medo Depressão Fatalismo

PowerPoint Presentation:

Cândido Portinari Sofrimento

PowerPoint Presentation:

MODELO SOCIAL EXISTENTE CRISE SINAIS DE PERIGO DESAGREGAÇÃO REFLEXÃO ADAPTAÇÃO TRANSFORMAÇÃO NOVO PARADIGMA NOVO MODELO SOCIAL TEMPO escala indeterminada permanente ocorrência de fenómenos mudança desordem caos incerteza / insegurança / ansiedade / descontrolo visão histórica - momentos chave causas? porquês? viver / sobreviver / lutar novos valores cultura / mentalidades / hábitos / ideias / valores

PowerPoint Presentation:

O sistema retira recursos do meio-ambiente, processa-os e devolve-os transformados ao meio-ambiente. Um sistema é formado de sub-sistemas e é parte de um macro-sistema Existe uma inter-relação das partes . S egundo a teoria do caos : O comportamento de qualquer elemento influencia o todo . A mudança no processo de um sub-sistema influencia o sistema, que por sua vez influencia o macro-sistema. Também ocorre o inverso. Uma pessoa é também um sistema. E também faz parte de um macro-sistema, que é a sociedade . A sociedade também pode ser analisada como um sistema . formado por uma infinidade de sub-sistemas: pessoas e organizações, sistemas sociais ... C ada um pode contribuir para o equilíbrio como para o desiquilíbrio, dependendo da escolha. SISTEMAS

PowerPoint Presentation:

Na dimensão ambiental , a sustentabilidade requer essencialmente: a alteração dos padrões atuais de consumo e de produção; o estabelecimento de limites para o crescimento da população humana; e a manutenção da estabilidade dos ecossistemas . P rincípio fundamental da Ecologia : os seres vivos não podem ser desconectados do ambiente em que se inserem e com o qual necessitam de interagir . Os ecossistemas são unidades que englobam uma comunidade de organismos de uma dada área. A interação entre seres vivos e entre estes e o ambiente físico produz a auto-manutenção e auto-regulação dessa mesma comunidade. Tal como todos os seres vivos, o homem depende dos ecossistemas como seu suporte de vida . Com efeito, os ecossistemas naturais proporcionam, direta ou indiretamente, diversos serviços e bens indispensáveis às necessidades humanas . ECOSSISTEMAS

PowerPoint Presentation:

O sistema social inclui todos os aspetos relacionados com a organização social e o comportamento das pessoas, condicionando desta forma a dinâmica do ecossistema. As atividades humanas com impacte nos ecossistemas são fortemente influenciadas pela sociedade em que as pessoas vivem. São as instituições e a organização social que estabelecem os comportamentos socialmente aceitáveis, que, uma vez associadas à tecnologia, definem o que é possível ser feito em sociedade. A confluência de diferentes pressões humanas sobre o ecossistema – como o rápido crescimento populacional e da mobilidade, a crescente necessidade de recursos, a continuidade da degradação ambiental e da perda de biodiversidade – tem sido fonte de variados problemas. Estes colocam-se não só ao nível da sobrevivência biológica , como também em questões relacionadas, entre outras, com a economia, a saúde, a educação, a justiça e, de uma forma geral, com a qualidade de vida . SISTEMA SOCIAL

PowerPoint Presentation:

Na União Europeia , a má gestão dos solos e o impacte crescente das alterações climáticas são as ameaças à biodiversidade . Os estilos de vida europeus são fortemente assentes em importações de países em desenvolvimento, cuja produção e transporte contribuem frequentemente para a aceleração da perda de biodiversidade a uma escala mais alargada. A Avaliação do Ecossistema do Milénio demonstrou que os ecossistemas da Europa sofreram uma danificação provocada pelo homem, superior à verificada em qualquer outro continente . E xemplos : apenas 1 a 3% das florestas da Europa Ocidental podem ser consideradas “sem intervenção humana”; desde a década de 50, a Europa perdeu a maior parte das suas terras agrícolas de elevado valor natural; a nível de espécies, 42% dos mamíferos nativos da Europa, 43% das aves, 45% das borboletas, 30% dos anfíbios, 45% dos répteis e 52% dos peixes de água doce, encontram-se ameaçados de extinção ; observam-se sinais de declínio em populações de muitas espécies anteriormente comuns , com perda significativa de diversidade genética . BIODIVERSIDADE na Europa e no mundo

