gestao_agua_solo

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Slide 1: 

Professor: Alcides Tadeu da Silva Junior IV: Gestão das águas e do solo

BACIAS HIDROGRÁFICAS COMO UNIDADES DE PLANEJAMENTO : 

BACIAS HIDROGRÁFICAS COMO UNIDADES DE PLANEJAMENTO Um nível de conhecimento da realidade e compromisso com o desenvolvimento das comunidades, para possibilitar a harmonização entre natureza e qualidade de vida; Claridade e segurança sobre o conhecimento para alcançar recursos e meios adequados para resolver os problemas chaves para o bem estar humano e a manutenção dos recursos naturais;

Slide 3: 

Mecanismo institucional que permita e garanta as intervenções em favor das entidades sociais e dos recursos naturais; A capacitação dos profissionais deve ser equilibrada em todos os níveis: organizacional, institucional e individual (gerentes, especialistas, líderes, agricultores, educadores, etc.). (GARCIA, 2000)

MANEJO E GESTÃO SEGUNDO OS 5 PILARES DO ECODESENVOLVIMENTO (SACHS, 1993 : 

MANEJO E GESTÃO SEGUNDO OS 5 PILARES DO ECODESENVOLVIMENTO (SACHS, 1993 1. Sustentabilidade Espacial: compreende a estrutura populacional (tamanho, densidade, distribuição e ocupação) e suas mudanças. Análise do Espaço compreendido e perceber a ação antrópica. Regionalização. Suas informações são tomadas por meio de fotografias aéreas, entrevistas e censo da população.

Slide 5: 

2. Sustentabilidade Ecológica: As principais informações obtidas são sobre: atmosfera, clima, solo, hidrologia, vegetação e fauna e alterado principalmente pela ação humana entre as quais pode-se citar: corte raso da vegetação natural; estabelecimento inadequado de cultivos; aplicação de agrotóxicos no solo e mudanças inadequadas de uso da terra para construções.

Slide 6: 

3. Sustentabilidade Econômica: sistemas de uso da terra, tamanho da propriedade, consumo, número de construções, custo de insumos, retorno econômico dos sistemas de produção; Manejo e estratégias de desenvolvimento sustentável.

Slide 7: 

4. Sustentabilidade Social: nível educacional, organização da comunidade, estratificação social, tecnologias tradicionais de uso da terra e nível de atividades, infraestrutura de serviços da comunidade e sistema político-administrativo. 5. Sustentabilidade Cultural: Atividades que proporcionem a relação sociedade e natureza através de manifestações artísticas, envolvendo todos os atores sociais, respeitando as especificidades de cada local.

Slide 8: 

Por que Preservar? Porque o Brasil tem o maior potencial hídrico do Planeta!!!

Slide 9: 

Introdução ao Capitalismo por: Michael Eugene Porter Estudou na Universidade de Princeton, onde se licenciou em Engenharia Mecânica e Aeroespacial. Obteve um MBA e um doutorado em Economia Empresarial, ambos em Harvard, onde se tornou professor, com apenas 26 anos.

Slide 10: 

Em “A Vantagem Competitiva das Nações”, Porter (1993, p.1) inicia sua análise com uma indagação: “Por que algumas nações têm êxito e outras fracassam na competição internacional?” O único conceito significativo de competitividade a nível nacional é a produtividade nacional.

Slide 11: 

Porter analisa que a globalização das indústrias e a internacionalização de empresas resultam em um paradoxo, estaria a nação perdendo sua importância no sucesso internacional de suas empresas? As empresas estariam transcendendo os países? Deve-se também considerar: Diferenças nas estruturas econômicas, valores, culturas, instituições e histórias nacionais contribuem profundamente para o sucesso competitivo.

Slide 12: 

Em qualquer indústria, seja interna ou internacional, a natureza da competição está materializada em cinco forças competitivas: a ameaça de novas empresas; a ameaça de novos produtos; o poder de barganha dos fornecedores; o poder de barganha dos compradores; a rivalidade entre competidores existentes. (PORTER, 1993, p. 45).

Slide 13: 

Além dos Comentários traçados por Porter, temos outras possibilidades: Economia Solidária

authorStream Live Help