apresentacao_alimentacao

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1: 

Profº:Débora Elaborado pelos alunos: Pablo; Bianca; Leonardo; Ana; Aline; Ricardo. Trabalho de Ciências Alimentos e Vitaminas

Slide 2: 

A RODA DOS ALIMENTOS A Roda dos Alimentos é constituída por 5 grupos: •Grupo I: Leite e derivados •Grupo II: Carne, peixe, ovos e marisco•Grupo III: Gorduras•Grupo IV: Cereais e leguminosas secas•Grupo V: Fruta e legumes.

Slide 3: 

Carne e peixe Este grupo engloba todos os alimentos que nos fornecem proteínas. Não é importante consumir muitas proteínas, mas ter a noção que ”tanto bem nos faz um bife do lombo, como o consumo de um chicharro”. Como refere o prof. Emílio Peres, “O que realmente importa é que, no dia-a-dia, a nenhum português falte meio litro de leite ou seus equivalentes e 100 g a 200 g de alimentos variados deste sector da roda; e que, por semana, possa dispor de alguns ovos”.

Slide 4: 

Cereais, leguminosas secas e tubérculos ricos em hidratos de carbono Este grupo caracteriza-se pela riqueza energética do conteúdo elevado de hidratos de carbono característico dos seus constituintes. A riqueza nutritiva dos bens alimentares com base nos cereais, (farinhas, pão, massas) é tanto maior quanto menos refinados, polidos ou peneirados.

Slide 5: 

Frutas e Legumes Os componentes deste grupo caracterizam-se por serem grandes fornecedores de vitaminas, de minerais e de fibras. Este grupo desempenha a função reguladora.  Estes alimentos de preferência devem ser comidos crus. Só assim se conservam e nos fornecem todas as vitaminas que possuem. É o caso das saladas e das frutas. Os produtos crus devem ser consumidos o mais frescos possível, porque certas enzimas que contêm entram rapidamente em actividade após a colheita e provocam envelhecimento, perda de textura, ou seja, de nutrientes.

Slide 6: 

Gorduras De origem vegetal ou animal, são usadas para temperar e cozinhar a nossa comida. O nosso corpo só necessita de 30 a 40 g diárias, pois todos os outros alimentos que consumimos têm na sua constituição gorduras. Deve dar-se preferência às gorduras de origem vegetal, que nos protegem das doenças cardiovasculares. Se respeitarmos as regras da roda dos alimentos, se comermos de todos os grupos e variarmos o mais possível dentro de cada grupo, conseguimos ter um dieta alimentar equilibrada e saudável.

Slide 7: 

Funções dos Alimentos

Slide 8: 

Os alimentos deste grupo trabalham muito, porque ajudam o organismo a renovar-se e fortalecer-se. Neste grupo estão os alimentos ricos em proteínas animais... carne, peixe, frango, clara dos ovos, leite e seus derivados, como queijo e iogurte. Também existem as proteínas de origem vegetal... grãos como feijão, lentilha, grão-de-bico, soja e frutas que contêm óleo como amendoim, nozes e amêndoa. As proteínas são necessárias para o bom funcionamento do corpo, pois são essenciais na formação das células. Os glóbulos vermelhos do nosso sangue, os nossos pêlos, cabelos e unhas, necessitam das proteínas para a sua formação. Construtores

Slide 9: 

Os alimentos reguladores ajudam o corpo a funcionar como um relógio e são ricos em vitaminas e sais minerais, que encontramos nas verduras, frutas e legumes. Outros alimentos ricos em fibras, como grãos, pão e massa integrais, também entram neste grupo. As verduras e frutas, são ricas em fibras e ajudam o estômago e o intestino a funcionar melhor. Mantêm o organismo em funcionamento, pois regulam as funções vitais e ajudam os órgãos a trabalhar. Reguladores

Slide 10: 

Os alimentos energéticos têm a força! São ricos em açúcares e gorduras. Para obter energia, o nosso organismo recorre primeiro aos açúcares. Sustentam as actividades muscular e mental, e também o funcionamento dos órgãos. Mas quando se comem muitos, podemos engordar. A batata-frita, o gelado, o chocolate são grandes fontes de gordura. Usamos a gordura para armazenar energia, e para manter a temperatura do corpo. Se estamos com falta de açúcar, usamos as nossas reservas de gordura. Energéticos

Slide 11: 

Água, vitaminas e minerais Verduras e legumes são especialmente ricos em água e sais minerais. Algumas frutas, como o melão e a melancia, têm quase 90% de água e fornecem boa parte da necessidade hídrica do corpo. Na água, encontramos alguns sais minerais, que também são encontrados numa série de alimentos, desde carnes até aos vegetais. A água é essencial para o corpo. É tão importante que constitui cerca de 70% do nosso peso. Até os nossos ossos têm água, e tudo aquilo que comemos.

Slide 12: 

Água, vitaminas e minerais SAIS MINERAIS Os sais minerais são muitos, e cada um faz um trabalho diferente. Cálcio:mantém os ossos firmes Ferro:importante para a respiração celular (ele é um componente fundamental do sangue, pois faz a troca de gás carbónico pelo oxigénio) Fósforo:importante para o funcionamento dos músculos Sódio:regula a quantidade de água no corpo Potássio:ajuda no metabolismo das proteínas e na contracção dos músculos Iodo:regula o funcionamento da tiróide, uma glândula responsável pelo crescimento. Zinco:ajuda o sistema imunológico Cobre:actua na formação dos tecidos da pele Sal:para cozinhar chama-se cloreto de sódio. É obtido pela evaporação da água do mar, em lugares chamados salinas.

Slide 13: 

Água, vitaminas e minerais VITAMINAS As vitaminas são parte da constituição das enzimas, proteínas que promovem as reacções químicas no organismo. Sem vitaminas ou enzimas, essas reacções não acontecem, ou acontecem muito lentamente, o que prejudica o bom funcionamento do corpo.         Observa este quadro que explica a função de algumas vitaminas, e onde encontrá-las: VITAMINAS Sabias que "vitamina" vem da palavra latina "vita", que significa vida?

Vitamina B12 : 

Vitamina B12 Complexo de substâncias orgânicas solúveis em água. Exerce ação anabolizante e sua deficiência conduz à anemia macrocítica. Encontrada nos ovos, na carne e nos laticínios. Também chamada cobalamina. A deficiência de vitamina B 12 é a causa da anemia perniciosa. Pode surgir devido a um aporte insuficiente na alimentação ou devido à ausência do factor intrínseco, indispensável para a absorção de vitamina B 12. Esta deficiência pode conduzir, igualmente, a uma diverticulose intestinal e a uma infecção pelo parasita intestinal Diphyllobothrium latum. Normalmente, esta vitamina é receitada em associação com outras vitaminas B: com a B 1 e a B 6 em casos de afecções neurológicas ou reumáticas, neurites e polineurites, enxaquecas, nevralgias cervicobraquiais, torcicolos e lumbago, quando a vitamina B 12 é administrada sobretudo, pelas suas propriedades tróficas e antiálgicas.

Slide 15: 

Entendemos que os alimentos contêm nutrientes e vitaminas, que nosso corpo ao ingeri-los, fortalece e são vitais para a saúde!!!! Conclusão

authorStream Live Help