Relat�rio da Visita de Estudo ao Pal�cio de Queluz

Views:
 
Category: Education
     
 

Presentation Description

No description available.

Comments

Presentation Transcript

Relatório da Visita de Estudo:

Relatório da Visita de Estudo Palácio Nacional de Queluz

O que conheci? Um Palácio lindo, fica a conhece-lo.:

O que conheci? Um Palácio lindo, fica a conhece-lo.

A Sala do Trono:

A Sala do Trono Chamada também a Sala Grande por ser a maior sala de todo o Palácio. Foi iniciada a sua construção em 1768 e ficaria pronta em 1774, com o formato de estilo rococó.

A Sala da Música:

A Sala da Música Conhecida também pela Sala das Serenatas, pois foi muitas vezes usada para espectáculos de ópera e cenários de imensos serões musicais. Ao ser restaurada ficou concluída em 1759, sendo das Salas mais antiga do Palácio, com a decoração em talha dourada e com o mesmo estilo da Sala do Trono.

A Capela:

A Capela Foi um dos espaços do Palácio construídos por Mateus Vicente de Oliveira

Quarto Império:

Quarto Império Era o quarto de D. Maria I e quando faleceu passou a ser os aposentos da Princesa D. Maria Francisca Benedita. Com uma cama pequena mas um colchão alto, um espelho em dourado e uma decoração em temas pompeianos, com motivos de palmetas, esfinges aladas e grinaldas de flores.

Sala dos Azulejos ou corredor das Mangas:

Sala dos Azulejos ou corredor das Mangas As Mangas de vidro serviam para proteger as velas, os azulejos que cobrem as laterais das paredes de 1784, com uma grande qualidade técnica e decorativa. Ainda com vasos de faiança azul e branco da Real Fábrica do Rato e com réplicas da Fábrica Viúva Lamego e um carrinho que foi descoberto para andar nas quintas, em 1767 D. Pedro encomendou-o.

Sala dos Embaixadores:

Sala dos Embaixadores Conhecida também por Sala das Serenatas ou Serenins, este espaço passou a ser conhecido em 1794, como Sala das Talhas e dos Embaixadores. Desde o ano revelado em cima que Queluz passou a ser a residência permanente da Família Real até 1807 quando partiram para o Brasil.

Sala do despacho:

Sala do despacho Sala que integra o Pavilhão Robillion construído pelo arquitecto Jean-Baptiste Robillion em finais do século XVIII, decorada com o estilo neoclássico, com pinturas de ruínas da Antiguidade Clássica de Giovanni Berardi, foi usada pelo Príncipe D. João, para reuniões ministeriais e despacho.

Quarto de D. Quixote:

Quarto de D. Quixote Construído entre 1759 e 1774, tem pinturas com momentos da vida de D. Quixote de La Mancha, usando inicialmente como sala de café e posteriormente com quarto, lá nasceram os filhos de D. João VI e D. Carlota Joaquina e faleceu em 1834 o Rei D. Pedro IV.

Sala de Jantar:

Sala de Jantar Não existia um espaço fixo de refeições, o local onde se punha a mesa variava segundo a ocasião e o gosto pessoal dos monarcas.

Sala do Canto:

Sala do Canto A designação desta sala deve-se à sua localização, num dos ângulos do Palácio.

Sala da Tocha:

Sala da Tocha O nome lembra a função original desta sala que neste momento se encontra mobilada com um dos três estilos decorativos portugueses mais utilizados no Palácio, o estilo D. José.

Sala dos Archeiros:

Sala dos Archeiros Chamada também por Corpo da Guarda, era a entrada nobre do Palácio, encontra-se neste momento mobilada a estilo D. Maria

Quarto da Princesa D. Carlota Joaquina:

Quarto da Princesa D. Carlota Joaquina É a única sala do Palácio cujos ornatos são em pasta de papel prateada, foi o quarto de D. Pedro III, do Príncipe D. João e de D. Carlota Joaquina. No tempo de D. Miguel era usada como Sala de Despacho.

Parte de fora:

Parte de fora Jardins Cascatas Azulejo

Slide 43:

Relatório elaborado para a disciplina de História sobre a visita ao Palácio Nacional de Queluz. Professora: Ana Barreiros. Elaborado por: Ana Rita Lopes Veloso nº4 8ºE.

authorStream Live Help