PowerPoint Presentation:

A nível mundial , a perda de biodiversidade revela-se ainda mais alarmante: desde finais da década de 70, foi destruída uma área de floresta tropical superior à área da União Europeia, em grande parte para a exploração de madeira, culturas como a soja e o óleo de palma e a criação de gado bovino; a cada 3 a 4 anos é destruída uma área de floresta tropical equivalente à dimensão da França; ecossistemas diversos como as zonas húmidas, ilhas, florestas temperadas, mangais e recifes de corais sofrem perdas proporcionais; as taxas de extinção de espécies são atualmente 100 vezes superiores às reveladas em registos de fósseis , prevendo-se uma aceleração deste ritmo para uma nova extinção massiva não detetada desde o desaparecimento dos dinossauros. A União Europeia tem tomado diversas medidas para travar e inverter esta tendência , nomeadamente no sentido de: salvaguardar os habitats e as espécies em maior risco; integrar a biodiversidade na Estratégia de Desenvolvimento Sustentável Europeia e em diversas políticas sectoriais: ambiente, desenvolvimento agrícola e rural, pesca e desenvolvimento regional e territorial; controlar espécies alóctones invasivas. Em termos de política externa , o esforço da UE nesta matéria tem sido dirigido para a governação internacional, a ajuda externa e o comércio internacional .

PowerPoint Presentation:

Figura 7.1 Interacción, coevolución y coadaptación del sistema social humano con el ecosistema. Fuente: Adaptado de Rambo, A. & Sjise, T. (1985) An Introduction to Human Ecology Research on Agricultural Systems in Southeast Asia, University of the Philippines, Los Banos, Philippines. http://www.gerrymarten.com/ecologia-humana/capitulo07.html

PowerPoint Presentation:

O PENSAMENTO Experiência Conhecimento Repetição / Registo Memória Automatismo C ondicionamento Passado – Presente - Futuro Como se cria um paradigma?

PowerPoint Presentation:

O pensamento é determinante Controlar o pensamento : evitar pensamentos inúteis e destrutivos. Procurar o que é benéfico. Buscar alternativas à revolta e à frustração – ser criativo – mudar de atitude – conviver com pessoas sadias Resistir à negatividade e à autodestruição – vencer o sentimento de culpa Não ceder à autopiedade , ao rancor, ao passado, à tristeza, à amargura Identificar os problemas Ser útil – (mesmo sendo pobre) viver de forma digna e nobre Buscar a alegria e a felicidade – cantar, andar, comer de forma equilibrada, dormir o necessário N ão ficar sozinho Mudar a forma de encarar a vida - adaptar-se à nova situação – apostar em novas dimensões da realização pessoal Exercitar a mente – procurar actividades saudáveis Aceitar com naturalidade as adversidades – o sofrimento faz parte do aprendizado da vida – as situações difíceis, inevitáveis, podem ser oportunidades de mudança Compartilhar as experiências Ter fé – olhar para cima, para o alto Procurar ajuda médica se necessário

PowerPoint Presentation:

A ENERGIA DO PENSAMENTO

PowerPoint Presentation:

A HUMANIDADE ESTÁ A MUDAR – PARTICIPE!

PowerPoint Presentation:

AMPLIAR A CONSCIÊNCIA

PowerPoint Presentation:

PROJECTAR-SE NO FUTURO

PowerPoint Presentation:

Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. De que serve ao homem possuir a terra inteira se perder a própria alma? Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Acumulai tesouros no céu.

authorStream Live Help