saude da Mulher

Views:
 
Category: Entertainment
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Enfermagem na Saúde da Mulher : 

Enfermagem na Saúde da Mulher

SAÚDE DA MULHER : 

SAÚDE DA MULHER Em 1984, o Ministério da Saúde, atendendo as reivindicações do movimento de mulheres, elaborou o Programa de Assistência Integral á Saúde da Mulher (PAISM).

Slide 3: 

O programa nasceu com objetivo de: Aumentar a cobertura e a concentração do atendimento pré-natal; Melhorar a qualidade da assistência ao parto; Aumentar os índices de aleitamento materno; Evitar o aborto provocado mediante prevenção da gravidez indesejada

Slide 4: 

Implantar ou ampliar as atividades de identificação e controle do câncer cérvico uterino e de mamas; o controle de doenças sexualmente transmissíveis e o controle de outras patologias de maior prevalência no grupo; Desenvolver atividades de regulação da fertilidade humana; Evitar o aborto provocado mediante prevenção da gravidez indesejada.

Slide 5: 


Slide 6: 

PLANEJAMENTO FAMILIAR Legislação no Brasil:   Sobre o planejamento familiar a Constituição Federal do Brasil estabelece: Fundado nos princípios da dignidade da pessoa humana e da paternidade responsável, o planejamento familiar é livre decisão do casal, competindo ao Estado propiciar recursos para o exercício desse direito.

Slide 7: 

Planejamento familiar é um ato consciente: torna possível ao casal programar quantos filhos terá e quando os terá. Permite às pessoas e aos casais a oportunidade de escolher entre ter ou não filhos de acordo com seus planos e expectativas. Programar o crescimento ou não da família nos dias de hoje é fundamental.

Slide 8: 


Slide 9: 

Dentro do Planejamento Familiar abordaremos alguns tópicos: Métodos Contraceptivos: Existem vários métodos que evitam ter uma gravidez indesejada e alguns métodos previnem contra as DST’S. Os principais são: Diafragma: é uma capinha de silicone ou látex. Colocado pela mulher no fundo da vagina, antes da relação sexual, cobrindo o colo do útero.

Slide 10: 

Camisinha Feminina: feita de látex,ela recobre o canal vaginal impedindo a entrada dos espermatozóides a mulher coloca antes da relação sexual. Preservativo Masculino: é um método que fornece uma barreira física, impedindo que o espermatozóide atinjam o óvulo. Está disponível em grande variedade de tamanhos, formas, cores e texturas. DIU: (Dispositivo Intra Uterino) aparelho em forma de T, colocado, por meio de intervenção médica, no interior do útero da mulher. Ele pode conter sais de cobre ou hormônios. Pode durar até 10 anos.

Slide 11: 

Pílula: atua inibindo a estimulação do ovário, não permitindo a ovulação. Pode ser por via oral, injetados (aplicado a cada três meses) ou mesmo implantados sob a pele (libera os hormônios lentamente na corrente sanguínea, podendo durar até cinco anos). Coito Interrompido: apresenta uma porcentagem alta de falha, entre 12% e 40% não impede o contágio de DSTs. Consiste na retirada do pênis da vagina no momento da ejaculação. No entanto, pode haver liberação de espermatozóides antes mesmo da ejaculação

Slide 12: 

A assistência em planejamento familiar deve incluir acesso à informação e a todos os métodos e técnicas para concepção e anticoncepção, cientificamente aceitos, e que não coloquem em risco a vida e a saúde das pessoas.

Slide 13: 

Auto-Exame

Slide 14: 

Todas as mulheres devem fazer regularmente o auto-exame, como uma prática de cuidado e conhecimento do próprio corpo. Deve-se realizar entre 7 a 10 dias após a menstruação. O auto-exame consiste em: inspeção em frente ao espelho; palpação digital das mamas durante o banho e palpação digital das mamas deitada.

Slide 15: 

Inspeção: em frente ao espelho com os braços ao longo do corpo e depois com os braços elevados acima da cabeça a mulher deve olhar as suas mamas observando alguma alteração (inchaço,depressão ou modificação no mamilo ou na pele), em seguida deve apertar o mamilo para verificar se há alguma secreção.

Slide 16: 

Palpação durante o banho: proceder a palpação com a pele molhada, para que os dedos deslizem com facilidade, levanta o braço E e com os dedos esticados tocar suavemente a mama E em movimentos circulares, procurando alguma protuberância, saliência, nódulo ou área com endurecimento, em seguida repita o mesmo com a outra mama.

Slide 17: 

Palpação deitada: colocar uma das mãos sob a cabeça e com a outra palpar a mama oposta em movimentos circulares de fora para dentro incluindo axila. Com um pouco de pressão dos dedos pode-se se sentir o tecido abaixo da pele, facilitando a detecção de nódulos. Em seguida repetir na outra mama.

Slide 18: 

Durante a consulta ginecológica o médico examina com as mãos a mama da paciente procurando encontrar sinais e sintomas de doenças. O câncer de mama pode detectado precocemente, muitas vezes, apresenta-se como uma massa dura e irregular que, quando palpada, se diferencia do resto da mama, pela sua consistência.

Slide 19: 

As formas mais eficaz para detecção precoce do câncer de mama são o exame clinico da mama (auto-exame) e a mamografia. Exame clinico das mamas quando realizado por médico ou enfermeira treinados, pode detectar tumor de ate 1 centímetro, se superficial. Os profissionais devem estimular e ensinar a mulher a praticar o auto-exame das mamas ressaltando a importância da adoção deste hábito.

Slide 21: 

Exame Ginecológico

Slide 22: 

Exame Ginecológico: Exame Preventivo de Câncer Papanicolau – Citologia Oncótica. É um método laboratorial simples e barato que diagnostica lesões e/ou processo inflamatórios.

Slide 23: 

As células são colhidas na região do orifício externo do colo e canal endocervical, colocadas em uma lâmina transparente de vidro, coradas e levadas a exame microscópio. Para uma boa coleta e preciso não estar menstruada e não estar usando creme vaginal. Não ter relação durante as 24 horas que antecedem o exame.

Slide 24: 

Deve ser realizado em todas as mulheres com vida sexualmente ativa, pelo menos uma vez ao ano. Serve para verificar alterações nas células cervicais. O Papanicolau pode detectar doenças pré-cancerígenas e se detectada a tempo há uma grande chance de ser combatido com tratamento simples.

Slide 25: 

Câncer do Colo do Útero

Slide 27: 

As doenças sexualmente transmissíveis são causadas por vários tipos de agentes. São transmitidas principalmente por contato sexual sem uso de camisinhas ou uma pessoa que esteja infectada e geralmente se manifesta por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas.

Slide 28: 

Algumas DST’S são de fácil tratamento e de rápida resolução. Outras podem ser mais difícil ou podem persistir ativas. As mulheres em especial devem ser bastante cuidadosas, já que em diversos casos de DST’S não é fácil distinguir os sintomas das reações orgânicas comuns de seu organismo. Isso exige a mulher consultas periódicas ao médico.

Slide 29: 

Quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves e até a morte. O atendimento e o tratamento de DST’S são gratuitos nos serviços de saúde do SUS. O uso de preservativos em todas as relações sexuais é o método mais eficaz para a redução do risco de transmissão, tanto das DST’S quanto do vírus da AIDS.

Slide 30: 

Doença Sexualmente Transmissível: Cancro Duro (Sífilis) e Mole; Candidíase; Herpes Genital; Gonorréia; Condiloma (HPV); Linfogranuloma; Pediculose do Púbis; Hepatite B; AIDS; Infecção por Clamídia, Trichomonas, Ureaplasma, e Gradnerella

Slide 31: 

Usem camisinha, coloquem essa idéia na cabeça.

Slide 33: 

Durante a gravidez, muitas mudanças acontecem no corpo da mulher, fazendo com que esse período exija cuidados especiais. São nove meses de preparo para o nascimento do bebê. O ministério da saúde salienta a importância do Pré- Natal e incentiva todas as mães a buscarem o atendimento gratuito no SUS.

Slide 34: 

Com os exames médicos realizados no Pré-Natal é possível identificar e reduzir muitos problemas de saúde que costumam atingir a mãe e seu bebê. Doenças, infecções ou disfunções podem ser detectadas precocemente e tratadas de forma rápida. O ideal é que as mães iniciem o Pré-Natal no 1º trimestre ou assim que souberem da gravidez.

Slide 35: 

As consultas permitem identificar problemas como hipertensão, anemia, infecção urinaria e doenças transmissíveis pelo sangue de mãe para filho como AIDS e a Sífilis. Alguns problemas podem causar o parto precoce,,o aborto e até trazer conseqüências mais serias para a mãe ou para o seu bebê.

Slide 36: 

No Pré-Natal as gestantes recebem informações sobre cuidados necessários para uma gravidez saudável, como a importância de manter uma alimentação balanceada, de praticar exercícios físicos regulares e de evitar o alcoolismo e o tabagismo. Algumas atividades ligadas ao Pré-Natal são incentivadas pela rede do SUS, como a participação das futuras mães em cursos de preparação para o parto e grupos de gestantes.

Slide 37: 

O ministério da Saúde lançou a Política de Humanização do Pré-Natal e Nascimento, em que se busca garantir o acesso e a qualidade do acompanhamento Pré-Natal. Estão inclusos a realização gratuita de exames laboratoriais e o fornecimento de medicamentos, vacinas e outros tratamentos necessários, como por exemplo Odontológico.

Slide 38: 

Acompanhamento Pré-Natal garante gravidez mais segura.

authorStream Live Help